terça-feira, 7 de janeiro de 2014

A irmã Lúcia ao Panteão!

Agora que se fala da possível (mais que certa!) transladação do Eusébio para o Panteão Nacional, onde repousam os heróis nacionais, seria de elementar justiça proceder de igual modo para com os restos mortais da irmã Lúcia. Com efeito, a irmã Lúcia levou o nome de Portugal tão longe ou mesmo mais do que Eusébio tendo premonizado…atenção! a queda da União Soviética e do comunismo, o que de facto se cumpriu (o PCP não caiu mas é, objectivamente um aliado da direita – veja-se a moderação com que, sob a sua batuta, são contestadas as medidas impopulares do Governo e os louvores que recebe, em troca, dos bem pensantes da direita). Estou certo de que Fátima mobiliza e mobilizará muito mais cidadãos do Mundo do que a estátua do Ronaldo…desculpem, do Eusébio, com ou mesmo, sem cascóis.
Há uma outra razão que reforça esta proposta: completar-se-iam, no Panteão Nacional, os representantes dos três Fs em que o fascismo se apoiou: Fátima, Futebol e Fado.
Fátima é hoje venerada por milhões de crentes de todo o Mundo e tem uma vantagem acrescida relativamente ao Eusébio: não induz em erro pois nenhum ignorante terá a peregrina ideia de localizar Portugal entre os países africanos. Portanto, na qualidade de embaixadora, Lúcia cumpre, de longe, com mais rigor a sua função.
É certo que Eusébio é “Património nacional” decretado por Salazar, ao contrário da irmã Lúcia. Et pour cause! Ele cumpriu uma função importantíssima caucionando o conceito propagado internacionalmente pelo Estado Novo, de que Portugal era um “Estado multicontinental e multirracial”. Eusébio, que o povo idolatrava, era o “preto” de serviço, ao serviço dos interesses do fascismo. Nunca se preocuparam em ensinar-lhe o quer que seja nem remunerar condignamente a sua mestria natural desenvolvida nos subúrbios pobres de Lourenço Marques; e quando quis ir para Itália, barram-lhe a fronteira.
Na mesma época, Baptista Pereira atravessou os 34 km do Canal da Mancha, a nado, batendo o recorde mundial e levando o nome de Portugal para as manchetes dos jornais, em todo o Mundo. Mas esse era…comunista, e rapidamente o puseram em repouso emCaxias-sur-mer. Deste não reza a história mas quem estiver interessado em o conhecer, leia o romance de Soeiro Pereira Gomes, Esteiros, onde o “Gineto” já revelava grandes qualidades de nadador.
Amália Rodrigues, cujo colo me ajudou a suportar, enquanto criança, umas quantas noitadas na Lisboa de então (o acesso não era ainda condicionado pela idade!) foi igualmente aproveitada pelo poder político para narcotizar o povo na cultura do fatalismo e da desgraça. Terá aproveitado as mordomias de que foi objecto mas duvido que se tenha deixado impregnar ideologicamente. A esquerda de então (cuja semelhança com a esquerda actual é pura coincidência) apelidou, e bem, o fado de “ópio do povo”, adjectivo que se aplicava com igual propriedade á religião paroquial e ao futebol.
O fascismo utilizou habilmente os elementos mobilizadores dos sentimentos populares mais simples, que lhe estavam à mão, para narcotizar as potenciais reacções à sua política: o futebol, o fado e a aparição de Fátima. Muito pouco mudou de então para cá. Vimos os dirigentes políticos nacionais, da direita à esquerda, carpir, associando-se à idolatria de um homem simples e simpático, indubitavelmente talentoso, mas alheio, creio, às maquinações de que foi alvo.
Mas eu volto à irmã Lúcia. Dos três “heróis” nacionais foi quem premonizou, em Portugal, o “trambolhão” político e ideológico com maiores repercussões mundiais, que maior número de pessoas mobiliza anualmente e que inspira uma das actividades empresariais mais lucrativas… e patrióticas pois creio que, para efeitos fiscais, ainda não estará sediada na Holanda.
Por todas estas razões apoio a transladação dos restos mortais da irmã Maria Lúcia, falecida em 2005, para o Panteão Nacional, convicto de que, tratando-se de uma pequena urna de ossadas, não pesará demasiado no orçamento da Assembleia da República.

