terça-feira, 24 de setembro de 2013

Évora: 8º dia de Campanha Eleitoral (pelos olhos da LUSA)


Candidata BE à Câmara de Évora defende reforço do serviço público

A cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda (BE) à Câmara de Évora, Maria Helena Figueiredo, defendeu hoje o reforço do serviço público no concelho, prometendo uma “aposta forte” nas áreas da educação, transportes públicos e saúde.
“São necessárias boas escolas, com bons tempos livres, com atividades de enriquecimento curricular e com a possibilidade de abrirem mais cedo e fecharem mais tarde, para os pais trabalhadores ajustarem com os seus horários de trabalho”, propôs.
Ainda na área da educação, a candidata bloquista defendeu “uma boa alimentação” nas escolas, “sobretudo para as crianças que têm dificuldades em tomar os pequenos-almoços em casa” ou que têm “um jantar deficiente”.
Maria Helena Figueiredo disse querer fazer “uma revisão dos transportes públicos” no concelho, atualmente prestados por uma empresa, para os adequar “às necessidades da população”, nomeadamente “em matérias de horários, circuitos e de preços”.
Sugerindo “a criação de carreiras especiais em momentos especiais”, assinalou que essas “carreiras específicas” iriam permitir às pessoas que não moram no centro irem à cidade, por exemplo, “durante a Queima das Fitas ou a Feira de São João”.
“As freguesias rurais têm um serviço muito deficitário de transporte público por regra só há um transporte de manhã e outro ao fim do dia”, referiu a candidata do BE, apontando a necessidade de “dotar as freguesias rurais de formas fáceis e acessíveis de a população se deslocar à cidade”.
Na saúde, afirmou-se favorável à construção do novo Hospital Central de Évora e da criação de unidades de cuidados continuados, considerando que, no concelho, estão “muito pouco desenvolvidas”. (LUSA)


Candidato CDU a Évora acusa PS de "nervosismo" e de "lançar boatos"

O cabeça-de-lista da CDU à Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, acusou hoje a candidatura socialista, liderada pelo atual presidente do município, Manuel Melgão, de "nervosismo", por "lançar alguns boatos" contra a campanha comunista.
Ao oitavo dia de campanha eleitoral, Carlos Pinto de Sá dedicou a manhã a uma ação porta a porta no Bairro da Comenda, na periferia da cidade, onde recebeu votos de "boa sorte" e se mostrou descontraído e dialogante com as pessoas.
Começando sempre com o desejo de um "bom dia", o candidato ouviu queixas contra a gestão autárquica do PS e a todas as pessoas prometeu "a mudança".
“Se eu pudesse, punha lá dois milhões de votos para isto mudar”, gritou um automobilista, ao cumprimentar a comitiva da CDU.
"Sentimos algum nervoso dos nossos adversários, que estão, de alguns dias a esta parte, a lançar alguns boatos contra a campanha da CDU nalguns pontos do concelho", acusou o cabeça-de-lista da CDU, em declarações à agência Lusa, enquanto uma mulher à janela lhe desejava "muita sorte e saúde", à qual agradeceu sorridente: "Obrigado".
A acusação ao PS, que "é quem anda mais nervoso neste momento", surgiu, segundo Carlos Pinto de Sá, depois de terem sido "lançados alguns boatos" contra a campanha da CDU.
"Na zona do Bacelo, alguém andou a dizer que a CDU iria acabar com as hortas comunitárias ou iria cobrar a água [aí utilizada] no caso de vencer as eleições, o que é obviamente uma calúnia, porque não só queremos manter as hortas comunitárias, como queremos alargar as hortas a todos aqueles que queiram aproveitar para produzir os seus bens alimentares", exemplificou.
Em Sebastião da Giesteira, relatou o candidato comunista, "andam a dizer que, se a CDU ganhar as eleições para a freguesia, vai fechar a junta de freguesia, o mesmo acontece na Vendinha, o que é também completamente falso".
"Nós defendemos, não apenas que se mantenham as instalações das juntas de freguesia, dos serviços e dos postos de trabalho, mas que, assim que haja condições, as juntas sejam devolvidas ao povo e voltem a ser autónomas", afirmou. (LUSA)


