quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Évora: última reunião de Câmara aprova projectos de investimento


Em reunião de 23 de Setembro
Câmara de Évora aprovou instalação de nova empresa no Parque de Indústria Aeronáutica

A Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade a atribuição de lote no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora (PIAE) e reconhecimento do projeto como Potencial Interesse Municipal à empresa Optimal II, Aerostructures, Lda. 
Trata-se de uma empresa sedeada em Évora dedicada ao desenvolvimento e produção de aeroestruturas em materiais compósitos e outros, que irá gerar mais de uma centena de postos de trabalho quando entrar em plena laboração.
O lote atribuído tem uma área de 16992 m2 e o projeto constitui-se como um importante contributo para a diversificação do tecido económico local, enquadrando-se nos objetivos mais gerais de dar corpo a um dinâmico cluster aeronáutico em Évora.
A sua instalação no PIAE contribuirá para o reforço das sinergias próprias deste loteamento e criará dinâmicas de associação a outros projetos, uns já instalados e em funcionamento, como é o caso da Embraer, e a outros que se projetam.
Refira-se que a produção destina-se quase em exclusivo para exportação o que se constitui como importante mais-valia para a economia nacional e local.
Este projeto prevê um investimento faseado entre 2013 e 2015 de 3 455 000 euros e um volume de vendas, já em 2014, de 500 mil euros, e de dois milhões e 500 mil em 2015, totalmente com origem externa.
No final do período de implementação, o projeto prevê estarem criados 106 novos empregos dos quais, aproximadamente 29%, referentes a funcionários com formação académica superior.
Ao projeto não está associado o uso de produtos e meios de produção geradores de níveis de poluição e materiais perigosos para a saúde pública e para o equilíbrio ambiental.

Conjunto turístico da Herdade dos Almendres avança

O pedido de aprovação do projeto de arquitetura do loteamento/Herdade dos Almendres, em Nossa Senhora de Guadalupe, requerido pela Sociedade Agrícola de Almendres II e III, SA foi aprovado por maioria com quatro votos favoráveis (PS e CDU), duas abstenções (CDU) e a não participação do Vereador António Dieb (PSD) por ser Presidente da CCDR Alentejo, entidade também envolvida na apreciação do projeto. 
Saliente-se também a significativa importância do projeto, quer no domínio do turismo, quer como gerador de trabalho e receitas para a economia local. Será implantado nas proximidades da Freguesia de Guadalupe, a 17 quilómetros da cidade de Évora e a cerca de seis da saída para a via rápida Lisboa-Madrid (A6).
O empreendimento reconhecido como Projeto de Interesse Nacional, terá acesso a partir da EN 14 e será constituído por um hotel, um hotel-apartamento e dois aldeamentos turísticos, todos com categoria mínima de quatro estrelas, num total de 2 386 (2356) camas distribuídas por 493 (488) unidades de alojamento. 
Inclui um campo de golfe de 18 buracos, club-house que integra restaurante e piscina, um campo de polo associado a uma rede de recursos para equitação e cavalariças, campos de ténis, um centro de interpretação do complexo megalítico do Cromeleque dos Almendres (com as valências de receção e acompanhamento de visitantes, biblioteca, espaço de estudo e loja), um heliporto e uma rede de percursos pedonais/circuito de manutenção.
O hotel integra SPA, restaurante gastronómico, piscina e centro de conferências (com capacidade total em várias salas para 520 pessoas), e o hotel apartamento contempla um núcleo de lazer (com zona lúdica, piscinas e bar) e um centro de apoio médico. Os aldeamentos turísticos irão dispor de campo de ténis e terão piscinas em todas as unidades de alojamento. A proposta desenvolve-se de forma nucleada sendo constituída por três núcleos, a executar em duas fases distintas. O loteamento prevê a criação de 257 lotes com capacidade edificatória e três parcelas. 
Destaca-se ainda o fato desta ter sido a última reunião pública de Câmara do atual mandato, tendo o Presidente e Vereadores proferido intervenções referentes à sua cessação de funções, que incidiram nomeadamente no trabalho realizado e na apresentação de cumprimentos. (Nota de Imprensa da CME)

42 comentários:

  1. Mais uma Medida da Troika:

    A partir de 29 de Setembro função publica passa a fazer o horário das 40 horas semanais que podem atingir 50.

