terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Disparates

Eusébio e Sócrates, o José, estiveram quase inexplicavelmente juntos, na berlinda, a semana passada. E este par tornou-se tão estranho como se estivessem estado juntos nessa berlinda o Eusébio e Sócrates, o filho de Sophroniscus, ou seja, o filósofo grego.
Afinal, houve quem usasse Eusébio, mais uma vez e abusando do multiusos em que se transformam as figuras públicas de relevância, para, de repente, descobrir mais um, só mais um, motivo para zurzir em quem de facto não interessa, por variadíssimas razões, esquecer. E não fossem, com os recentes apelos à união de esforços de todos aqueles que estarão interessados em governar o país, lembrarem-se de que foi esse o esforço pedido por Sócrates quando da medida de contenção mais conhecida por PEC IV, às tantas mais valia, para alguma gente (que devia ter mais “cabeça”), distrair o “mexilhão” com o fait-divers que juntou, então, o sempre-herói Eusébio e o sempre-odiado (e porque, em meu entender, invejado) José Sócrates.
E foi assim que, saído de um comentário perfeitamente inócuo sobre uma recordação de infância que colocava Sócrates no reino dos comuns mortais a propósito do imortal Eusébio, talvez com medo que tal imortalidade contagiasse quem ousou também ter infância, se criou o dito fait-divers sobre “onde estava José Sócrates no dia do Coreia do Norte-Portugal de mil novecentos e troca o passo”.
Nós bem sabemos que o José Sócrates comentador não tem poupado a coligação do governo, e do governo com o PR, a críticas incomodativas e explicadas com uma argumentação que, não sendo a mais acessível ao cidadão comum e desatento aos meandros da política a sério, e não da intriguice, é, em meu entender, muito certeira. Também sinto, como muitos outros, e sem qualquer interferência na apreciação que faço do político que é e estadista que foi, que o jeitinho de José Sócrates para falar de coisas mais afetivas não é, em meu entender, dos melhores. Mas de um governante, confesso, espero mais do que jeitinho para embalar ouvintes embevecidos com histórias de encantar.
Ora durante toda a passada semana toda a minha gente falou sobre o Eusébio falando de si ou, em alguns círculos mais dourados, da relação de si próprio com Eusébio. Para quê disparar a propósito de Eusébio contra José Sócrates nostálgico, sem sequer utilizar munições ajustadas? Porque até isto de fazer intriga no meio político, e em geral no meio público, também tem a sua arte…
Como escreveu o Vergílio Ferreira «Afirma com energia o disparate que quiseres, e acabarás por encontrar quem acredite em ti.» E é por isso que quando inopinadamente desatamos a acreditar pia, pública e cegamente, em matéria pouco relevante para o interesse público, em quem desatou um disparate corremos um certo risco em, pelo menos, sermos tão ou mais disparatados. O desatino de quem tem também o nosso destino nas mãos, aproveitado por quem se supõe que vive de atinar em notícias e divulgá-las, enrola-nos por vezes na espuma dos dias… Temos de saber sobreviver-lhes, às vezes e para muitos, como heróis.
Até para a semana.

Cláudia Sousa Pereira (crónica da Rádio Diana)

15 comentários:

  1. Oh Cláudia vai-te catar! Só loucos e ignorantes (ou fanáticos!) podem alguma vez dizer que Sócrates foi um grande estadista. Talvez a definição de estadista para o PS seja um tipo arrogante, que se mete em tudo o que é escandalo de corrupção, com um egocentrismo doentio, e que destrói o país. Isto é Sócrates, e no meu ver não é bom. Se o país está como está em muito deve a Sócrates. Se os jovens e menos jovens imigram, devem-no a Sócrates.

    ResponderEliminar
  2. Que raio!
    É isto o resultado de uma eleição democrática?
    É isto a representante do "maior partido da oposição"?

