segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Câmara de Mértola acusada de "abate ilegal de eucaliptos" e de "abertura de caminhos" em zona protegida da Mina de São Domingos



A GNR elaborou duas contra ordenações cometidas pela Câmara de Mértola, uma por abate ilegal de eucaliptos e outra por abertura de vias de comunicação numa zona protegida do concelho, foi hoje anunciado.
No passado dia 10 de outubro, o coordenador do Centro de Estudos da Mina de S. Domingos (Mértola), Luís Baltazar, acusou a câmara de ter ilegalmente abatido eucaliptos e aberto acessos na zona de proteção da albufeira da Tapada Grande, junto àquela aldeia, mas o presidente do município negou a ilegalidade.
Num comunicado enviado hoje à agência Lusa, Luís Baltazar refere que a GNR, após investigações, concluiu ter havido "ilegalidade" nos atos cometidos pela Câmara de Mértola e elaborou dois autos de notícia por contra ordenações, os quais foram enviados para as autoridades competentes para instauração dos processos e aplicação das respetivas coimas.
Contactado hoje pela Lusa, o oficial de relações públicas do Comando Territorial de Beja da GNR, tenente-coronel José Rosa, confirmou que o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da guarda elaborou os dois autos de notícia por contra ordenações cometidas pela Câmara de Mértola.
Segundo informações da GNR, prestadas por Luís Baltazar, um dos autos de notícia, enviado para a Agência Portuguesa do Ambiente, deve-se ao corte de eucaliptos junto a uma linha de água da albufeira da Tapada Grande sem o devido licenciamento.
O outro auto de notícia, enviado para a Inspeção Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, deve-se à abertura de novas vias de comunicação em área protegida. (LUSA)

4 comentários:

  1. Demita-se a cãmara..........é tempo de correr com os incompetentes.

    ResponderEliminar

  2. Senhor vereador com o pelouro da higiene e limpeza:

    A circular ás muralhas estão sujas(lixo,ervas,platicos com publicidade pendurados nos candeeiros),zona tão NOBRE da cidade que dá gosto percorrer a pé,mas assim transformada numa LIXEIRA é que não,é tempo do NOVO executivo começar a pôr os serviços de higiene e limpeza a TRABALHAR.

    ResponderEliminar
  3. 18:39.......cãmara de Mértola.

    ResponderEliminar
  4. As portas de Aviz estão um Nojo,aquele parque está em péssimas condições (buracos ,lixo e ervas),as estruturas para colocar propaganda estão partidas e nunca são retiradas (após as campanhas),o monte de entulho da circular (portas de aviz/forte de santo António)está ali depositado vai para DEZ ANOS..........BASTA é TEMPO de pôr os serviços de higiene e limpeza a FUNCIONAR.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.