sábado, 5 de outubro de 2013

Bloco disponível para dialogar mas recusa coligações na Assembleia Municipal de Évora.


O Bloco de Esquerda não se vai coligar com a CDU na Assembleia Municipal de Évora (AME), órgão onde os comunistas não conseguiram maioria absoluta. “Não faz qualquer sentido, neste momento, falar de um acordo com qualquer outra força política pois procuraremos, acima de tudo, defender as propostas que apresentámos”, diz Bruno Martins, deputado municipal eleito pelo BE.
“Não deixaremos de votar a favor de todas as propostas que se enquadrem naquilo que afirmámos defender e de votar contra as propostas que violem claramente o nosso programa”, acrescenta.
Na AME, a CDU terá 16 deputados municipais, contra 17 da oposição. Um deles é Bruno Martins, o único eleito pelo Bloco de Esquerda: “O único acordo que assumimos é com os eleitores”.
“Temos uma maioria absoluta no executivo, mas não na Assembleia. Julgo ser positivo não haver uma maioria absoluta no órgão deliberativo pois é o garante da existência de negociação, de debate e confronto de ideias que podem gerar propostas mais consensuais e enriquecidas, o que só pode favorecer a população”, sublinha o deputado municipal.
Bruno Martins recorda que depois de apresentados os programas eleitorais – “fomos o único partido a desenvolver sessões públicas para a elaboração desse programa” – e conhecidas as “ideologias de base e valores”, cabe à CDU fazer opções: “O grupo municipal em maioria terá de fazer escolhas sobre com quem, a cada momento, quer estabelecer pontes, dialogar e apresentar propostas. Da nossa parte, estamos abertos ao diálogo e à negociação”.
“Os possíveis acordos estão dependentes do respeito por aquilo que nos comprometemos perante os eborenses, e nunca obedecerão a qualquer lógica partidária”, diz Bruno Martins, garantindo que antes das sessões da AME irá promover “reuniões totalmente abertas [à participação dos cidadãos] para a discussão sobre cada um dos pontos da Ordem de Trabalhos proposta”.
“Para isso contamos que a nova Assembleia Municipal arrepie caminho no que toca à distribuição de documentos para debate sempre num prazo muito curto e que possa ser, também ela, mais aberta à participação dos cidadãos”, refere.
Em entrevista ao Alentejo em Linha – cuja segunda parte será publicada em breve – o dirigente bloquista diz não fazer “qualquer sentido” falar na existência de uma eventual maioria de bloqueio antes de apresentadas quaisquer propostas: “É algo que em democracia não faz qualquer sentido”.
Mais, acrescenta que “quem ousar planear ser uma força de bloqueio, sem ouvir propostas e avaliar o trabalho autárquico, está a pensar apenas no poder pelo poder e no interesse partidário. Somos determinantemente contra tais jogadas partidárias”.
“Mas, com a mesma clareza, afirmo que as maiorias absolutas podem ser inibidoras do debate e do confronto de ideias transformador”, conclui.

38 comentários:

  1. Bruno

    Como já tivemos oportunidade de falar sobre isso, quando for oportuno para eles se acertarem com o Bloco, tudo farão para isso e tomarão essa iniciativa. E se for preciso, irão encurralar o BE quando chegar a altura de cumprir a promessa eleitoral, que é de sair do sistema actual das Águas. Não duvido que irão jogar essa batata quente na mão do bloco, até porque como se sabe o BE defende um sistema público de Água.

    Quando o Bloco não lhes servir para coisa nenhuma fazem “bypass” esperando por uma abstenção qualquer do PSD, por exemplo.

    Com o PCP sempre foi assim com o resto da esquerda. Houve sempre muita arrogância.


    Rui M F

    ResponderEliminar
  2. È saudável não haver maioria absoluta na assembleia,espero que seja Mais Transparente,que toda a documentação seja acessível a Todos com o devido tempo e que sejam criadas as maiorias em torno das melhores decisões para o concelho.

    ResponderEliminar
  3. @16:51
    Sempre tão tolerante como PS, por mais asneiras que tivesse feito em Évora (e não foram nada poucas), e sempre tão crítico do PCP, já enjoa...

