segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Frustrações: o fel nas caixas de comentários dos blogues é como o fora o árbitro nos campos de futebol


Por dever de ofício, como compreendem, quase todo os dias sou obrigado a ler as caixas de comentários aqui no acincotons. E diariamente sou surpreendido com o que leio. O nível de escrita, o teor dos comentários, a violência do que se diz, a crítica constante a tudo e todos deixa-me, quase sempre, boquiaberto. Nada tem o minímo consenso, não há ninguém isento de culpa, seja ela qual for, - a não ser os próprios - e nunca (melhor: quase nunca) se lê um elogio ou um contributo sério para um qualquer debate.
Pelos números que temos, as visitas ao blogue, por dia, são na ordem das 1.200/1.500. Também, diariamente, embora aqui seja mais variável, há largas dezenas de comentários. Embora haja acessos de muitas parte do mundo, a maioria dos acessos são feitos a partir de Évora. 
Daí que, estes comentários, representem, de alguma forma, aquilo que é, em termos gerais, o ambiente que se vive em Évora: um ambiente crispado, de grupos que se odeiam e ofendem, de grupos que, dentro deles própios se detestam, compostos por indíviduos sem frontalidade, que apenas a coberto do anonimato são capazes de expressar o que sentem ou o que os motiva. A agressividade, o bota-abaixo, a falta de respeito pelo semelhante são uma constante - não apenas no acincotons, como noutros blogues da cidade como o maisévora.
Há uns meses era o "Zé do Cano", a "loura que ia ao cabeleireiro", os secretários que só estavam nos blogues "a defenderem o dinheiro que recebiam". Hoje é o ataque desenfreado aos "porcos dos comunistas", reponsáveis por tudo o que "aconteceu de mal e de mal há-de acontecer" a esta cidade e a este país.
Não sendo profissional da área é-me dificil pronunciar, mas parece-me que está aqui, nestas caixas de comentários, um retrato psicológico aproximado daquilo que são alguns sectores da população eborense. Habituados a gritar as suas frustrações, os seus medos, as suas angústias, os seus desasjustamentos no futebol domingueiro, tendo quase sempre o árbitro, o treinador ou a equipa adversária como alvos semanais da sua bílis, encontraram agora nas caixas de comentários dos blogues - ainda por cima garantindo um anonimato total - o espaço imediato e diário para as suas incontinências verbais.
Este é também um  dos retratos de Évora, a juntar ao templo romano, ao aqueduto ou à Praça do Giraldo. É também destas pessoas e destes comentários - muitos deles a mostrarem apenas a frustração e a falta de dimensão quer humana quer política (relacional) de quem os escreve - que se faz a cidade.
O lamaçal em que estes "comentadores" transformam os blogues locais é também, ele próprio, uma fotografia a corpo inteiro de Évora e de quem a habita. É isto que urge transformar. Conquistar a Câmara, ganhar o poder, ser eleito para a confraria do bairro são pequenos epifenómenos importantes para os poucos que participam nesses acontecimentos. Mas a transformação da cidade não passa apenas por aí. O que a cidade é, de facto, está nestes gestos semi-ocultos, nestes medos e frustrações, nesta incapacidade de "dar-a-cara", na opacidade dos poderes e dos seus protagonistas. Modificar este estado de coisas passa por outra forma de agir, outra forma de transparência, de capacidade de debate e de frontalidade de opiniões e também de criação de espaços que permitam uma maior partilha e aproximação de experiências. Uma mudança radical na forma como os seus habitantes se relacionam com a cidade e entre si, esse é que deve ser um dos grandes objectivos de quem se acha politicamente interveniente. E aqui não há "santos nem pecadores". Todos temos uma parte de responsabilidade em cada comentário (mesmo que não o tenhamos escrito) que não respeita o outro e que "achincalha" em vez de debater.
Todos nós somos um pouco destes comentaristas anónimos. E em cada comentário deste género é Évora e nós próprios, enquanto indíviduos e sociedade, que perdemos. E nos perdemos.

25 comentários:

  1. Tudo o que escreves está certo. É isso mesmo que são as caixas de comentários, mas não apenas as caixas de comentários, também muitos dos teus textos e comentários/títulos que encimam outros textos/noticias, são também parte integrante que aqui descreves.
    Diria que uns e outros se merecem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que o CJ também escreve os títulos do maisévora? É que ali o teor dos comentários é do mesmo nível e da mesama baixeza do que no a 5 tons. Diria, por isso, que, da sua observação, não bate a bota com a perdigota.

      Eliminar
  2. Parabéns Carlos Júlio!
    O recado que sirva a quem o merece.
    Belo texto que transmite verdades e que define alguns comentadores do "A cinco tons".
    Felizmente que há outra Évora para lá de tais crónicos malidicentes

    António Gomes
    .

    ResponderEliminar
  3. Concordo em absoluto com a análise efectuada por Carlos Júlio.Mais, caso fosse administrador deste blog certos comentários seriam de imediato retirados, como foi o caso dos ataques pessoais efectuados aos ex e ao actuais autarcas, não porque os mesmos não se possam fazer, mas sim pelo tipo de linguagem utilizado, há casos em que é o insulto pelo insulto, sem nada acrescentar, Há dias surgiu um comentário sobre a coadoção de crianças por casas homossexuais, e foi lamentável, mesmo alarmante o tipo de linguagem utilizada, demonstrando que quem os fez para além de não ter a mínima ideia do que estava a falar, mostra uma falta de carácter que julgava já não existir neste século XXI. Imagino o que não serão os tipos de comentários que aqui irão surgir, caso aquele assunto venha a ser objecto de referendo.
    Lamento que 40 anos pós 25 Abril, as mentalidades continuem a ser do tipo Salazarento, demonstrando que tudo quanto foi gasto em educação foi como dar pérolas a porcos.
    O "cinco tons" deverá continuar a sua batalha contra a ignorância e pelo debate de ideias mas na minha opinião todos os comentários grosseiros e que em nada contribuem para o esclarecimento e baseados em insultos e no palavreado abjecto, deverá ser pura e simplesmente reencaminhdos para o esgoto, que é o local de onde os mesmos vieram
    Cumprimentos
    MM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "como dar pérolas a porcos."