    Memorando da Troika assinado em Maio de 2011 por,PS....PSD....CDS.

    ResponderEliminar
  2. Memorando que teve que ser assinado porque o PCP e BE aliaram-se à direita para chumbar o PEC IV (um erro que o FMI já reconheceu)que não era mais do que um sistema de apoio financeiro como o que tem a Espanha, muito melhor, para o povo, que o Português, é essa cumplicidade do PCP e do BE com a direita que deve ser penalizada nas urnas no próximo Domingo.

    ResponderEliminar
  3. As decisões da última reunião da CME são bem o exemplo de que ÉVORA NÃO PODE PARAR.

    ResponderEliminar
  4. Investimento é o que se quer.

    O Parque Aeronáutico só é um "bluff" nas mentes ideológicas mais bafientas. Que por acaso até existem em Évora e têm grandes responsabilidades politicas nesta cidade.

    Venha o investimento.
    Votarei em quem se comprometer irremediavelmente com ele e que faça tudo - MAS MESMO TUDO - para que mais projetos se venham a instalar nesta cidade.

    ResponderEliminar
  5. PEC 4??? Nesta fase do Campeonato já deveríamos ir no PEC 20.
    Qualquer PEC tem sempre medidas recessivas e poderá ser sempre considerado de direita.

    O que o Bloco e o PC fizeram e bem, foi correr com incompetentes, embora outros incompetentes tenham surgido. Cabe uma vez mais correr com estes até que um dia, surja gente decente para governar este país. Sócrates, Mários Linos, Mário Soares, Coelhos, Ministra das finanças, Manchete é tudo fruta podre.

    Que venham do PS ou do PSD mas que tenham respeito pela inteligência do Povo.

    Estes Socialistas da tanga não tem respeito nem por eles mesmos.

    ResponderEliminar
  6. O PEC IV (é quatro porque decorreram 4 anos, desde que o mesmo foi imposto aos países da zona euro) a CE obriga todos os países (mesmo a Alemanha) a apresentar anualmente um Plano de Estabilidade e Crescimento, e independentemente do êxito de cada PEC, no ano seguinte haverá sempre um novo PEC (Portugal não apresenta desde 2010, porque os países sobre auxilio não apresentam obviamente).

    O FMI entende que se o PEC IV não tivesse sido rejeitado (ver CM de ontem), Portugal não estaria, hoje, sujeito ao nível de austeridade que está.

    Os partidos que chumbaram o PEC IV (PCP, BE e a direita) devem por isso ser responsabilizados pelos portugueses.

    ResponderEliminar
  7. A comunalha anda nervosa na perspetiva de mais 12 anos de sequeiro.

    ResponderEliminar
  8. Já recebi hoje em casa o novo jornal da campanha do Melgão, "porra" aquilo é que é esgalhar na comunalha.

    ResponderEliminar
  9. Melgão não está bem o senhor tem ar cansado,dificuldade em falar,olhar fixo..........este senhor,nem em condições de ser vereador.

    ResponderEliminar
  10. O MEMORANDO foi assinado em Maio de 2011 pelo ,PS........PSD......CDS.

    ResponderEliminar
  11. O PS APOIA a TROIKA e os roubos do FMI..........quem estoirou com o país foi o BLOCO CENTRAL:BPN;BPP,PPP,FREEPORT,EXPO,estadios de futebol......