    Quanto a "batatas quentes" acho que deve estar um filme errado. O BE ou apoia a saída das águas da AdCA, ou não apoia. E cada um assume as responsabilidades e as consequências da posição que tomar. E isso não tem nada a ver com arrogância. Tem a ver com o compromisso assumido com os eleitores, com honestidade e com coerência política.
    E, se quer que lhe diga, nesta matéria até acredito que haverá deputados do PS e do PSD a apoiar a posição da CDU, de saída das águas da AdCA. Não será por aí que a gestão da CME será complicada. E vai ser muito complicada, tal o descalabro em que se encontra.

    ResponderEliminar
  4. 18:48

    Ó amigo você deve ter chegado de alguma viagem a Marte. Há quase 3 anos que o PS, com José Ernesto de Oliveira, pediu a saída das águas do Centro Alentejo e todas as bancadas apoiaram. O pedido do PCP não tem nada de extraordinário, é como chover no molhado. É algo que já está em curso, que está em Tribunal e a que falta também decisão ministerial. E é claro que o BE apoiou e apoia a saída das Águas do Centro Alentejo. Como, repito, todas as bancadas, incluíndo a do PSD.

    ResponderEliminar
  5. http://2.bp.blogspot.com/-scG25ECUbEI/Ttiqcs3NjaI/AAAAAAAAGv0/wAxNVUxaq04/s1600/REGISTO_cme_rompe%2Bcom%2BIA.JPG

    ResponderEliminar
  6. @18:53
    Como está indicado, é a resposta este comentário:
    «E se for preciso, irão encurralar o BE quando chegar a altura de cumprir a promessa eleitoral, que é de sair do sistema actual das Águas.»

    Se houve aqui alguém que chegou de Marte, não sei.

    ResponderEliminar
  7. Correm mensagens no Facebook que dizem que o Sr. Luis (Beato Salu) faleceu. Alguém sabe se isto é verdade ou apenas boato???

    ResponderEliminar
  8. O Bloco de Esquerda não se vai coligar com a CDU na Assembleia Municipal de Évora"

    Mas quem é que disse que a CDU se queria coligar com o BE? Receberam algum convite nesse sentido?
    Depois do fiasco da sua candidatura lá estão novamente a pôr-se em bicos de pé. Mas estes gajos não se enxergam?

    ResponderEliminar
  9. A pergunta foi feita por um jornalista, não seja prepotente...

    ResponderEliminar
  10. O Partido comunista ainda deve estar a fazer as contas como conseguiu a maioria absoluta!

    Pelo que já sondei, muita gente que votou no PCP - para que ganhassem mas em minoria - estão hoje mais que arrependidos.
    O que seria pregar um cagaço ao PS resultou numa ditadura do pior partido comunista que a história de Évora já conheceu.
    Os bons há muito que já não estão no partido...alguns até já estão no BE.

    ResponderEliminar
  11. Uma semana depois ainda não te passou a azia? Safa, deve custar muito. Apesar de não passares de um mentecapto, começo a ter pena de ti.

    ResponderEliminar
  12. O Rui M F não diz coisa com coisa.
    Passa o tempo a dar tiros nos pés e depois arma-se em vítima e acusa o PCP.
    Mais um ignorante ao serviço da direita.

    ResponderEliminar
  13. Azia? Qual azia? Depois da enrab... que levaram no Domingo, o problema deles é mais hemorroidal. Uiiiii.

    ResponderEliminar
  14. lol


    Nem ao serviço da direita nem ao serviço da extrema-esquerda disfarçada pelo poder autárquico.

    Estou de folga prolongada.
    Quem sabe não voltarei à carga se a coisa se proporcionar?


    Rui M F

    ResponderEliminar
  15. "adoro" ditaduras...perdão...maiorias absolutas


    Rui M F

    ResponderEliminar
  16. Vejam lá. Foi o que o povo escolheu. De facto este povo não serve. Precisamos doutro. Um que esteja formatado pelas mentes "superiores" dos ruis deste mundo.

