domingo, 3 de novembro de 2013

A Malagueira está uma vergonha


Para quem como eu passa habitualmente pela Malagueira dá pena ver naquilo que o bairro construído por Siza Vieira se transformou. O abandono, o lixo, algumas condutas por onde passam as canalizações a ameaçarem ruína, casa degradadas, dejectos de cão por todo o lado, equipamentos públicos destruídos, a falta de caminhos devidamente arranjados, espaços não construídos, onde as ruas acabam e apenas há terra e erva, etc..
O lago então é uma verdadeira miséria. Parece um reservatório de água putrefacta. Ontem havia peixes mortos a boiarem à superficie da água preta e fétida, cheia de moscas e mosquitos. Um nojo completo com graves prejuízos para a saúde de quem aqui mora. Eu não sei se os novos eleitos da Câmara costumam andar a pé por esta zona. Mas era bom que, agora passadas as eleições, dedicassem algum tempo a estes bairros, uma vez que já vimos que a Junta de Freguesia ao longo dos anos nada tem feito, seja da CDU, seja do PS. E agora menos, com meia cidade para olharem. Empurram os problemas com a barriga para debaixo da mesa e quem aqui vive que se aguente.

M.L. (recebido por email)

22 comentários:

  1. O Pinto de Sá resolve. Aproveita e faz a candidatura do bairro a patrimonio da Unesco.

    ResponderEliminar
  2. E não é só a Malagueira. É assim por toda a Cidade. 12 anos de descalabro PS conduziram a Cidade ao desleixo e ao abandono.

    E o pior é que a Câmara está falida e sem condições para proceder às urgentes reparações e beneficiações que fazem falta. 12 anos de péssima gestão, e num momento de profunda crise, não vão ser fáceis de ultrapassar.

    ResponderEliminar
  3. AHAHAHAHAH !!!!!!!!!! a velha desculpa. Os outros estragaram e nós não temos deinheiro. entãoporque se candidataram ? - estão arrependidos de ter ganho ?
    Ha ai qualquer coisa que não está bem. Ou só se candidataram para ganhar e fornecer transporte camario para as manifestações e para com os trabalhadores camarários limparem a vossa campanha eleitoral. É uma vergonha há mais de um mes que foram as eleições e os pendões continuam a consporcar a cidade.

    ResponderEliminar
  4. A circular os candeeiros estão cheios de plásticos com publicidade, é tempo de LIMPAR e começar a tomar Medidas para uma LIMPEZA de Toda a Cidade,para isso os serviços precisam de ter novos coordenadores capazes de pôr a Equipa de Higiene a Funcionar.

    ResponderEliminar
  5. A CDU é que os devia tirar, Não foram eles que lá os colocaram? dos outros partidos pouco ou nenhum sinal da campanha, da CDU é o que se vê. Mas agora como ganharam a malta (camara) paga.

    ResponderEliminar
  6. Dr.Ausenda a destruição e privatização dos ser.de Publicações e Reprografia da Universidade,estão bem visíveis,prejuizos elevados para a instituição,belo trabalho de uma catedrática.

    ResponderEliminar
  7. A AZIA continua...
    Levaram 12 anos no desleixo e abandono da cidade e apenas conseguiram deixar a CME na falência.
    Agora, queriam em dois dias, que houvesse um passe de mágica para resolver toda a destrução que fizeram.
    Tenham juizo, enxerguem-se e tomem muitas rennies, enquanto a AZIA não passar...

    ResponderEliminar
  8. Já sabiam o que iam encontrar. E diziam que se iam candidatar para resolver todos os graves problemas da cidade.Que com imaginação e pouco dinheiro começariam de imediato a mudar a sua face. Até prometeram mudar o ar que se respirava. Aquilo era trigo limpo, farinha Amparo!Nickles,batatóides! Agora só sabem lamuriar que não têm dinheiro, que não têm magos nem bruxas para inverterem a situação,nem metereologistas para mudarem o ar da cidade. Gosto!!!