    ResponderEliminar
  12. É incrível como o PS durante os últimos 8 anos em que Melgão esteve na Câmara nada fez e agora a escassos dias das eleições andam numa roda viva! Pensam que enganam o povo? Então o Melgão era o vice-presidente e não tinha a ver com o que se passava na cidade? Ele que já substituía inúmeras vezes o Zé Ernesto e se punha em bicos dos pés para que lhe chamassem vice-presidente? Ora, ora. Nada fez em 8 anos e quer concertar tudo em duas semanas ? Anda a aprovar projectos a três dias das eleições para inglês ver? Isto só prova que se quisessem , ou soubessem, podiam ter feito alguma coisa por Évora.
    Agora com medo de perderem as eleições inventam projectos, equipas de limpeza e boatos, sobretudo boatos. É uma vergonha este PS local que é controlado pelo brilhantina , sombra do Melgão, ou será o contrário?

    ResponderEliminar
  13. PS = TROIKA para quem tem memória curta !

    ResponderEliminar
  14. COMUNISTAS E BLOQUISTAS PUSERAM NO PODER A DIREITA SÃO HOJE OS GRANDES RESPONSÁVEIS PELO SOFRIMENTO QUE O POVO PORTUGUÊS PASSA.

    Reformados que viram roubadas as suas pensões;

    Funcionários públicos mal tratados, humilhados e roubados;

    donos de restaurantes e similares, prejudicados com o aumento do IVA para 23%

    No Domingo lembre-se que o Passos Coelho só está a fazer isto porque contou com o apoio do PCPÇ e do BE, na Assembleia.

    SEM OS COMUNISTAS E OS BLOQUISTAS A DIREITA NÃO ESTARIA NO PODER.

    ResponderEliminar
  15. PS = 80 MILHÕES DE DÍVIDA = PAEL : emprestimo por 20 anos que obriga os habitantes de Évora a pagar taxas, imposto e tarifas máximas.
    O PS já sabia que ia perder as eleições por isso é que assinou o PAEL, espécie de memorando da troika para as câmaras endividadas. Agora quem vier que lixe os moradores com o aumento obrigatório das taxas, tarifas e impostos municipais no valor máximo, como impõe o PAEL.
    PS lixou a cidade e os moradores

    ResponderEliminar
  16. Oh anónimo das 11.58 o povo não é estúpido e acompanhou muito bem as «abstenções violentas» do PS que permitiram ao PSD/CDS aprovar tudo e viu como o PS se colocou sempre do lado do PSD e do CDS contra o PCP e o BE para lixar os pensionistas e os funcionários públicos e o país em geral

    ResponderEliminar
  17. Não sejas burro as abstenções não permitiram provar nada.

    O que permitiu à direita fazer o que está a fazer foi o voto do PCP e do BE.

    BLOCO E PCP SÃO OS ÚNICOS CULPADOS DO PASSOS COELHO FAZER O QUE FAZ, porque a direita sózinha nunca tería conseguido chegar ao poder.

    PCP e BE devem ser condenados pelo povo portugês por cumplicidade nos crimes a que o povo tem estado sujeito.

    ResponderEliminar
  18. No espaço de um ano, entre Março de 2010 e Março de 2011, o Sócrates apresentou quatro PEC's.

    Os 3 primeiros PEC's foram aprovados com os votos favoráveis do PSD e a oposição de PCP e BE.

    Viu-se que os 3 primeiros PEC's não prestraram para nada pois, se não fosse assim, não haveria o PEC IV.
    Ora se o PEC IV é que era o bom e o que resolvia os problemas, porque não foi apresentado em vez do PEC III ou do PEC II?

    Ai a inteligência destes XUXAS?
    Ou será apenas a queda natural para a MENTIRA COMPULSIVA?

    ResponderEliminar
  19. O PCP, quando é acusado de que não fez obra responde que tinha projetos (arranjo das muralhas, lixo, mercado, etc) é ridículo justificarem a ausência de obra com a existência dos projetos?