Candidato do PS a Évora considera "visível" aposta na limpeza

O candidato do PS à Câmara de Évora, Manuel Melgão, refutou hoje as críticas dos adversários sobre a falta de limpeza no centro histórico, considerando que “é visível” a sua aposta na higiene da cidade.
“Não concordo em absoluto”, porque “dá para verificar que a limpeza da cidade está muito melhor”, afirmou Manuel Melgão, no arranque de mais uma ação de campanha na freguesia urbana da Malagueira.
Em declarações à agência Lusa, o candidato socialista disse que, em maio, quando substituiu o então presidente José Ernesto Oliveira, a limpeza da cidade tornou-se “prioritária”, devido ao “inverno muito rigoroso”.
“Quisemos melhorar e isso é visível que foi conseguido”, defendeu, realçando que os trabalhadores do município foram incentivados a criar “equipas que se tornassem pluridisciplinares”.
Advertindo que, “ao contrário do que diz o Governo”, a câmara “tem pessoas a menos nas áreas operacionais”, Manuel Melgão manifestou o desejo de “ter mais funcionários para reforçar as equipas de limpeza, assim o Governo deixasse”.
“Foi isso que me levou, em maio, a fazer uma contratação externa para reforçar a limpeza”, referiu o candidato socialista, criticando a CDU por ter votado “contra a proposta” e, agora, “vir dizer que não há limpeza” na cidade.
Manuel Melgão destacou que foi o PS, quando conquistou a Câmara de Évora, nas autárquicas de 2001, que acabou com o “estado deplorável da recolha de lixo”, com “sacos de plástico às portas”, e instalou “contentores subterrâneos” no centro histórico.
Sobre as acusações lançadas pelo candidato da CDU, Carlos Pinto de Sá, de que o PS “lançou boatos” contra a campanha comunista, o candidato socialista recusou qualquer ligação e disse que não é a sua “forma de fazer política”.
“Estou mais preocupado em resolver os problemas do concelho”, acrescentou. (LUSA)


Candidato PSD/CDS-PP a Évora quer "agilizar" licenciamento empresarial

O candidato do PSD/CDS-PP à Câmara de Évora, Paulo Jaleco, defendeu hoje que o município tem de “agilizar” os licenciamentos das atividades económicas, porque, atualmente, são colocados “entraves” que acabam por “afastar o investimento de empresas”.
"Os entraves que existem são grandes. A falta de eficiência e de rapidez dos licenciamentos das atividades económicas em Évora é algo que tem de ser ultrapassado”, disse.
Esta “morosidade” na análise de intenções de investimento de empresas foi um dos temas abordados hoje, ao final da tarde, num encontro entre o cabeça-de-lista do PSD/CDS-PP e responsáveis do Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE).
Após a reunião, Paulo Jaleco referiu à agência Lusa que “há muitas empresas a quererem investir” neste concelho alentejano, nomeadamente estrangeiras.
Mas, argumentou, “não existe eficiência da parte dos serviços camarários e o tempo é de tal maneira grande que as pessoas desistem e acabam por ir-se embora, investindo noutros locais, porque percebem que vão perder tempo aqui”.
“Na reunião com o NERE foram-nos dados exemplos desta situação, inclusive de algumas empresas estrangeiras que quiseram instalar-se cá, mas desistiram”, relatou.
Embora ciente de que “não existem soluções milagrosas para nada”, Paulo Jaleco argumentou que, no momento económico que o país atravessa, é preciso solucionar este problema.
“Neste momento, com tanta necessidade que temos de investimento, temos que ser proativos na procura do investimento e não desperdiçar oportunidades a este nível, incentivando a instalação de empresas em Évora”, sustentou. (LUSA)

15 comentários:

  1. Porque é que o Melgão só sabe dizer mentiras?

    Então é por culpa do governo que está impedido de contratar mais pessoal operacional (que diminui em 16% ao longo da sua gestão) ou por culpa de ter contratado técnicos em excesso (+ 60%) quando precisava de operacionais?

    Mas esta gente pensará que somos todos parvos?

    ResponderEliminar
  2. @23:22
    Há viciados em tudo.
    E, pelos vistos, há quem não viva sem a mentirola diária.
    Hoje calhou ao governo, ser o visado. Como se nós todos não soubéssemos qual foi a politica de contratações dos últimos anos na CME: ir deixando sair os varredores e jardineiros e em seu lugar ir contratando técnicos superiores e administrativos.

