segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Évora: Câmara aprova acta final do júri de candidaturas e proposta de atribuição de apoios logísticos a Projectos Culturais


A Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a designação dos seus representantes no Conselho Geral da Fundação Alentejo (Vice-Presidente, Élia Mira); Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (Alexandre Varela) e Assembleia Geral do SITEE (Vereador João Rodrigues).
Nesta reunião, o Vereador Paulo Jaleco pediu a sua substituição temporária pelo Dr. José Palma Rita da lista da coligação “Évora Primeiro”, por se encontrar de férias, o que foi aceite pela Câmara.
A Câmara tomou conhecimento do relatório de revisão semestral às demonstrações financeiras do Município de Évora (1º semestre de 2013), em relação ao qual o Presidente, Pinto de Sá, deixou algumas notas. De entre as considerações tecidas, destacou, nomeadamente, o pagamento de compromissos futuros que até 2017 e daí em diante, que perfaz um total de 63 milhões e 649 mil euros; a taxa de execução PPI que lhe pareceu muito baixa para o primeiro semestre do ano; o aumento dos custos com pessoal em mais de um milhão de euros entre semestres; o aumento substancial do prazo médio de pagamento a fornecedores; fatores apontados pela revisora oficial de contas que irão somar dívida, como por exemplo o resultado do contencioso da Câmara com a Autoridade Tributária, favorável a esta última; e o fato do PAEL não estar excecionado do endividamento de médio/longo prazo, o que irá agravar este endividamento que era o único não ultrapassado pelo Município.
Foi também dado conhecimento da doação de espólio fotográfico feita à Câmara visando a respetiva integração no acervo do Núcleo Museológico do Arquivo Fotográfico. Trata-se de um conjunto de 87 provas fotográficas respeitantes a vários retratos de família de Sousel e Casa Branca doados pela Arq. Maria Margarida Fortio Fernandes, propondo o Arquivo, o que foi aceite, que seja feito o agradecimento por escrito à doadora.
A ata final do júri de apreciação de candidaturas e proposta de atribuição de apoio logísticos a Projetos Culturais 2013 foi aprovada por unanimidade. Os apoios são respeitantes a 25 agentes, apresentando, no total, os seguintes valores: previsão logística - 40 mil euros; espaços de ocupação pontual – 303.848,27 euros; e espaços de ocupação permanentes – 302.793,96 euros.
De salientar ainda outro ponto que mereceu aprovação unânime, a proposta de declaração de considerar a construção do Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo como obra de manifesto e relevante interesse municipal, isentando-a assim do pagamento de taxas, de acordo com o estabelecido na alínea a) do nº 5, do artigo 7, do Regulamento de Taxas e Outras Receitas do Município de Évora. (Nota de Imprensa da CME)

21 comentários:

  1. Estou a ver esta Câmara muito parada. As eleições já foram quase há dois meses e tirando a dança de lugares não se vê nada.

    ResponderEliminar
  2. O novo executivo tomou posse no passado dia 18 de Outubro,passaram 30 dias.

    ResponderEliminar
  3. Senhor vereador João Rodrigues:


    A cidade precisa de voltar a ser um espaço LIMPO,é Tempo de actuar.

    ResponderEliminar
  4. Estou a ler bem? 646 mil euros para a cultura ainda em 2013? A ser verdade deve ter saído o euromilhões ali para os lados da Praça do Sertório...

    ResponderEliminar
  5. Em apoio logístico, é o que se lê. É a continuação do que o PS fez: contabilizar as instalações, transportes, a água e a luz que a Câmara paga. Não é para pagar o atrasado nem para dar nada a ninguém. Olha quem!...

    ResponderEliminar
  6. @12:54
    Você já está com pressas.
    As grandes medidaa têm de ser bem preparadas.
    Necessitam de 4 anos de preparação, pelo menos!

    ResponderEliminar
  7. Haverá alguma medida que sirva para tratar os aziados?
    Se houver, peço que a tomem imediatamente, porque as AZIAS não passam...

    ResponderEliminar
  8. Tu lá sabes o que tens andado a tomar nos últimos 12 anos. Deves já estar especialista...

    ResponderEliminar
  9. o PCP continua em festa ou já começaram a trabalhar?