    ResponderEliminar
  17. Apesar da arrogância de alguns, a CDU não tem a maioria absoluta.Isso não é mau nem é bom. Vai ter que obter acordos. Iremos ver se é com o "inimigo visceral" ou com o "amigo" de longa data (lembram-se das negociatas do tempo do Abilio?). A humildade democrática parece não entrar na cabeça daqueles. Vai depender das propostas politicas. O BE tendo conseguido o seu objetivo principal em Évora, obteve contudo um resultado interessante do ponto de vista politico. Está nos três órgãos onde foi eleito em situação privilegiada para poder defender com êxito o seu programa.

    ResponderEliminar
  18. digo O BE não tendo...........

    ResponderEliminar
  19. [Está nos três órgãos onde foi eleito em situação privilegiada para poder defender com êxito o seu programa»?

    Mas esta gente está gozar, ou não sabe do que fala?

    ResponderEliminar
  20. Não estão a gozar. Por mais absurdo que possa parecer, acreditam mesmo nestas palermices (pelo menos alguns deles).
    Ainda há duas semanas iam eleger um vereador, havendo mesmo alguns lunáticos que acreditavam que poderiam vencer a câmara.
    Penso que o BE poderia ter, efectivamente, uma palavra a dizer, não só no concelho como no país. Durante uns tempos ainda acreditei nisso. Mas os constantes ziguezagues e tiros nos pés estão a deixar essa possibilidade cada vez mais distante. Penso que lhes está reservado o mesmo destino do PRD

    ResponderEliminar
  21. Então agora já não é o povo que decidiu. Tal ta a moenga em!!!!!
    O BE tem a força que os eleitores lhe deram. Na AM tem eleito. Já tinha e que bom trabalho fez. Nas circunstancias atuais vai poder fazer melhor. Talvez a unidade a esquerda não fique nas intenções e possamos na pratica ver quem de fato quer governar a esquerda.
    Nas AF de Evora (sé e outras) e S. Miguel de Machede tem um eleito em cada. Também aqui faz a possível maioria de esquerda. A ver vamos o que vão a CDU e o PS fazer.

    ResponderEliminar
  22. Este mundo anda louco ou não percebe como funciona a Assembleia Municipal ! Na AM discutem-se e aprovam-se medidas, propostas e outras coisas que tais... Cada grupo é responsável pelas decisões que toma e sobre elas responde, em primeiro lugar, perante quem os elegeu. Na altura devida o BE, o PS e o PSD posicionar-se-ão de acordo com as suas convicções e sobretudo de acordo com o interesse público das suas tomadas de decisão. A CDU nunca teve acordos com o BE mas ambos souberam estar de acordo quando foi necessário e discordaram em algumas matérias. Veremos de que lado vai estar o BE na próxima AM sabendo que os eleitores também vão estar atentos a este posicionamento. O resto logo se verá. Se o BE se quiser colocar ao lado do PS ou do PSD, o que eu não acredito, o eleitorado saberá como agir daqui a 4 anos.
    Já agora, já pensaram que basta faltar um deputado das bancadas do PS e do PSD para alterar o jogo de forças e que estas ausências são frequentes? Calma, muita calma no BE que nem tudo são favas contadas e , por mais Bentos Anastácios que andem por aqui a incentivar o ódio pelos seus antigos comparsas da CDU, o BE é um partido que tem estado mais próximo da CDU, e do PCP, do que do PS. Cá estaremos para ver como se comporta e se é merecedor dos votos que os eborenses lhe deram ou se será varrido de vez do espectro autárquico... Com o Anastácio não vão longe, com o Bruno talvez ...

    ResponderEliminar
  23. Ufa! Voltou o homem da azia... já começava a inquietar o silêncio do gajo... mas era só para ir ali à farmácia e agora trouxe hemorroidas... Mais um esforço, camarada, a ver se a gente se diverte!

    ResponderEliminar
  24. @22:54
    Isso já nem é só azia, é estupidez pura. Então o povo vota, escolhe esmagadoramente uma das listas, e isso é DITADURA?

    Então o VOTO do POVO já não significa nada?

    (Agora percebo a tentativa de resolver na secretaria aquilo que sabiam não ser capazes de resolver pelo voto do povo.)