    E, agora que precisa de jardineiros e varredores, está impedido de os contratar por ter atingido o limite das despesas com pessoal. Mas a culpa é do governo.

    E, assim, ficamos esclarecidos sobre a sua aptidão para dirigir a câmara.

    ResponderEliminar
  3. A limpeza PS na cidade tem semanas... vivemos anos de abandono, relembro a limpeza das folhas de Outono que aconteceu já Primavera, ainda este ano...

    Relembro a demora camarária em reparar condutas rompidas: tive quatro meses um cano a verter na minha rua, só depois de 10 comunicações à CME apareceu primeiro uma brigada para levantar a calçada, depois o canalizador e duas semanas depois a brigada para repor a calçada: em Junho de 2013! entretanto verteram-se litros de água para a sarjeta!!

    Se não fosse tão triste esta câmara PS era uma anedota!!

    ResponderEliminar
  4. Manuel Melgão quer descolar da política do PS anterior à sua subida a presidente da Câmara. Um homem que está há 8 anos na Câmara, que sempre quis ser o vice-presidente, vem agora assobiar para o lado como se não tivesse responsabilidades antes de ser presidente!! É assim como uma espécie de extra- terrestre que acabou de cair em Évora ? Não ! Melgão foi o responsável, durante 8 anos, pelo estado de sujidade deplorável a que chegou a cidade. Nunca Évora esteve tão mal como agora, a todos os níveis . No dia 29 temos que tirar Melgão da Câmara e com ele o Costa e o outro da geringonça eléctrica. Vão mas é trabalhar já que nada fizeram na câmara e aí consumiram o dinheiro dos nossos impostos em ordenados para boys.

    ResponderEliminar
  5. Pelo visto a comunalha profissional de serviço não larga a blogosfera e o alvo é denegrir basicamente o Melgão.

    Queixam-se dos Boys do PS?
    Se os militantes do PCP lá colocados pelo partido fossem um dia despedidos, a câmara parava.
    E queixa-se esta gente dos boys dos outros.

    É tudo a mesma canalha.

    ResponderEliminar
  6. Hoje, 4ª feira, 25 de Setembro, às 21h00, na Praça do Giraldo, Concerto CDU, com a Ronda dos Quatro Caminhos e dos Cantares de Évora e a participação de Carlos Pinto de Sá, candidato à presidência da Câmara de Évora.

    Vamos dar a volta a isto!

    http://cduevora.wordpress.com/2013/09/23/concerto-cdu-ronda-dos-quatro-caminhos-e-cantares-de-evora-2/

    ResponderEliminar
  7. Basta falar no brilhantina , no seu fatinho azul escuro tamanho XS, e no condutor do segway para ficar tudo muito nervoso. Estão a ver o tacho a acabar? Vai-se acabar essa pose de patrão ?
    Benvindos ao mundo real onde as pessoas têm que ter uma profissão, essas pessoas que o PS tem desrespeitado imputando-lhes as culpas pela desastrosa gestão de 12 anos. A culpa é sempre dos outros : dos trabalhadores da Câmara, do Zé Ernesto, do inverno, dos comunistas, das pessoas que não limpam a rua onde vivem... Já chega ! Deixem trabalhar quem tem vontade de fazer alguma coisa pela cidade antes que ela afunde. Vocês, os do PS, sabem que ela está a fundar e ainda dizem que não vai parar? É disso que riem às gargalhadas no cartaz que espalharam pela cidade? Estão a gozar connosco?

    ResponderEliminar
  8. Manuel Megão não devia ter suspendido o seu mandato para fazer campanha ? Nunca se percebe se a página do facebook é a do presidente em funções ou do candidato...
    Esta dupla condição permite ao presidente da Câmara utilizar recursos públicos, isto envolve também funcionários da Câmara, para a sua campanha: fotógrafo, jornalista, obras pagas com o dinheiro de todos nós, anúncios no Diário do Sul pagos com dinheiro da Câmara, isto é com o nosso dinheiro.
    Ninguém fala disto mas este caso configura uma grande desigualdade face às outras candidaturas. Todos nós pagamos a campanha do PS, já perceberam ?

    ResponderEliminar
  9. Depois de culpar o governo pela falta de pessoal da câmara, nas áreas da limpeza e higiene, Melgão afirma que a falta de limpeza se deveu ao "Inverno rigoroso".

    Duas mentiras e uma contradição na mesma declaração.
    Será que o sujeito pensa que o eborenses são todos parvos?

