quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Um plano, eventos âncora, diálogo e procura de fontes de financiamento, são palavras chave no pelouro da cultura em Évora


" A primeira das prioridades do novo Executivo autárquico será “inverter a relação de tensão e falta de diálogo com os agentes culturais”. Afirmou o vereador da cultura na Câmara de Évora, Eduardo Luciano, ao Alentejo em Linha
"Um plano estratégico para a cultura" e "eventos âncora que tenham um efeito visivelmente reprodutor" são outros dois pontos destacados na agenda do novo executivo camarário.  

12 comentários:

  1. Parece uma entrevista encomendada por quem não tem nada a anunciar senão meia dúzia de ideias-feitas para realizar não se sabe quando. Dá a ideia de uma cultura assim à maneira de mal colada, com meia dúzia de chavões e palavras de ordem, como a que está escrita na fotografia e que pouco significa. Parece que pela propaganda, assim, não vão lá. O pessoal já tem a pestana mais aberta.

    ResponderEliminar
  2. Os novos métodos de trabalho, com a participação de TODOS, mostram que o "quero, posso e mando" dos últimos 12 anos, está a ser enterrado.
    Agora é preciso fomentar e alargar a participação a TODOS os eborenses na vida da autarquia e do concelho.
    É preciso ouvir e reunir as boas ideias e sugestões de TODOS os interessados, integrando-os no PROGRAMA que foi sufragado no passado dia 29 de Setembro.
    Por muito que custe a certos ressabiados que por aqui vão assentando arraiais, a MUDANÇA ESTÁ EM MARCHA!

    ResponderEliminar
  3. Os novos métodos de trabalho, com a participação de TODOS, mostram que o "quero, posso e mando" dos últimos 12 anos, está a ser enterrado.
    Agora é preciso fomentar e alargar a participação a TODOS os eborenses na vida da autarquia e do concelho.
    É preciso ouvir e reunir as boas ideias e sugestões de TODOS os interessados, integrando-os no PROGRAMA que foi sufragado no passado dia 29 de Setembro.
    Por muito que custe a certos ressabiados que por aqui vão assentando arraiais, a MUDANÇA ESTÁ EM MARCHA!

    ResponderEliminar
  4. ... e, como secretário que se preza, veio logo defender o chefe.

    ResponderEliminar
  5. Senhor vereador da cultura:

    Ao longo do ano várias autarquias e associações de Norte a Sul do País(cores politicas diferentes),prestaram TRIBUTO a dois Maiores da musica portuguesa:ZECA e Adriano.

    Faço aqui uma pequena sugestão: em Abril de 2014 comemora-se 40 Anos de Abril,ao longo desse mês que Évora saiba homenagear esses maiores da cultura:Zeca,Adriano,Carlos Paredes.Lopes Graça e outros.

    ResponderEliminar
  6. estamos a aguardar! que as palavras se tornem acção. um bem haja

    ResponderEliminar
  7. Eu diria antes
    «o quero posso e mando dos ultimos 30 e tal anos» acabou-se
    acabou-se porque não havendo dinheiro para manter a festa
    tem que se encontrar outras formas de manter a festa
    afinal a cultura é e foi sempre a «flôr na lapela do poder»
    não havendo massa para garantir que os viveiros habituais sobrevivam ...
    "- agora é que o Teatro Garcia de Resende se vai abrir aos agentes locais!" porque o novo executivo é bom?! ou porque não há outra saida, para a cme e para o defunto cendrev...

    ResponderEliminar
  8. o teatro devia ser do municipio, dos agentes, da população e não apenas de um grupo. aberto? obrigatoriamente.

    ResponderEliminar
  9. "o teatro devia ser do municipio"...

    Mas o que bebe esta gente ao almoço??!!

    ResponderEliminar
  10. "o teatro devia ser do municipio"...

    Mas o que bebe esta gente ao almoço??!!

    ResponderEliminar
  11. 15:39.

    continuas gago?

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.