      SÓ SE O PORCO FORES TU.

      Eliminar
  4. Ressalvo:
    casais e não casas homossexuais;
    MdM e não MM
    MM

    ResponderEliminar

  5. "PRAXE" do MECO ou muita droga :




    Falta um dado na investigação :

    1. Se foi como dizem , terem sido apanhados por uma onda de forma natural e terem ído parar ao mar , então ... vamos pensar :

    a) Só havia um telemóvel !

    b) Em princípio o telemóvel tambem foi parar ao mar !


    Conclusão :


    Se o telemóvel foi parar ao mar ou dentro do bolso ou arrastado pela água , como funcionou e chamou o 112 ?

    Façam a experiência num alguidar com água a ver se conseguem ligar ao 112 !

    Trafulhas !

    Jorge

    ( cilista )

    ResponderEliminar
  6. CJ os comentaristas são sempre os mesmos. Tu sabes que mais de 70% das visitas ao teu blog não se manifestam, por isso são os doentes dos partidos, são aqueles que têm a mania que sabem tudo e opinam sobre tudo do alto da sua sabedoria

    CJ o teu blog, como o Mais Évora ficam a perder, dantes eu visitava diariamente estes dois Blogs de Évora, agora não vale a pena é sempre a mesma coisa, não pode discutir nada...

    ResponderEliminar

  7. Caro CJ:
    sou professor e em todas as turmas existem alunos que querem falar, nas aulas, mas não dizem nada de jeito; só provocam os outros ou dizem palermices.
    Perante isto, mando-os calar e não volto a dar-lhes a palavra.
    Sugiro que faça o mesmo. O Blogue é seu e os textos são, na generalidade, muito bons. Mas você já viu que os comentários são, na esmagadora maioria, autêntico lixo que nada adianta aos temas dos textos. Só servem para ofender e lançar boatos, despejar maldade, venenos vários. Logo, acabe com os comentários. O blogue fica muito mais limpo e vai ver que quem interessa continua a vir aqui; os parvalhões vão chafurdar para outro lado qualquer. Fica a sugestão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo,desde que tu já o primeiro a ser expulso o blogue !!!
      Já que tiveste a idéia de tentar silenciar os outros,começamos POR TI!
      Concordas PARVALHÃO ?

      Eliminar
    2. Porque o incomoda? Porque se não colocar as suas mensagens como anónimo não terá coragem de chamar parvalhão a alguém?
      Lurdes

      Eliminar
    3. É por causa de imbecis como o das 19:16 que este comentário tem toda a razão de ser. O que é que ofender quem opina (educadamente) adianta seja para o que for? O cavalheiro sente-se mais homenzinho, é?

      Eliminar
    4. Lurdes esqueceste-te de assinar " Lurdes" !

      Como se isso tivesse alguma credibilidade ou validade !
      É TÃO ANÓNIMO COMO OS OUTROS .
      Qualquer um,ou uma pode escrever "LURDES" no fim do texto !

      Eliminar
  8. Concordo em género e numero. Esse sim é o mal de Évora. As invejas, o não poderes fazer nada sem que venham logo dar-te porrada, mesmo sem sentido e claro a falta de frontalidade. Talvez por isso mitos te ataquem por inveja da frontalidade, também por isso te admiram outros, nos quais me encontro.
    Poderemos tentar debater o tema num espaço mais alargado, quem sabe não se pode dar um outro rumo às mentalidades? Aceitas o desafio?

    * E porque a frontalidade tem de começar por algum lado, como sempre assino em baixo
    Lurdes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. escreveres "Lurdes" idenitfica no qué ?
      és to anonimo com outro qualquer !
      olha-me esta ou este a pensar que somos todos tótós !

      Eliminar
    2. Concordo,desde que tu já o primeiro a ser expulso o blogue !!!
      Já que tiveste a idéia de tentar silenciar os outros,começamos POR TI!
      Concordas PARVALHÃO ?
      Lurdes

      Eliminar
    3. Já percebeste "LURDES" ?

      Eliminar
    4. Sim "LURDES" ou JOAO,MANEL,CHICO,ALBERTO,MARIA......ETC.........

      Eliminar
  9. "Anónimo03 Fevereiro, 2014 20:08
    É por causa de imbecis como o das 19:16 que este comentário tem toda a razão de ser. O que é que ofender quem opina (educadamente) adianta seja para o que for? O cavalheiro sente-se mais homenzinho, é?"

    E DESDE QUANDO ESTE COMENTARIO É EDUCADO ???

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. Só o que para aqui vai é MERDA!
    Concordo com um comentador lá pra cima:
    ACABE-SE COM OS COMENTÁRIOS,
    FICA ISTO MAIS LIMPO.
    QUEM QUER VOMITAR QUE O FAÇA NA SUA CASA E NÃO CHATEIE OS OUTROS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O TEU VOMITO É MELHOR QUE O DOS OUTROS?

      Eliminar
  13. Andam aqui a ofender-se uns aos outros quando a Cidade se depara com situações gravosas,essas sim merecedoras de comentário e debate.

    por exemplo:A situação na Universidade

    A situação de Bancarrota do municipio


    Os despedimentos na Kmet.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.