    ResponderEliminar
  9. Gosto tanto dos comentadores de sofá, eu no quentinho da minha casa também sou o maior. Já vergar a mola e mostrar ideias concretas de como solucionar os diversos problemas da cidade sem dinheiro, nem uma.

    ResponderEliminar
  10. A AZIA continua.
    E os aziados ainda não perceberam o que lhes aconteceu em 29 de Setembro, nem as razões porque a esmagadora maioria dos eborenses lhes viraram costas...

    ResponderEliminar
  11. O que é notável é que, por muito mal que esteja a Malagueira, não há outro bairro em Évora, que ofereça melhor qualidade ambiental.

    Notável é que, o bairro de habitação económica, feito para os pobres, seja melhor do que os bairros para os novos ricos, promovidos pela iniciativa privada.

    Por isso caluniam, dizem mal, desvalorizam a obra pública, para promoverem a obra e o roubo da especulação imobiliária.

    ResponderEliminar
  12. Os ditos aziados já perceberam o que aconteceu no dia 29 de Setembro.A esmagadora dos eborenses vão começar a aperceber-se de como foram ludibriados por certa propaganda eleitoral. Quanto a mostrar ideias concretas de como solucionar os diversos problemas da cidade, vocês diziam que tinham óptimas propostas para os sanar rapidamente. E agora andam a pedir ideias aos outros para vos ajudar, como o Passos Coelho também faz? Engraçado!

    ResponderEliminar
  13. @15:23
    Eu se tivesse soluções fazia parte de uma lista de candidatura aos orgãos autárquicos. Vocês (CDU) é que tinham as soluções para tudo, por isso o povo que acreditou votou em vós e deu-vos a maioria absoluta para governarem a cidade. Arregacem as mangas e vamos ao trabalho. Deixem-se de desculpas esfarrapadas, encontraram uma camara e uma cidade tal qual vocês sabiam que estava. Prometeram, ganharam, AGORA CUMPRAM.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. 17:34
    A CDU nunca disse disse que tinha "soluções para tudo" e muito menos "soluções milagrosas" para resolver tudo de um dia para o outro.
    A CDU apresentou-se às eleições com um Programa Eleitoral para 4 anos, que irá respeitar e cumprir.
    E daqui a 4 anos cada um fará o julgamento, sobre a bondade das soluções contidas nesse Programa que vão ser implementadas.

    ResponderEliminar
  15. A solução para a limpeza quer desta zona, quer da cidade em geral, é muito fácil e rápida de implementar, é colocar o batalhão de funcionários que a CME tem sem fazer nada.É tudo uma questão de optimização de recursos, a antiga presidência nunca teve essa capacidade, vamos a ver se o nova tem. Duvido, pois a grande maioria dos funcionários desse departamento são simpatizantes do partido e se os mandam trabalhar começam logo a respingar. E depois, quando iniciarem as limpezas não o façam como até aqui, ou seja, num dia vem uma equipa varrer o lixo, juntando-o em montinhos e só passados dois a três dias é que chega a carrinha para os carregar, claro que nos entretantos o vento e não só já os desfez... Organização, é a grande falha da nossa sociedade...
    MdM

    ResponderEliminar
  16. @19.14
    "a grande maioria dos funcionários desse departamento são simpatizantes do partido e se os mandam trabalhar começam logo a respingar"

    São só problemas camarada!
    A solução é simples, ou os funcionários mudam de partido, ou pomos lá camaradas da CDU.

    ResponderEliminar
  17. Na Malagueira até existem ruas sanitários como aquela aqui apresentada,rua das 12 casas,com centenas de famílias que precisam de um imóvel a custos controlados para renda.
    Uma autarquia não pode se dar o luxo de ter mais de 12 imóveis desde t2 a t4 emparedados em ruína com uma construção de 15 anos.
    Espero que com urgência Pinto de Sá coloque a rua do rochedo e a rua das das doze casas no que é normal de imóveis novos.