    ResponderEliminar
  3. Claríssimo como a água. Então vocês não veem que tem sido o Sócrates que nos tem vindo a roubar nos vencimentos da Administração Pública e dos pensionista? a aumentar os impostos, a aumentar o desemprego, a aumentar a divida pública (no tempo dele devíamos cerca de 80% do PIB, em dois nos e meio subiu para 130%. Haja descaramento. Então não foram estes senhores que agora todos os dias apelam à unidade colaboração do PS evocando estabilidade política, não foram eles que o deitaram abaixo afirmando e dizendo aos quatro ventos que com eles isto seria um mar de rosas, com eles, era mel a escorrer por todo o lado, que não aumentavam impostos que não roubavam os pensionistas nem haveria despedimento, que a economia seria sempre a subir?? Então se eram assim tão bons como diabo é que estamos no atasqueiro em que estamos. Há é verdade segundo o Paulinho das feiras a economia está de vento em poupa, até pode estar a melhorar mas isso deve-se a que os empresário se borrifaram para o governo e toca de avançar mesmo contra ventos e marés. Mais, segundo aquele energúmeno a agricultura está do melhor, até pode estar, e não contesto que a agricultura alentejana está mais modernizada e que está por bom caminho, mas ao menos um pouco de bom senso, para esse senhor ou será que ele pensa que uma vinha, um olival, um lagar, ou qualquer investimento que se faça nesta área leva menos de quatro a cinco anos a concretizar-se, será que e tão ignorante ou quer meter-nos a mãos pelos nossos olhos, com tal capacidade para atrair o investimento na agricultura qualquer dia ainda dizem que foram eles que construíram a barragem de alqueva. É que sem a mesma o Alentejo continuava a ser o mesmo de sempre atrasado e baseado numa agricultura ultrapassadíssima e retrograda. Haja ao menos um pingo de vergonha e deixem o homem (Sócrates) em pás, pois afinal estão a demonstrara que tem medo dele.
    MdM

    ResponderEliminar
  4. Um estava no "pântano" o outro de " tanga " e a seguir dois que foram despedidos pelo PR porque se apresentavam como gaiatos na altura . Todavia , o mesmo despedido e pouco votado pelo Tuga , voltou coligado a um aldeaga e agora até manda em Portugal , quer fazer o que pensarem à 25 anos , diz ele . Poucos votos ... no entanto anda a destruir Portugal tal como 99% dos Tugas fizeram nas Colónias ... trabalhos escravo que os levou a sairem de rabo entre as pernas , e vai ser o que acontece um dia em Portugal : tem de se meter a mexer !

    Sócrates ... viveu virtualmente mas no entanto notou-se algo no terreno em obra feita o que hoje se nota é obra destruída !

    O que fizeram estes tipos de agora senão gerirem os euros alheios , comportando-se estes dois como plenos assaltantes à margem da lei .

    Se não entram pelas janelas entram pelo telhado ... na Idade Média o Rei ordenava o tributo a bem ou a mal !

    Onde estão os euros retirados ?

    Qem se está a amanhar ?

    Porque as dívidas aumentam de forma superior ao que aumenta o PIB.

    Só lá estão porque não tem oposição em igualdade , tem lá um tipo que parece falar de dentro dos buracos que eles escavam ... mal se ouve cá fora , se calhar interessa essa conduta !



    Jorge

    ( ciclista )


    ResponderEliminar
  5. E assim vamos de mau a pior
    e o mau passa a ser o melhor
    de dois crimes intoleráveis.

    E assim vão alternando
    entre o mau e o pior.

    E assim nos impõe
    mentira em cima de mentira
    como se não houvesse alternativa.

    E assim vão consumindo e destruindo
    o tempo, os recursos, os cidadãos.

    Quando batermos no fundo
    o país completamente destruído
    vai doer fundo
    no corpo e na alma.

    (a seguir às tempestades de Inverno
    a seguir ao Eusébio e ao Ronaldo
    que outro narcótico
    nos irão enfiar pelos olhos dentro?)

    ResponderEliminar
  6. Sobre Eusébio e Sócrates só encontro um traço em comum: ambos deviam ser transferidos para um lugar começado por P - Eusébio para o Panteão Nacional; Sócrates para a Penitenciária.

    ResponderEliminar
  7. Já só falta a "alternativa" PCP para juntar ao PS e PSD/CDS para isto ser a troika dos cócós, ranhetas e facadas

    ResponderEliminar
  8. Olha a rechonchuda está de volta.
    Tens muita chixa,ui ui ui

    ResponderEliminar

  9. NUM PAÍS A SÉRIO SÓCRATES ESTARIA NA CADEIA PELOS ROUBOS QUE FEZ.
    E A DONA CLÁUDIA ESTARIA NA ESCOLA A APRENDER A PENSAR POR SI PRÓPRIA, QUE É COISA QUE NUNCA SOUBE...

    ResponderEliminar
  10. Mas eu até gosto dela...oh tao fofinha...a comer bolachas na cama...adoro.