    ResponderEliminar
  10. O ps vai perder a autarquia de Évora por culpa própria,as mentiras praticadas foram o assinar de morte,e a a participação dos súbitos Chalaça Troncho e outros foram os carrascos.
    12 anos de MENTIRA!

    ResponderEliminar
  11. Em 12 anos o PS conseguiu que ÉVORA parasse.
    Em 12 anos Évora deixou de crescer e perdeu 1800 postos de trabalho.
    A câmara está falida e a factura foi remetida, pelo PS, aos eborenses, que vão pagar o desatre durante 20 anos, pelo menos.

    Se alguém detectar algum movimento em Évora, é porque já começou A ANDAR PARA TRÁS!

    ResponderEliminar
  12. Em 12 anos o PS finalmente fez nascer um projeto emblemático até para Portugal: Industria Aeronáutica.
    Também foi apenas o que fizeram!
    Mas já é um embrião...quem vier de novo e se não estragar (o que eu duvido se for o PCP) já não é mau.


    O resto é conversa de comuna com dor de cotovelo por foi à manifestação do contra.

    ResponderEliminar
  13. Há cerca de 20 anos que deixei de votar.
    E deixei de votar por uma razão simples. Aqueles em quem votamos não se interessa nada por nós.
    Prometem, prometem, mas já sabem que nunca irão cumprir essas promessas.
    È tão fácil prometer uma aeroporto internacional para Évora.
    Um parque desportivo com relva sintética e pista de tartan, até se pode prometer um canal navegável até ao mar de maneira a que grandes navios venham acostar em Évora.
    Eles sabem que nunca poderão cumprir o que prometem, mas prometem tudo.
    A intenção deles em primeiro lugar é servir o partido e aquilo que o partido disser é o que eles fazem. Não julguem que um Presidente de Câmara governa pela sua cabeça. Desenganem-se
    Depois em segundo lugar é arranjarem lugares para os familiares e amigos.
    No fim de tudo é que fazem algo pela população. E fazem algo mais perto das novas eleições.
    Os presente candidatos não tem esses atributos.
    O Povo português vive emprenhado pelas orelhas. O que lhe dizem é o que eles aplaudem.
    Como é possível votarem novamente num candidato que já os enganou??
    Gostaria de voltar a votar mas num candidato que dissesse que não prometia nada mas que iria ver se seria possível isto ou aquilo, sem exageros.
    E um candidato que mal entrasse na Câmara ordenasse um levantamento geral das administrações anteriores de maneira a que os munícipes pudesse saber por onde foi o dinheiro público e quem para lá entrou por compadrio.


    No dia que esse candidato aparecer, TEM O MEU VOTO

    ResponderEliminar
  14. Então o "coiso" quando lhe cheirou que podia ganhar veio a correr de Montemor para Évora? Onde é que ele esteve nas outras eleições? Não é isto ? Ou não consegue deixar o poleiro? O PCP apostou num carreirista politico, que nunca fez nada na vida, a não ser dar empreço aos "camaradas". E agora é isto que queremos em Évora? Um carreirista ou o outro que ajudou a enterrar a cidade de Évora? Vamos votar numa alternativa credivel de gente séria.

    ResponderEliminar
  15. Eu não sou "PS" nem sou "CDU", acho muita piada as acusações que fazem uns aos outros, é de bradar aos ceus, é certo Évora até pode estar estagnada, mas a minha memoria não é curta... já estava meus senhores não foi só os 12 anos "PS", os outros anos para trás foram mais do mesmo...
    alguém fala em JOB for de BOYS... muito bem, já viram as chefias intermédias da camara a quem pertencem??? por quem foram colocados???? VOCES SÃO TODOS IGUAIS QUEREM É POLEIRO...
    ontem passei pela praça do giraldo... fiquei a pensar para mim... voltamos de novo ao atrazo de vida... olhei para o palco e sem surpresa constatei que a equipa de som que lá estava não era de Évora... porquê? existem pelo menos 2 empresas em Évora com condições para fazer o serviço, mas não, entrega-se o dinheiro a empresas de fora, foi assim durante 20 e tal anos, porque mudaria agora... isto é só um pormenor... fora todos os outros... volto a dizer VOCES SÃO TODOS IGUAIS.... e viva o meu partido BENFICA SEMPRE

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.