    ResponderEliminar
  25. Hoje, a irrelevância do Bloco é apenas o resultado deste delírio: um partido anti-sistema às segundas, quartas e sextas; um partido do sistema às terças, quintas e sábados. Não admira que, aos domingos, votar no Bloco seja uma piada de mau gosto.

    ResponderEliminar
  26. Parece-me que queria pregar um cagaço ao PS e fode---se!

    Vão ter que mamar com o comité central. Agora...vivá Rua e...o resto é o folclore que o partido comunista na voz dos secretários e funcionários vai habituando alguns Alentejanos que se deixam ir na onda.



    ResponderEliminar
  27. Coitado. Como ele anda ressabiado...

    ResponderEliminar
  28. Sempre disse que a escolha do Bento para nº 2 da lista à Assembleia Municipal foi um erro colossal. Só roubou votos ao Bloco.

    ResponderEliminar
  29. Também acho, mas com Bento ou sem Bento, o Bloco precisava de mais 742 votos (teve apenas 1220 na assembleia municipal) para eleger outro deputado municipal. Não acredito que o Bento tenha roubado tantos.

    ResponderEliminar
  30. Daqui a 4 anos pode já não funcionar o voto útil. Além disso pelo que percebo a decisão politica não tem que ser discutida a esquerda mas sim em acordos para que os deputados do PSD se abstenham de estar presentes na AM. Muito mal vai a CDU com cromos destes.

    ResponderEliminar
  31. Daqui a 4 anos pode já não funcionar o voto útil. Além disso pelo que percebo a decisão politica não tem que ser discutida a esquerda mas sim em acordos para que os deputados do PSD se abstenham de estar presentes na AM. Muito mal vai a CDU com cromos destes.

    ResponderEliminar
  32. E já agora pode dar jeito algum do PS. É pela ausência que querem implementar as medidas???????

    ResponderEliminar
  33. Sem dúvida que o Bento tirou votos ao BE, tal como o Costa tirou ao PS...
    Mas alguém do PCP já solicitou acordos ao BE? Que publicamente se saiba, não ! Então porque é que esta questão se coloca ? Está o bE a por-se em bicos de pé como esteve o vereador do PSD no último executivo ? Além disso , para além do BE há ainda o PSD, ou não? E com muito mais votos do que o BE e com assento no executivo... Parece que o BE já está a partir do principio que o PS vai estar sempre em oposição o que não acredito tendo em conta as responsabilidades de ser um partido do «arco da governação» e em oposição ao governo.

    ResponderEliminar
  34. Cuidado que as cadelas apressadas parem os filhos cegos...

    Primeiro é preciso que os novos órgãos autáquicos tomem posse.
    A seguir, o Presidente da Câmara irá propor a distribuição de pelouros pelos restantes vereadores. Veremos quais, e quem aceita ou quem não aceita pelouros.
    Depois reunirá a CM e discutirá, certamente, a descentralização de competências para o Presidente da Câmara e para as Juntas de freguesias. Depois reunirá a Assembleia de Municipal e o mesmo se passará nas Assembleias de Freguesia.

    Dentro de pouco tempo haverá a dicussão do Plano de Actividades para 2014 e respectivas prioridades.

    E só depois disso começará a peceber-se a posição de cada uma das forças políticas, na Câmara e nas Assembleias.

    ResponderEliminar
  35. O pinto de Sá vai distribuir pelouros ao PS? E ao Jaleco?
    Dá vontade de rir.Só vendo.
    Só se como fez em Montemor ou se for o pelouro dos cemitérios...

    ResponderEliminar
  36. @19:56
    E que mal tem o pelouro dos cemitérios?
    Não é uma das competências da câmara?
    E, sendo, não há-de haver algum vereador responsável por esse pelouro?

    ResponderEliminar
  37. Outras autarquias, outras situações, sem dúvida diferentes, mas que é preciso ter em mente para entender a de Évora. Um relato quase etnográfico da situação política em Sesimbra. Vale a pena ler com atenção...

    http://www.publico.pt/portugal/jornal/em-sesimbra-a-abstencao-cresceu-porque-cresceu-a-raiva-27203586

    JRdS

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.