    ResponderEliminar
  11. MdM não devemos estar a falar do mesmo país. Será que se lembra do,coaos do governo sócrates? Será que se lembra das purgas dos professores no norte que falavam mal do sócrates? Será que se lembra da odiosa Maria de Lurdes da Educação que, essa sim, DESTRUÍU a escola publica e a entregou à Parque Escolar? Será que se lembra das negociatas do Freeport? Ou do Magalhaes vendido, mas nunca pago, ao ditador Chavez? Será que se lembra dos Pino Linos e dos seus "jamais"? Será que se lembra da maquina de propaganda a la bollywood feita na praça do Giraldo? Será que se lembra que se hoje paga uma divida esta se deve principalmente ao que foi feito no passado? E nao diga que foi o Salazar, que deixou os cofres bem cheios (e infraesrruturas q ainda hj usa), nem o Sá Carneiro que foi morto, nem o Durão/Santana que la tiveram ano e meio... Veja lá bem se se lembra, e depois diga qq coisa... E já agora, se gosta tanto do Sócrates, faça nos um fabor, leve o para sua casa e fique com ele. Mas traga o a rua so de trela, ençaimado, e por favor apanhe os cócós do animal, que merda já nos deixou a suficiente

    ResponderEliminar
  12. 09:02

    Vai aprender a escrever sem erros.

    ResponderEliminar
  13. 10.35 deixa te de formas e foca o conteudo, ou não gostaste do q leste?

    ResponderEliminar
  14. Que me lembre, nunca afirmei que gostava de Sócrates, apenas disse e repito, deixem-no em pás, pois quanto mais falam dele maior é o medo que demonstram dele, pois infelizmente o actual dirigente do PS não passa de um banana sem sabor. Aliás Sócrates pode ter cometido alguns erros, não falo em roubos, porque disso a justiça já deu a devida resposta, aliás de roubos é melhor nem falar, pois o actual governo está cheio deles a começar pelo seu principal mentor o paulinho das feiras ou será Paulinho dos submarinos?? Para não falar no regabofe das roubalheiras quer do próprio governo quer das pessoas ligada aos dois partidos que o representam..
    Quanto às dívidas públicas, pois bem se querem eu falo nela então é assim…
    Nos quatro anos de governação PSD+CDS+PPM iniciados em 1980, a divida pública teve um aumento de 50%, ou seja passou de 31,8% para os 47,7% do PIB;
    Seguiu-se o Bloco Central de Mário Soares e Mota Pinto, iniciado em 1983, este governo em dois anos aumentou a dívida pública e 18%, passando dos 47,7% para os 56,1% do PIB;
    Depois tivemos o longo “reinado” de dez anos chefiado por Cavaco, em que o aumento da dívida pública se situou apenas em 6%, passando dos 56,1% para os 59,2% . Porém não nos podemos esquecer que foi o período “dourado” de Portugal, com milhares de euros a entrarem todos os dias em Portugal, bem como o venda das maiores empresas públicas, só em privatizações o estado arrecadou neste 10 anos qualquer coisa como vinte e três mil milhões de euros (23.174.000,00€).
    Em 1995, Guterres tomou conta do governo com uma divida pública de 59,2% do PIB, terminando o seu mandato em 2002, com uma dívida pública de 53,7% o PIB, SIM, com Guterres ouve um decréscimo de 9% na divida pública, e esta hem?
    Seguiram-se os governos PSD+CDS de Durão Barroso, Portas e Santana de 2002 a 2005, tendo estes aumentado a dívida pública em 16% em apenas 3 anos, passando dos 53,7% para os 62,5%.do PIB.
    Em 2005 tivemos novamente o PS no governo com Sócrates que durou 6 anos, durante esse período a dívida subiu qualquer coisa como 73%, passando dos 62,5% para os 108,2% do PIB.
    Finalmente o governo PSD+CDS, de Passos Coelho e Paulo Portas, os quais em apenas 2 anos aumentaram a dívida pública em 23,1%, ou seja, aumentou de 108,2% para os cerca de 132% do PIB em 2013.
    Em apenas dois anos, e apesar dos roubos descarados ao bolso dos contribuintes em geral e dos pensionistas e trabalhadores do estado em particular, este ultima governo não só não travou alguns desvarios de Sócrates, como mesmo os aumentou.
    Posto isto, e não querendo aqui ser advogados de Sócrates, este governo sacou tudo quanto podia aos portugueses e nada fez, ao menos Sócrates ainda deixou obra.
    PS: ao anónimo das 9,02, cinco advertências:
    1 . Aprenda a escrever português;
    2 Antes de dizer asneiras informe-se sobre o quevi escrever
    3 Caso tenhas dúvidas daquilo que aqui foi dito aconselho-o a efectuar as seguintes pesquizas:
    http://www.pordata.pt/Portugal/Administracoes+Publicas+divida+em+percentagem+do+PIB-824
    http://lusotopia.no.sapo.pt/indexPTGovernos.html
    4 Comentar às 9,02 só pode significar uma das duas, ou é funcionário camarário ou de algum departamento estatal logo ao serviço do PC ou do governo;
    5 Os cães são animais que jamais quero assemelhar a determinadas pessoas, principalmente à sua.
    MdM

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.