    25 anos só chegaram para projetos?

    Pensarão eles que os eborenses entendem que andaram na CME 25 sem fazer nada digno de relevo, exceto projetos, programas, candidaturas?

    Quantos mais anos precisavam para ter feito uma única obra de jeito?

    Os eborenses conhecem-vos, "os homens dos projetos e da obra zero"!

    ResponderEliminar
  20. ESta comunalha, quer tapar o sol com uma peneira...

    Querem comparar as dificuldades porque passam os portugueses hoje com os tempos do Governo de Socrates. Não há comparação possível Portugal vive hoje por culpa do PCP e do BE sobre o jugo de um governo de direita levado ao colo para o poder pelos partidos esquerdelhos que se constituiram como a sua moleta.

    ResponderEliminar
  21. Dia 29 vamos devolver o "embrulho" a Montemor (se é que eles o vão aceitar), o produto apresentava-se com excesso de uso e de vícios, adulteração na composição e evidenciava erros no rótulo.

    ResponderEliminar
  22. @12:16
    @12:20
    @12:30
    Já todos percebemos que o teu desespero é grande.
    Mas tiveste a tua oportunidade durante 12 anos e o resultado foi demasiado mau.
    Dia 29 vamos mudar o Rumo de Évora.
    Isto assim é que não pode continuar!

    ResponderEliminar
  23. PEC 1,2,3,4,5,6,7,8....
    PEC milésimo

    O facto é que o PEC 4 já deu bancarrota. Fica para a história.
    E para a história ficam as Auto estradas em triplicado, derrapagens em todas as obras públicas, 78957 versões e estudos pagos de TGV e Aeroporto.

    ResponderEliminar
  24. Excelente artigo, do ex-Reitor da UE, que "roubei" num outro blog.

    Castigar...quem?
    Jorge Araújo

    Estas eleições autárquicas decorrem num ambiente de desânimo. Muitos eleitores querem utilizar as primeiras eleições sob protectorado estrangeiro para castigar os partidos políticos; ou porque não souberam acautelar o tsunami da crise, ou porque se mostram incapazes de encontrar soluções compatíveis com a salvaguarda do “estado-social”, ou ainda porque concebem propostas completamente irresponsáveis e desajustadas do contexto europeu em que nos inserimos. As pessoas estão cansadas de promessas eleitoralistas incumpridas, de mentiras, de narrativas herméticas e incompreensíveis, de insensibilidade social, de soluções irrealistas.

    Eu sei, por mim falo…há muita gente a querer castigar os partidos. Embora saibamos que são instituições

    essenciais à nossa democracia, não levamos à paciência que se comportem como se fossem donos de todo o espaço democrático. É neste contexto que proliferam os candidatos independentes e se corre o risco de dilatar a abstenção ou o voto nulo ou mesmo, o inútil.

    Mas serão os partidos castigados? Não, não serão: ganharão aqui, perderão ali, mas sempre por percentagens que escamoteiam a margem de desiludidos.

    Quem será verdadeiramente castigado, em Évora?

    A resposta é clara e indubitável: a população. Por uma razão simples: o que está fundamentalmente em causa é o emprego. Do emprego decorre o bem-estar social, a vida cultural, a economia local incluindo nomeadamente a preservação do Centro Histórico.

    O emprego não resultará, como antigamente, da contratação, por parte da Câmara Municipal, de hordas de pessoal pouco qualificado (para as limpezas das ruas, como pretendem alguns) mas da fixação de empresas nos Parques Industriais e Empresariais e da dinamização da agricultura. Esse fluxo, que tem vindo a acentuar-se nos últimos anos com o alargamento do perímetro do Parque Industrial e a abertura de outros espaços afins nas freguesias rurais, só foi possível porque a Câmara estabeleceu uma relação inteligente, ideologicamente descomprometida, com as empresas, proporcionando-lhes condições vantajosas, nomeadamente se fixarem a sede em Évora.