Jorge Araújo
Prof. Emérito da Universidade de Évora (aqui)

43 comentários:

  1. Quem é ou quem se julga ser, este senhor Araújo?

    ResponderEliminar
  2. Não se escreve "cascóis".
    Escreve-se: cachecóis.

    ResponderEliminar
  3. Nem escrever sabe. Que vergonha.
    Foi reitor da UE.

    ResponderEliminar
  4. tão ingnorante este Sr.

    ResponderEliminar
  5. Sugiro ao senhor Araújo, em próxima crónica, que faça uma eloquente dissertação sobre a problemática dos “cascóis”!
    Talvez seja mais produtivo que o “veneno” que, arrogantemente, destila neste mísero textículo…

    ResponderEliminar
  6. Nao era este que andava de descapotavel com raparigas novas?

    ResponderEliminar

  7. Mas quem raio é a irmã Lúcia? É irmã dele? E quem é ele?

    ResponderEliminar
  8. Nunca ouvi falar deste individúo.
    Mas parece que ninguém gosta dele.
    A irma Lucia nunca podia ser irma dele. Porque ela é Santa.

    ResponderEliminar
  9. Antes o Eusébio, que o Mário Soares.

    ResponderEliminar
  10. É notável como
    os gatunos
    os ignorantes
    os incompetentes
    os corruptos
    que levaram o país e o município à falência
    se preocupem tanto com a forma
    sendo incapazes de apreciar a substância das coisas.

    É notável como
    os intelectuais da treta
    os sábios com orelhas de burro
    os escroques que participam na roubalheira nacional
    só critiquem
    quem trabalha com competência
    e defende o interesse nacional e municipal.

    ResponderEliminar
  11. É o que levou a universidade à falência.
    Grandessíssimo burro.

    ResponderEliminar
  12. Um sem vergonha do partido dos gatunos.

    ResponderEliminar
  13. O PS ao Panteão
    e arrumava-se metade da ladroagem.

    ResponderEliminar
  14. «O futebol é hoje e cada vez mais um desporto que impressiona todo o mundo, independentemente dos países e dos continentes. Poucas pessoas, e eu sou uma delas, não se interessam pelos jogos e campeonatos de futebol, mesmo quando são mundiais. O falecimento de Eusébio, afastado dos relvados há anos, é a prova disso. Ninguém esqueceu Eusébio, mesmo nos países mais afastados. Milhares de pessoas e não só portugueses e moçambicanos desfilaram no Estádio da Luz para lhe prestar a sua homenagem e o seu sentimento de gratidão. Um fenómeno único e impressionante. Não só benfiquistas. De todos os clubes. Eusébio prestigiou Portugal quando ninguém falava no mundo da ditadura de Salazar. Foi um patriota e um futebolista excecional que todo o mundo respeitou. Honra a Eusébio, que fez tanto por Portugal e por Moçambique, onde nasceu.»

    MÁRIO SOARES
    [http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interior.aspx?content_id=3618275&seccao=M%E1rio%20Soares&tag=Opini%E3o%20-%20Em%20Foco&page=8]

    Para alguns, perceber isto que Mário Soares escreveu, parece ser muito complicado. Azar o deles... porque afinal não percebem nada ou percebem muito pouco do que se passa à sua volta.

    ResponderEliminar
  15. O maior aliado da Direita tem sido o PS,os governos do bloco central,as Parcerias Públicas/Privadas.........as Privaitzações....o ROUBO nos salários feitos pelo governo Sócrates.........o Jorge passou-se de vez..........e agora APOIA a TONTA da ana Ludovice para reitora.