    ResponderEliminar
  10. É o chefe de gabinete do presidente e não um funcionário dos serviços que representa a Camara numa Comissão? Para que é que servem os técnicos dos serviços? ainda agora começaram e já está se está a ver como é que vai ser.

    ResponderEliminar
  11. Começam a fazer burrada desde cedo. Será que estavam preparados para governar? Cada vez tenho mais dúvidas.

    ResponderEliminar
  12. @21:41
    O Chefe de Gabinete, por acaso, é funcionário da CME.
    Felizmente, esta gestão CDU, está a usar a prata da casa para formar os gabinetes de apoio à presidência, ao contrário de outros que enxamearam a câmara de boys e girls que pouco ou nada sabiam do funcionamento de uma autarquia.

    Começam bem e também aqui marcam uma clara diferença da gestão anterior. E para melhor.

    ResponderEliminar
  13. "Aprovar acta final do júri de candidaturas e proposta de atribuição de apoios logísticos a Projectos Culturais" é apenas um acto burocrático de um processo de gestão corrente. No caso, é herança pura e dura, a obrigação burocrática não caduca e a legislação/regulamentação não pode ser retroativa.

    ResponderEliminar
  14. @22:42

    O pue é a CDU? Isso existe?
    Prata da casa, ou rapaziada militante que entrou para a CME no tempo da outra senhora?
    Ai agora a rapaziada que entrou pela via da cunha partidária 20/25 anos depois, diz-se que é prata da casa??

    lolol

    ResponderEliminar
  15. O pue é a CDU?

    Ó analfabeto, queres dizer o quê?

    ResponderEliminar
  16. @06:41
    Por acaso o Alexandre Varela, o funcionário em causa, entrou para a CME por concurso público e há muito menos de 12 anos, o que transforma toda essa argumentação numa patetice própria de gente ressabiada.

    Mas, enfim, já estamos habituados a essa demagogia que durou 12 anos e levou a CME ao descalabro em que se encontra.

    ResponderEliminar
  17. @06:41
    Por acaso o Alexandre Varela, o funcionário em causa, entrou para a CME por concurso público e há muito menos de 12 anos, o que transforma toda essa argumentação numa patetice própria de gente ressabiada.

    Mas, enfim, já estamos habituados a essa demagogia que durou 12 anos e levou a CME ao descalabro em que se encontra.

    ResponderEliminar
  18. Arre que a ignorância devia ter limites, tal como a velocidade ou a taxa de alcoolemia ! Então o Alexandre Varela não é o actual presidente da CPCJ ? Não faz sentido para estes comentadores que ainda estão ressabiados com a derrota do PS que seja ele o representante da câmara ? Durante a gestão PS era bom e agora já não tem mérito?

    ResponderEliminar
  19. Ainda estamos todos lembrados da excelência dos representantes do município durante a gestão PS . Tomemos como exemplo os conselhos gerais das escolas : Rui Praxedes, o contínuo da Universidade, que foi para assessor da vereadora Claudia Sousa ( !!! ???) . Não lhe bastou ir para assessor, um lugar destinado apenas a boys do PS, como era o representante do município nos conselhos gerais das escolas. Isto sim! Isto era a excelência da representação da câmara municipal de Évora, alvo de gozo por parte dos conselheiros de todos os agrupamentos escolares.

    ResponderEliminar
  20. Acabo de ler na revista digital Alentejo em Linha, declarações do vereador da cultura, Eduardo Luciano,que passo a citar textualmente: «a construção de uma política cultural, predominantemente de base local e regional, ALAVANCADA em eventos ÂNCORA que tenham um efeito REPRODUTOR» é uma das prioridades municipais».
    Pois a minha alma até está parva com a eloquência do senhor e a modernidade do seu discurso. Vossemecês perceberam algo? Eu também não.Mas gostei. O homem fala muito bem sobre coisa nenhuma.

    ResponderEliminar
  21. No artigo do Alentejo em Linha diz-se que os agentes culturais vão ser chamados para uma reunião. É mais um anúncio dum anúncio do anúncio. E que tal se convocassem a tal reunião e apresentassem uma proposta do tal plano estratégico e fizessem alguma coisa, em vez de andarem a dizer que vão fazer - e não se vê nada feito?

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.