    As cerca de 200 empresas instaladas no Parque Industrial de Évora e nas zonas empresariais adjacentes são responsáveis por mais de 3000 postos de trabalho. O cluster aeronáutico, com Embraer à cabeça, acrescentará, até 2015, cerca de 1500 postos de trabalho. Paralelamente, assiste-se à emergência dos clusters energético, da saúde e do turismo, que proporcionarão emprego qualificado, bem-estar social e atracção turística.

    No passado, ficou a deve-se ao PS a viabilização do Alqueva, que abriu perspectivas inovadoras para a agricultura, a criação das novas acessibilidades (A6, variante da IP2 – congelada pelo governo actual – renovação do caminho-de-ferro) bem como do Parque de Ciência e Tecnologia (em parceria com a Universidade de Évora) e de infrastruturas informáticas que colocam Évora na rota do investimento. Amanhã, Évora poderá beneficiar de todos esses progressos para minorar os efeitos da crise e contribuir para um Portugal melhor.

    Por isso vos digo que hoje, verdadeiramente o que importa é o voto útil na única força política capaz de gerar emprego, e que se revela detentora de um pensamento estratégico para a industrialização do Concelho, sem reservas ideológicas relativamente à iniciativa privada e aos empresários: o PS.

    ResponderEliminar
  25. Enquanto tu e outras aventesmas como tu estiverem no PS a direita está sempre no poder. Andam no PS prestar serviços a direita. Vão para lá para que o povo saiba de fato quem são. Assim não passam de uns reles cobardes que enganam o povo. Para onde foram o Coelho, o Amado, até o Campos foi dar aulas aos meninos da direita. São apenas três exemplos dos milhares que a direita tem posto na direção do PS a nível nacional. Desvirtuaram por completo o 25A. Os verdadeiros socialistas foram instrumentalizados a troco da batalha contra a ditadura dita comunista. Nunca perceberam que o que estava por traz dos desígnios de muita da direção era instalar a direita e os privilégios dos destituídos em Abril. Hoje alguns desses bem podem chorar lagrimas de crocodilo, o pior que tem feito nem sequer é ao socialismo é antes de mais a própria democracia. Tem feito com que o povo acredite menos e vá atras de populismos.
    Os PEC's são apenas um episódio triste. Enquanto não correrem com eles(o que é bastante difícil) não teremos uma solução de esquerda para Portugal.
    A nível local a tristeza ainda é maior a direita manda no poder a 37 anos. Nunca de lá saiu. Teve foi vestes diferentes. A direita retrogada e faciosa do PC e a direita dos interesses do PS, instalados no topo do Estado, com o beneplácito e apoiados pela direita PSD/CDS, instalados no mesmo poleiro mais os agricultores da velha guarda e os empresários oportunistas.
    Os eborenses é que tem sido prejudicados. Investimento??? Bem estar ????? Cultura ????? Debate politico sério ???????

    ResponderEliminar
  26. PS = TROIKA = MISÉRIA = TRAIÇÃO AOS VALORES REPUBLICANOS= REJEIÇÃO DOS VALORES DE ABRIL

    PS=PSD=CDS = MISÉRIA

    PS=PSD=CDS HÁ 38 ANOS A AFUNDAREM PORTUGAL

    PS - HÁ 12 ANOS A AFUNDAR ÉVORA

    PS - ÉVORA NÃO VAI PARAR DE AFUNDAR

    ResponderEliminar
  27. Grande feito chamar aqui um artigo de Jorge Araújo , como se ele fosse uma pessoa que está ausente das listas do PS . Vão buscar um artigo de um candidato do PS para provar que vale a pena votar na incompetência demonstrada ao longo de 12 longos anos?
    Estou desejando o dia 29 à noite para sentir Évora livre destes xuxas que apenas se preocuparam com grupos económicos e exploraram até ao tutano os mais pobres com aumentos de rendas brutais! Governaram para as pessoas ? Não ! Governaram para a fotografia, para as estatísticas despojadas de conteúdo e para a falência : 80 milhões de euros de dívida que nos vão comprometer por 20 anos , ou mais, é o resultado calamitoso desta gestão de 12 anos. Tomara já dia 29 à noite