    ResponderEliminar
  16. Quem nomeou a Ausenda vice-reitora?


    A MAIOR INCOMPETENTE da Instituição?

    ResponderEliminar
  17. Quem nomeou a Ausenda vice-reitora?


    A MAIOR INCOMPETENTE da Instituição?

    ResponderEliminar
  18. Quem fez o SANEAMENTO SELVAGEM de um assessor?

    ResponderEliminar
  19. Este fulano não é aquele que como reitor comprava edificios a esmo, abria cursos como cogumelos crescem , na primavera de de chuvadas.
    Não é aquele sr. que deixou a UE de tanga e que o Prof Manuel Patricio tentou dar alguma ordem.O sr. não estava satisfeito coma porcaria que tinah feito durante 8 anos mais um mandato de 4 até a reforma acentuando a decadência da UE.
    SR Aráujo porque te não calas, vai gozar a choruda reforma para as caraibas leva um "cáscol" do PS e vai-te

    ResponderEliminar
  20. O Jorge está de volta ..........ana Ludovice vai fazer de conta que é Reitora......o Jorge,o Pingo e ao "marionetas" do conselho geral vão dar a Machadada no que resta da UE.

    ResponderEliminar
  21. Enganas-te Carlos Marques finalmente vai ser Reitor.
    Que mande embora o pingo, vá na onda gigante

    ResponderEliminar

  22. Évora tem tema de sobra para realizar 26 anos de escravo
    Titulo - 26 anos de escravo
    De. J.C.
    Com: Francisco negrinho
    Drama. Alto da Abaneja

    12 Anos Escravo

    Título original:
    12 Years a Slave
    De:
    Steve McQueen
    Com:
    Chiwetel Ejiofor, Michael K. Williams, Michael Fassbender
    Género:
    Drama
    Outros dados:
    EUA/GB, 2013, Cores, 134 min.
    Links:
    Site Oficial

    EUA, 1841. Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um negro livre, vive em Nova Iorque com a mulher e as duas filhas. Leva uma existência tranquila, entre os dotes de carpinteiro e o talento para tocar violino. Atraído pela ideia de uma vida melhor, aceita o convite de dois homens para entrar numa digressão. Porém, a glória e o lucro prometidos transformam-se num pesadelo quando, após uma noite de copos, ele acorda acorrentado. A partir desse momento, torna-se escravo. Agora é tratado por Platt, nome que lhe dão para esconder a sua condição de homem livre, e é violentamente forçado a omitir a sua identidade. É comprado pelo dono de uma plantação no Louisiana, onde passará 12 anos até ser finalmente libertado.

    ResponderEliminar
  23. @22.40
    Carlos Marques finalmente vai ser Reitor?
    Por alma de quem? Não tem curriculo académico, quando muito talvez seja o candidato do PS!

    ResponderEliminar
  24. Em apertos… quantos ateus não recorreram a Deus? Não comprou, ou era para comprar uma imagem de Nossa Senhora da Conceição? Que a irmã Lúcia interceda pelo perdão dos erros que cometeu!

    ResponderEliminar
  25. Estou contra a opinião deste tipo, Na minha simples opinião, eu acho que deviam ir toso dos 3 pastorinhos para o Panteão.
    Porque razão ía só a Lúcia... Era profundamente discriminatório. Vãos os 3 pastorinhos e acabou

    ResponderEliminar
  26. E os outros três pastorinhos Sá Carneiro, Cunhal e Mário Soares ficam de fora? Tá mal!

    ResponderEliminar
  27. «o PCP não caiu mas é, objectivamente um aliado da direita – veja-se a moderação com que, sob a sua batuta, são contestadas as medidas impopulares do Governo...»

