domingo, 26 de janeiro de 2014

Universidade de Évora: Candidatos a Reitor em frente a frente esta terça-feira

A Associação Académica da Universidade de Évora, em parceria com o jornal Diário do Sul promovem, a 28 de janeiro, pelas 21:30, no auditório da Universidade de Évora (Colégio do Espírito Santo) um debate que vai opor os candidatos a Reitor da academia.
Maria Antónia Zacarias, jornalista do "Diário do Sul" moderará, ao longo de duas horas, o debate onde Ana Costa Freitas, Carlos Braumann, Carlos Marques e Manuel Collares-Pereira apresentarão os planos que têm para a Universidade e onde trocarão argumentos.
Luís Pardal, presidente da AAUE, explica que “este debate é uma oportunidade única para que a comunidade académica e até a própria cidade oiçam os projetos e as ideias dos candidatos ao cargo de Reitor da Universidade". (aqui)

25 comentários:

  1. convidados só para ouvir?

    ResponderEliminar
  2. Não temos direito a colocar questões?

    ResponderEliminar
  3. Luis Pardal,os cidadãos podem colocar questões?

    ResponderEliminar
  4. Ou têm medo que se fale sobre as praxes?

    ResponderEliminar
  5. frente a frente.........sem direito a perguntas da comunidade universitária é uma farsa..........têm Medo de questões incómodas?

    ResponderEliminar
  6. Afinal é um debate ou um comicio?

    ResponderEliminar
  7. Esta é a prova da lei da rolha na Universidade...........

    ResponderEliminar
  8. Os presentes podem colocar questões aos candidatos!

    ResponderEliminar
  9. Comunas, vão trabalhar!

    ResponderEliminar
  10. Medo na Kemet.
    A deslocalização de uma linha de montagem 80 trabalhadores para o México, está a ser preparado há meses.
    Todavia ninguém denuncia, mas o medo não enfrentado, nada resolve. A coragem é necessária mais do que nunca, é o futuro de todos nós que está em risco. Hoje eles amanhã nós. Quando todos choram, mal um se pode rir

    ResponderEliminar
  11. Mariano Gago considera que praxes educam para o fascismo

    Andreia Brito 26 Jan, 2014, 18:17 / atualizado em 26 Jan, 2014, 18:23
    O antigo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Mariano Gago considera que as praxes educam para o fascismo e defende que deve acabar a tolerância em relação a estes comportamentos de jovens adultos. “Não pode haver complacência nessa matéria”, sublinha.

    A questão das praxes violentas voltou à atualidade com o acidente do Meco, que envolveu vários jovens da Universidade Lusófona, mas já em 2008 houve registo de uma morte em Famalicão e de dois alunos que ficaram paraplégicos. Mariano Gago era ministro na altura e escreveu uma carta aos reitores e aos presidentes dos politécnicos, recomendando a punição disciplinar dos autores de tais práticas.

    ResponderEliminar
  12. QUANDO É QUE A CAMARA ACABA COM OS CAES VADIOS NO BAIRRO GARCIA DE RESENDE ?
    JÁ MORDERAM EM MORADORES !!!

    ResponderEliminar
  13. 19:25,cala-te Frota.

    ResponderEliminar
  14. 22:14

    E como acabar com os cães que andam dentro da própria câmara?

    ResponderEliminar
  15. Quando é que os moradores acabam com os Vadios que estão no governo?

    ResponderEliminar
  16. Existem moradores junto á cafetaria infante,no bairro garcia de resende que alimentam e até poem coleiras em caes vadios.Os caes sao agressivos e nao teem vacinas,e andam á solta a ladrar e a morder em quem vai á cafetaria e a outros sitios daquela zona.Eu pergunto se a Camara nada faz? Sao um perigo para as crianças e idosos. A Camara nao precisa de muio dinheiro para os apanhar para o canil municipal. Os moradores AGRADECEM. Obrigado.

    ResponderEliminar
  17. Excelente artigo de Pacheco Pereira sobre as Praxes............fala da não proibição a menores da cerveja...............tem razão.............veja-se em Évora,Marta autoriza que o colégio do espirito santo se transforme numa tasca durante dois meses.........o dinheiro é que manda.........certamente são muitos a MAMAR ........

    ResponderEliminar
  18. A marta está preocupada é com as fardas (tipo mocidade portuguesa),quer o pessoal todo fardado como no tempo do fascismo.

    ResponderEliminar
  19. Colégio do Espirito Santo ou TABERNA?

    ResponderEliminar
  20. A cerveja manda.........Marta obedece.......

    ResponderEliminar
  21. Estejam atentos a uma NULIDADE RIDICULA que foi convidada para estar presente no Debate a Candidatos a Reitor na Universidade.
    O convite foi feito ao Sindicato da Função publica.E quem vai,é uma pidesca comunista do Comité Central do PCP. Essa mulher URSUPOU com o apoio total do PCP,o Sindicato da .F.PUBLICA. É uma analfabeta,mas cheia de muita maldade.Tem usado o Sindicato em proveito próprio e do PCP,tanto,tanto,que os socios abalaram todos,deixando o Sindicato,em rápida agonia para o seu desaparecimento.
    Observem bem a FACHADA. A mulher chama-se Margarida Machado,e nada mais vai ser que os olhos e ouvidos do PCP,em "representaçao" do Sindicato. Ela não sabe falar,mas adora exibir-se a dizer com cada ASNEIRADA! Divirtam-se,e vejam os TRUQUES DE ESPIONAGEM DO PCP.

    ResponderEliminar
  22. Já votei PS na última votei psd.
    Preferia uma ditadura do PCP, não seria tão má, como esta ditadura de direita fascista

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não digas asneiras.O PS não presta...o PSD não presta...mas o PCP é muito pior mil vezes que os dois juntos.
      Falas assim,desesperado com este e os outros governos...mas se conhecesses o PCP não dizias uma coisa dessas.
      São uma mafia.

      Eliminar
  23. 18:49,foste bufo da pide.por isso vai para o CARALHO.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.