    ResponderEliminar
  28. Acabo de ver um documentário da TVI sobre o centro histórico de Coimbra, aí estão identificados os mesmo problemas de todos os centros históricos das nossas cidades, desertificação, declínio da atividade comercial, convivência difícil com a modernidade (automóveis, aparelhos climatizadores, etc).
    É um bom documentário para que possamos perceber que os problemas do CH de Évora não diferem dos problemas dos restantes Centros Históricos das mais velhas cidades do país.
    É por isso que o discurso da CDU, cingido aos problemas do CH é um discurso balofo que ignora o que neste momento é importante para as pessoas, a aposta na criação de empregos como forma de ultrapassar a difícil situação social porque passam .
    É certo que as competências e os meios para a criação de emprego são da responsabilidade do Governo, que possui na sua estrutura orgânica um Ministério (e respetivos organismos regionais desconcentrados) a quem estão atribuídas essas competências.
    É igualmente certo que os municípios geridos pelo PCP, não fazem o menor esforço para combater esse flagelo, temos os exemplos, no Distrito de Évora dos Municípios de Vendas Novas, Montemor-o-Novo, Arraiolos ou Mora, com índices e responsabilidades diferentes, sendo que nestes 4 se destaca pela negativa o município de Montemor-o-Novo.
    A questão que se coloca é pois se deverá ou não, a equipa liderada por Manuel Melgão, continuar a apostar na criação de empregos, quando isso é uma responsabilidade do Governo?
    No nosso entender, faz todo o sentido e por isso a candidatura de Manuel Melgão terá o nosso apoio e voto, tal como ele partilhamos o pensamento de que ÉVORA NÃO PODE PARAR.

    ResponderEliminar
  29. Deixo um conselho a todos os candidatos:Pensem e ponham a cidade a pensar.Pensem e vejam como fizeram cidades como Viana do Castelo,Braga,Castelo Branco,Viseu ,Elvas,para só falar nestas .Aprendam com as experiências dos outros.Transportem para Évora o que ali foi feito.Vejam como cidades património mundial ,aqui ao lado,em Espanha ,em Itália,em França,com património ,em grande parte enterrado e provavelmente mais valioso que o de Évora,requalificaram e revitalizaram os seus centros históricos.Será que os responsáveis desta cidade não viajam,não vêem o que se faz por essa Europa fora?Leiam sobre o que está a ser feito em centros históricos medievais ,por exemplo, de antigas cidades bálticas da ex-URSS.Nem precisam de lá ir.
    Dir-se-á que nos falta gente,que não temos dimensão.É verdade,mas cidades semelhantes a Évora conseguiram-no.
    Deixemo-nos de ser pequeninos ,de ter uma visão primária da cidade,de só nos preocuparmos com a baixa política,com o "diz que diz",com o desmentido do desmentido.
    Não vejo discutir os verdadeiros problemas da cidade.Os candidatos conhecem-nos,por isso,pensem,trabalhem.Em conjunto.
    Não iremos longe se a futura Câmara não for forte ,se não tiver a coragem de romper com o passado,com os tabus ,com as habituais forças de bloqueio,que apesar de não terem qualquer expressão numérica ,têm tido sempre a ultima palavra.E sempre ,pelo que dizem,para salvaguarda do património.Como se esta obrigação fosse incompatível com desenvolvimento e qualidade de vida.
    Vão ver com os vossos olhos ou mandem alguém,mas não tenham vistas curtas.Não é preciso inventar nada.Outros já resolveram problemas semelhantes.Até mesmo aqui tão perto,aqui ao lado, Nós até entendemos muito bem o castelhano...

