domingo, 12 de janeiro de 2014

Até quando é que as pessoas vão aguentar este achincalhamento? Exijam exames para os políticos.


Não podia estar mais de acordo com o texto.
O que também não é normal é os comentadores da nossa praça, sejam eles jornalistas, políticos, ou economistas irem comentar sobre a avaliação dos professores, dizerem à boca cheia quase em jeito de provocação e misturando algum cinismo com ignorância (pois não sabem o que se passa na escola pública) que os professores não querem é ser avaliados.
Porque não são eles igualmente exigentes com os políticos e não pedem um exame para exercer funções no estado?
Afinal é uma responsabilidade menor? Quem são aqueles jovens que ascendem ao poder acabados de sair das universidades sem se conhecer qualquer currículo e prova dada de mérito? 
Quem levou Portugal à banca rota foram pessoas que, ou não percebiam de economia, de gestão, de planeamento entre outros, ou arruinaram o país deliberadamente para satisfazer egos pessoais e políticos, ascendendo sem qualquer esforço na esfera social.
É inconcebível e dá-me nojo quando ouço sempre os mesmos sábios da era moderna a falar mal dos professores por estes não acharem justa a avaliação ou esta afronta de exame que lhe querem servir de bandeja.
Exijam exames para os políticos. Esses sim, uma grande parte é corrupta e adquiriu o canudo sem qualquer trabalho ou esforço.
Porque não hão-de os políticos fazer um exame na área da pasta que lhe é dada?
Porque tenho eu que acreditar que aquele homem ou mulher eleito 
tem sabedoria/competência para o cargo que lhe é conferido?
Tudo é muito relativo na vida. 
Acredito, cada vez mais, que cabe aos cidadãos exigirem novas formas de eleger pessoas, de sermos governados.
Penso que as linhas orientadoras de uma grande mudança deve ser dada a conhecer antes das eleições. Deveriam ficar inscritas num documento, com conhecimentos de todos os representantes dos partidos e jamais poderiam ser alteradas.
Os eleitores estão cansados de serem utilizados. A partir do momento em que depositam o voto deixam de existir e um novo país surge, contra a vontade duma grande maioria de pessoas. Éjusto tudo isto continuar assim?
Até quando as pessoas vão aguentar este achincalhamento a todas as classes sociais e principalmente à classe média, esta, uma parte do motor da economia?...

Anónimo
10 Janeiro, 2014 19:32

10 comentários:

  1. Depois da Implosão do Socialismo Real,assistimos agora ao Fim da Social-Democracia.Hoje nada distingue os partidos de Direita (PSD,CDS) do ,PS as politicas são iguais,os mercados extinguiram a politica,os chamados partidos do arco do poder são conselhos de administração ao serviço dos mercados saiem do governo tem lugar nos grandes grupod financeiros.

    ResponderEliminar
  2. Aos mercados convem que continuem a chamar ao PS (esquerda),faz de conta que existe alternativa............


    ResponderEliminar
  3. Para quando ,Évora Limpa e passeios sem buracos?

    ResponderEliminar
  4. Amanhã dia de Lixeira no Rossio,até quando?

    A cãmara Deve EXIGIR a limpeza dos espaços aos comerciantes.


    BASTA de DESLEIXO.

    ResponderEliminar
  5. Abriu nas corunheiras Mercado de Frutas e Hortaliças.........Agora é a machadada final no mercado de sábado,a cãmara DEVE juntar os mercados na Horta das Laranjeiras,antes destes acabarem por "morrer".

    ResponderEliminar
  6. As Feiras ao Largo,devem ser REVITALIZADAS........


    A junção das várias numa só e passarem a ser mensal ou quinzenal,o actual figurino não é viável.

    ResponderEliminar
  7. Está aí o Carnaval.

    Sugestões:

    Retomar o Carnaval das Escolas

    Retomar o desfile das Brincas

    Domingo de carnaval as várias associações em parceria com a cãmara,organizar animação durante o dia na Praça do Giraldo......Música,Fantoches,mostra de doces e gastronomia da época.

    ResponderEliminar
  8. Os políticos do arco do poder deviam ir de cana ao ser arreados, ao invés tornam-se comentadores é ver o babanas do sócrates a dizer alarvidades todos os domingos dão vómitos

    ResponderEliminar
  9. DEZENAS de DESPEDIMENTOS na UNIVERSIDADE de Évora.

    ResponderEliminar
  10. Os senhores só lá continuam porque nós deixamos! Ainda há espaço para pisotearem mais e cortar mais onde lhes aprouver... porque nós deixamos! Os boys e as girls não existem só no Governo, existem em todos os níveis de hierarquia de dirigentes, coordenadores e afins, porque nós deixamos! Sempre que alguém toma uma postura de reclamar ou expôr qualquer coisa/assunto por escrito, logo alguém diz que não vale a pena, que não se vai a lado nenhum e não se vai conseguir nada... é verdade! Nós deixamos!
    Não há muito tempo, um superior hierárquico afirmava não haver mais sítio nenhum onde o Governo ir buscar o dinheiro para pagar a dívida senão aos salários e pensões! E ainda que se acreditavamos que existiam outras fontes eramos muito ingénuos... Não! Somos é masoquistas, gostamos de sofrer e dar poder a autênticos e genuínos ignorantes para gerirem o nosso futuro, o futuro dos nossos filhos e o do NOSSO PAÍS!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.