    Será que este senhor pensa mesmo isto que escreveu?
    E, se assim for, onde se coloca ele e o seu partido, o PS: no campo da direita, ou no campo dos que contestam “imoderadamente” as medidas impopulares do Governo?
    É que eu não me lembro de ver o PS, nem este senhor, a participar em qualquer manifestação de contestação “às medidas impopulares do governo”.

    Para escrever certas baboseiras mais valia estar quieto e calado...

    ResponderEliminar
  28. Incompetente e corrupto e tem o descaramento de criticar quem o não é.
    O pulha nem sequer tem vergonha.

    ResponderEliminar
  29. Jorge Araujo ao fazer esta proposta sobre a irmã Lucia, mostra todo o seu percurso de oportunista desde nos seus tempos de jovem, mostrou-se de esquerda quando isso lhe podia trazer beneficios, mas sempre carinado muita e complexas dificuldades aos verdadeiros homens de esquerda aqueles que eram coerentes com as suas intervenções. Enquanto reitor da UE teve um percurso de ziguezagues alguns prejudicaram muito a Região e o Alentejo, nunca este senhor defendeu os interesses do Alentejo nem teve a humildade de afirmar a UE na Região. Ainda nesse percurso fez uma inflexão á direita e integrou-se no PS e por aí foi vagueando entre a direita do PS e os intersses pessoais encostado ao PSD.
    Agora mantendo-se nessa área dsa franjas de qualquer avental vem dissertar sobre a questão religiosa isto significa k mais uma vez está intervindo numa área onde busca protagonismo. Pelo menos tenha pudor e seja ponderado no que afirma pois para se te querer ter protagonismo não vale tudo...

    ResponderEliminar
  30. Jorge Araujo RASGAS-TE o teu passado Stalinista?

    ResponderEliminar
  31. Jorge tinha como referências a Coreia do Norte,Roménia e Albânia.........ainda hoje usa o chapéu albanês.

    ResponderEliminar
  32. Um texto pleno de humor que só os burro e analfabetos comentadores anónimos e anódinos não percebem,
    ou não querem perceber.
    Preferem a invectiva verborreia que me permitem dar gargalhadas de desprezo.

    António Gomes

    ResponderEliminar
  33. A brincar a brincar
    vão roubando o país.

    E querem aplausos, os pulhas!

    ResponderEliminar
  34. 12:03,os burros e analfabetos desgovernaram a Universidade.

    ResponderEliminar
  35. Quem nomeia......Ausendas,Nogueiras Alves e Pingos....ou é burro ou analfabeto.

    ResponderEliminar
  36. Quem nomeia......Ausendas,Nogueiras Alves e Pingos....ou é burro ou analfabeto.

    ResponderEliminar
  37. Nogueira Alves vem de á mais de 20 anos sempre como "chefe" dos serviços técnicos da UE. Impressionante o seu jogo de cintura politico

    ResponderEliminar
  38. Eu acho que o Eusébio deveria ficar no Estádio da Luz num mausoléu feito para o efeito, tal como os três pastorinhos estão em Fátima onde é o seu lugar

    ResponderEliminar
  39. Eu acho que o Eusébio deveria ficar no Estádio da Luz num mausoléu feito para o efeito, tal como os três pastorinhos estão em Fátima onde é o seu lugar

    ResponderEliminar
  40. Volta Salazar, estás perdoado! Nunca, nunca se viu tanto Fado, Futebol e Fátima como nos dias que correm. Das velhas esquerdas às novas direitas,das novas esquerdas às velhas direitas, todos querem a sua quota parte dos dividendos políticos que estes "três eFes" normal e abundantemente distribuem em Portugal. Triste País, triste Povo, triste Eu, que logo me havia de ter calhado em rifa aqui ter nascido...

    ResponderEliminar
  41. É tempo de começar de Novo estes partidos estão corrompidos.

    ResponderEliminar
  42. É tempo de começar de Novo estes partidos estão corrompidos.

    ResponderEliminar
  43. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.