segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Contributos para o debate autárquico 5: a relação da Câmara com os agentes culturais e desportivos

 

Segundo os agentes culturais eborenses desde 2009 que a Câmara lhes deve dinheiro de apoio à actividade corrente. Parte dos apoios à actividade destes grupos em 2009 (o segundo semestre) não terão sido pagos, em 2010 não houve deliberação sobre quaisquer apoios, em 2011 foi efectuado um concurso, sem que houvesse pagamento dos apoios estabelecidos, e em 2012 houve novo concurso, mas "devido à situação financeira" da Câmara foi comunicado aos agentes que não lhes seria paga qualquer verba e que os apoios a haver "quando fosse possível" seriam apenas logísticos. E este ano nem concurso houve.
A actividade cultural mexe em Évora com cerca de uma centena de pessoas a tempo inteiro que, sem apoios da Câmara e com cortes também acentuados, e na maior parte do caso sem acesso, nos apoios do Estado têm sofrido graves impedimentos aos seu funcionamento. A maior parte das estruturas culturais da cidade teve que despedir trabalhadores, nomeadamente artistas, e reduzir o número de espectáculos, mas mesmo assim muitas continuam com salários em atraso e contas avultadas para pagar.
Houve vários protestos contra a "insensibilidade da Câmara", como referem os agentes culturais, que criticam também a falta de diálogo da autarquia ao longo destes anos com um sector tão relevante para a vida da cidade.
Uma situação muito criticada e que, para estes agentes, não pode continuar, sob risco da actividade cultural, de nível profissional, cessar completamente em Évora, cidade património da humanidade e que, por isso, tem maiores responsabilidades nesta matéria.
Também no sector do apoio aos agentes desportivos os cortes foram substanciais, sendo hoje nos principais clubes da cidade a prática desportiva dos mais novos assumida na sua totalidade pelos pais, sem qualquer apoio substancial da autarquia.
Resta saber qual o posicionamento dos diversos candidatos sobre esta questão dos apoios aos agentes culturais e desportivos. 
- Vão existir apoios aos grupos culturais e desportivos?
- Com que regras?
- Vão existir concursos?
- As dívidas aos grupos, não regularizadas por este executivo, vão ser assumidas pelos actuais candidatos se ganharem a Câmara?
- Que prioridades vão ser as da Câmara em termos de cultura e "política cultural"?
Já vai sendo altura de cada um dos candidatos dizer o que pensa a este respeito.

Contributos para o debate autárquico 1: Centro Histórico e extra-muros ou Cidade ?
Contributos para o debate autárquico 2: Valorizar a Assembleia Municipal
Contributos para o debate autárquico 3: O Bairro da Malagueira
Contributos para o debate autárquico 4: Criação de empresas e/ou burocracia municipal

9 comentários:

  1. E O Salão Central vai continuar a cair aos bocados, senhores candidatos?

    ResponderEliminar
  2. A falta de comentários a este post sobre cultura terá a ver com o interesse frequentemente manifestado pela maior parte dos eborenses de cada vez que se lhes fala de cultura e que tem sido usado pelo PS/José Ernesto, Melgão e Cláudia Pereira para justificarem os cortes nos apoios à cultura?

    ResponderEliminar
  3. desinteresse, era assim que deveria estar escrito.

    ResponderEliminar
  4. O candidato da CDU à Câmara de Évora prometeu hoje elaborar um plano estratégico de cultura para o concelho, com a participação dos agentes culturais, para "voltar a colocar Évora no mapa cultural nacional e internacional".

    "Depois deste deserto cultural dos últimos anos, queremos sentar a uma mesa os agentes culturais e as instituições, com urgência, mas com os pés assentes no chão, e elaborar um plano estratégico de cultura para o concelho", afirmou Carlos Pinto de Sá.

    O candidato comunista falava à agência Lusa à margem de uma ação de pré-campanha eleitoral para as autárquicas de 29 de setembro, realizada na freguesia de São Miguel de Machede, no concelho de Évora, em que participou na distribuição porta a porta de panfletos da sua candidatura.

    Carlos Pinto de Sá defendeu que Évora "tem de ter uma política cultural ativa, que aposte na cultura como vetor estratégico de desenvolvimento", porque "pode servir de atratividade e de promoção da cidade", mas também como "marca territorial".

    "Esse plano estratégico tem que ter pontos que vão desde a definição de objetivos de atratividade cultural e de dinamização cultural até às questões de formação de públicos e do apoio e colaboração com os agentes culturais", resumiu.

    O candidato considerou também ser "uma absoluta necessidade" a criação de uma rede cultural concelhia que "leve a cultura aos vários pontos do concelho" e que faça "o intercâmbio de agentes culturais nas freguesias rurais, nos bairros e na cidade".

    Esta rede, referiu, vai "promover a itinerância das iniciativas culturais", mas, depois, "centrá-las no centro histórico para aliar a cultura com o património e voltar a colocar Évora no mapa cultural em termos nacionais e internacionais".

    ResponderEliminar
  5. Estou escandalizado, não é que a CDU (PCP) quer 3 Euros pelo seu programa eleitoral?, 3 Euros, ainda se a CDU (PCP) me desse esses três euros para eu ter a paciência do ler, ainda vá lá, agora pagar 3 sim três euros por um programa eleitora. Afinal a crise é maior do que eu imaginava. A ser assim quem irá ler o seu programa eleitoral? certamente que os seus eleitores, reformados trabalhadores com baixos salários não, pois 3 euros fazem-lhe falta para o seu dia a dia. em vez de os deitar fora. Tenham, mas é juízo...

    ResponderEliminar
  6. Há gente que se sente tão desesperada que inventa factos. Onde é que esse programa foi posto à venda ? Até provas em contrário isso é uma mentira !

    ResponderEliminar
  7. Não acreditas? pois é parvo, basta passar pela montra da CDU (ao lado do café Arcada).
    Abre o olho homem......

    ResponderEliminar
  8. Abre o olho ou aprende a ler. O que o PCP vende é o programa da Festa do Avante, que custa 3€ como todos os anos.
    Deixem-se de demagogias que o programa eleitoral ainda nem foi apresentado.

    ResponderEliminar
  9. dass.. que é burro! abre os olhos muuuu!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.