    ResponderEliminar
  18. O bairro da Malagueira no total, foi construído por cooperativas.

    Interessou à câmara no tempo do Abílio que o projecto avançasse, porque era a câmara a administrar os dinheirinhos e a malta envolvida no projecto.

    Ao administrar os dinheirinhos da obra, a câmara administrava,o projecto e falava nele como se de obra sua se tratasse.Logo, prestigio para a câmara ,para o PCP,para o Sisa Vieira,etc.

    Não esquecer que os sócios (moradores) das casas da Malagueira,não eram detentores em regime de propriedade plena das mesmas.A coisa funcionava em regime de propriedade colectiva, ficando os imóveis,sob a responsabilidade da cooperativa/câmara, para efeitos de manutenção e de transmissão (familiares directos) do bem patrimonial

    Quando as cooperativas passaram a administrar directamente as habitações permitindo aos sócios alienar o seu património, a câmara do Abílio e o PCP sacudiram a água do capote.
    E assim foi compreensivelmente ou não.Depende da leitura...

    Com o reinado PS a coisa ficou na mesma como a lesma, ou seja, à PS.

    Como tal, culpados da desgraça a que a Malagueira chegou, são o PCP e PS que funcionando como suporte ideológico do movimento cooperativo em Évora, acabaram a fazer chantagem com o movimento associativo inerente a essas cooperativas, abandonando o projecto e deixando as cooperativas entregues a si próprias.

    As cooperativas por sua vez (algumas)fizeram-se rodear de gente sem escrúpulos que viu ali um caminho aberto para o exercício de uma administração a resvalar a corrupção (digamos assim, para não ir mais longe))

    Como tal,a Malagueira encontra-se assim por estas razões.

    Interessou enquanto foi manjar político/ideológico para a câmara.Depois disso, ficou entregue à bicharada, apesar de todo o esforço que ALGUNS dirigentes das mesmas desenvolveram.

    Como resolver e engrandecer o projecto Sisa Vieira,ainda por concretizar??É simples,assim o PC e o Pinto de Sá, vejam nisso interesse,pois não há máquina mais poderosa para divulgação de ideias que a do PCP.

    A conclusão do anfiteatro ao ar livre (por acabar) integrado no espaço verde já criado,seria o exemplo, de um melhoramento sem grandes custos, que através da gestão das cooperativas ali existentes,poderia dar vida a Malagueira,chamando até gentes de outras zonas da cidade.Sobretudo grupos culturais da cidade, que tanto reclamam, por espaços públicos para actuar

    Um projecto daqueles,(inacabado) que foi visitado por gente de todo o mundo (projecto Sisa Vieira)mereceria melhor sorte e traria prestigio à cidade.

    Emanuel

    ResponderEliminar
  19. URGE restruturar os serviços de Higiene,é PRECISO LIMPAR a Cidade.

    Mudar as chefias e FAZER cumprir os planos de trabalho.

    ResponderEliminar
  20. È preciso correr com os passarões que paralisam os serviços.

    ResponderEliminar
  21. Já agora acabem com o "parque de campismo" na Malagueira, é uma vergonha.

    ResponderEliminar
  22. Por muito que os amigalhaços do PS continuem ressabiados pela pesada derrota que sofreram, ninguém tem dúvidas que esta câmara não tem dinheiro para investimento. Quem nos quiser fazer acreditar do contrário não é sério !
    Já agora alguém pega na questão da requalificação da escola André de Resende ? Alguém sabe porque é que as obras não avançaram depois de terem sido garantidos os fundos necessários ? Pode ser que o CJ ou o sabichão do JRdS queiram investigar e informar a população de Évora sobre esta, mais que certa, perda de fundos, a juntar a várias que ocorreram durante o consulado PS e de que estes amiguinhos nunca falam. É pena! Já fazia falta em Évora um jornalismo de investigação que substituísse a má língua.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.