sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Empates na UE: uma oportunidade?


Ao que noticia a Diana-FM, as eleições para reitor da UE terão sido adiadas (para daqui a 30 dias?) por nenhum dos candidatos ter conseguido obter a maioria absoluta, nas três voltas sucessivas. A UE não comunicou oficialmente sobre o assunto. Os docentes e investigadores da casa vão ter notícias pelos media, com a habitual desconfiança quanto ao bom fundamento da mesma. Ninguém descreveu a situação, nem explicou o que está a acontecer, etc. Nem eles saberão, provavelmente. Mas visto de fora do Conselho Geral da universidade, a situação até pode ser interessante para a instituição: os acordos de bastidores não funcionaram. E está bem assim. Que eles falem programas, estratégias e que (se possível) o melhor ganhe. Pela minha parte, o Professor Collares Pereira foi o único que apresentou uma ideia compreensível, ligada ao contexto mundial, nacional, regional: a do desenvolvimento sustentável como horizonte para o qual todos os esforços devem convergir: engenharias tecnológicas, agronomias, economias, ciências sociais e humanidades. A Transição ecológica INEVITÁVEL será também (talvez sobretudo) uma transformação social e cultural. Esperemos.

12 comentários:

  1. A incompetência da comissão eleitoral,levou a uma grande TRAPALHADA na segunda votação,sem saber se seria a dois ou a três,Ridiculo...............consta que o Prof.Collares Pereira já se afastou do processo.

    ResponderEliminar
  2. Senhor Prof. Mário de Carvalho,Demita-se..........a comissão eleitoral falhou.

    ResponderEliminar
  3. A maçonaria já conseguiu afastar um candidato.

    ResponderEliminar
  4. Era previsível esta trapalhada as almoçaradas na dramática,e os jovens dos "aventais" fizeram o trabalho de casa.

    ResponderEliminar
  5. Como pode uma Universidade ter FUTURO,com gente Mediocre e incompetente........a maioria das chefias são autênticas BESTAS analfabetas.

    ResponderEliminar
  6. Esta comissão eleitoral deve ser imediatamente DEMITIDA.

    ResponderEliminar
  7. A Idiotice já chegou a Universidade
    A Kemet vai despedir 80 trabalhadores
    até ao final de Junho.
    A CME , está calada os sindicatos não denunciam, a miséria vai-nos bater á porta com grande virulência e com ela a fome e a implosão social.
    Somos um povo pacifico demasiado, os jovens universitários, só se interessam em beber, drogar e humilhar os bichos como eles os apelidam, acho que bichos acéfalos são a maioria.
    Já tenho alguma idade e nunca vi uma população tão mediocre, acéfala, sem opinião, vão ser futuros governantes estes idiotas A Kemet vai despedir 80 trabalhadores
    até ao final de Junho.
    A CME , está calada os sindicatos não denunciam, a miséria vai-nos bater á porta com grande virulência e com ela a fome e a implosão social.
    Somos um povo pacifico demasiado, os jovens universitários, só se interessam em beber, drogar e humilhar os bichos como eles os apelidam, acho que bichos acéfalos são a maioria.
    Já tenho alguma idade e nunca vi uma população tão mediocre, acéfala, sem opinião, vão ser futuros governantes estes idiotas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E entao o que dizes de um sindicato COMUNISTA,que tem uma funcionária de limpeza há mais de 20 anos a trabalhar lá,SEM NENHUM DIREITO !!!
      Pagam-lhe COM UM CHEQUE ! Nao lhe fazem descontos para a segurança social . UM SINDICATO ? A FAZER ISTO A UMA TRABALHADORA ?
      NAO ERA SUPOSTO DEFENDEREM OS DIREITOS DOS TRABALHADORES ?
      Ainda por cima sao comunistas!
      Esta senhora NUNCA VAI TER DIREITO Á REFORMA !
      Isto passa-se no SINDICATO DA FUNÇAO PUBLICA em ÉVORA,nas Portas de Moura ! ! !

      Eliminar
  8. Carlos Braumann pondera não continuar na corrida eleitoral............

    ResponderEliminar
  9. e vão duas baixas....................

    ResponderEliminar
  10. Frota está disponível para contar tudo o que sabe..........Força.

    ResponderEliminar
  11. Tentam apanhar o poder a todo o custo e admiram-se dos "soldados" apelidados de de "dux" . Um dia será tudo igual .

    Mas se fosse para decidirem quem vai cavar o quintal para plantar couves para sobreviver ... não haviam listas !


    Fechem 90 % dos cursos e metam o dinheiro nas empresas e a massa cizenta a produzir bens que aumentem o PIB , o resto é despesa sem fim para alguns viverem na sombra da bananeira .


    Jorge


    ( ciclista )

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.