    ResponderEliminar
  30. o Jorge Araújo está nas listas do PS porque fugiu aterrorizado quando ouviu o Bernardino Soares defender o regime "democrático" da Coreia do Norte.

    ResponderEliminar
  31. COMUNISTAS E BLOQUISTAS PUSERAM NO PODER A DIREITA SÃO HOJE OS GRANDES RESPONSÁVEIS PELO SOFRIMENTO QUE O POVO PORTUGUÊS PASSA.

    Reformados que viram roubadas as suas pensões;

    Funcionários públicos mal tratados, humilhados e roubados;

    donos de restaurantes e similares, prejudicados com o aumento do IVA para 23%

    No Domingo lembre-se que o Passos Coelho só está a fazer isto porque contou com o apoio do PCPÇ e do BE, na Assembleia.

    SEM OS COMUNISTAS E OS BLOQUISTAS A DIREITA NÃO ESTARIA NO PODER.

    ResponderEliminar
  32. @14:45
    O problema, quando se raciocina com base em rótulos e chavões é esse. Confunde-se a embalagem com o produto. E a embalagem PS é atractiva, mas o produto está estragado. Quando está na oposição fala bem e diz-se de esquerda, mas quando chega ao poder aplica as medidas e políticas que interessam à direita.

    Ou seja, pela mão do PS, a direita tem estado consecutivamente no poder há mais de 30 décadas.

    ResponderEliminar
  33. Quem estaria no poder???
    A boyarada evidentemente mais o seu PEC 1263575636536


    Ai ai esta gentinha...

    ResponderEliminar
  34. Estou a começar a deliciar-me com aquele gostinho que se avizinha de mais uma vitória sobre os comunistas. Ah Domingo, por onde andas, que nunca mais chegas...

    ResponderEliminar
  35. @17:09
    Nota-se isso mesmo.
    O chefe brilhantina até já começou a arrumar as botas e a fazer as malas.

    ResponderEliminar
  36. Vamos lá para casa preparar o jantar, que a seguir temos de ir à FESTA da Praça do Giraldo.


    ResponderEliminar
  37. Vamos lá para casa preparar o jantar, que a seguir temos de ir à FESTA da Praça do Giraldo.


    ResponderEliminar
  38. Por mais que me custe vou votar na CDU, porque se votasse em Évora votava Bloco. E faço isso porque PSs, PSDs e CDSs me enganaram e enganaram os portugueses.
    Quem com o mínimo de sensatez a essa conclusão chegará.
    E como eu serão muitos eleitores a fazer o mesmo.
    Estou farto de tais filhos da p...


    ResponderEliminar
  39. Haverá alguma alternativa ao voto no Bloco em Évora? Não me parece. Votar em qualquer dos outros partidos é mais do mesmo.

    ResponderEliminar
  40. Bloco?

    Mais comunismo Soft?
    Olhem só o resultado dos irmanitos do Bloco na Alemanha o DIE LINKE!

    O Bloco foi engraçado quando nasceu. Depois de amadurecerem e ganharem uns temas fraturantes, tornaram-se não apenas parvos, uma extensão mais "liberal" do comunismo. Merecem uns piropos por não trazerem nada de novo à politica.

    ResponderEliminar
  41. Em 12 anos o PS conseguiu que ÉVORA parasse.
    Évora deixou de crescer e perdeu 1800 postos de trabalho em 10 anos.
    A câmara está falida e a factura foi remetida pelo PS aos eborenses, que vão pagar o desastre durante os próximo 20 anos em impostos e taxas no MÁXIMO.

    Se alguém detectar algum movimento em Évora, é porque já começou A ANDAR PARA TRÁS!
    Dia 29 vamos mudar o Rumo de Évora, por isto assim não pode ser.
    ÉVORA não pode continuar A ANDAR PARA TRÁS!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.