sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Bloco de Esquerda (21,30H) e PSD (18,30H) inauguram hoje sedes de campanha em Évora


Contamos com a tua presença na abertura da sede de campanha da candidatura do Bloco de Esquerda para o Concelho de Évora. Dia 6 de Setembro (sexta-feira) às 21h30.
Esta sede de campanha será um espaço de debate e partilha para a construção de uma alternativa participada para o nosso Concelho e na sessão de abertura estará presente Fernando Rosas. 
Aberto todos os dias a partir de 6 de Setembro entre as 17h e as 24h na Rua de Alcárcova de Baixo n.º20 - 1.º. (aqui)

12 comentários:

  1. Não sou da CDU,mas não posso deixar de reconhacer a postura de Carlos Pinto de Sá,foi alvo de insultos,apodado fora da lei nunca respondeu ,manteve a serenidade.

    È de realçar esta Postura nos tempos que correm.

    ResponderEliminar
  2. Mas isto não interessa.
    Vamos continuar a combater os dinossauros, os piropos, os anónimos, as burkas, e outras causas "fracturantes", à escala do nosso intelecto bicéfalo e doente.
    Continuemos a levantar nuvens de poeira, para esconder os criminosos no poder, que exploram, roubam, e matam o país, e que nos agradecem e respeitam, por dividirmos o poder do povo.

    ResponderEliminar
  3. Cuidado com estes comentários.
    O M.Sampaio anda sempre por aqui, sobrolho carregado, vigilante e pronto a atirar-vos à cabeça a Bíblia do Mao Tse Tung.
    O BE é um partido dito de esquerda (e é tão fácil dizê-lo) mas com práticas ditatoriais, de intolerância, de arrogância, de ofensa fácil a quem não alinhar pela sua cartilha.
    Claro que M.Sampaio virá negar e chamar-me coisas feias, mas não poderá negar a evidência que consiste na sua aproximação ao PS e ao regime do antigamente.
    Quando alberga no seu seio gajas que querem proibir os piropos, está tudo dito. Se esta gente fosse poder, o que iriam proibir a seguir?
    Há tantas formas de fascismo. Até o fascismo de esquerda, talvez o pior que existe. Porque não se reconhece a si mesmo.

    Carvalho

    ResponderEliminar
  4. Excelente artigo sobre o significado social e político da campanha demagógica e populista de limitar, a torto e a direito, as candidaturas autárquicas, felizmente vencida com a decisão do Tribunal Constitucional.

    Aqui:

    http://www.publico.pt/politica/noticia/o-recurso-dos-vencidos-1605047?fb_action_ids=676714935691819&fb_action_types=og.recommends&fb_source=timeline_og&fb_aggregation_id=288381481237582&ref=profile_open_graph#_=

    ResponderEliminar
  5. Viva a Constituição da Republica Portuguesa pela qual tantos portugueses lutaram. É necessário defende-la dos constantes ataques a que vem sendo sujeita por diferentes personalidades e sectores da vida pública (Passos Coelho e Bloco de Esquerda, para só dar dois exemplos)

    ResponderEliminar
  6. O BE anunciou ontem que retirava a sua confiança política à candidatura do próprio BE em Elvas, por atitudes ou declarações xenófobas de seus integrantes.

    Eu já nem pergunto como puderam ser candidatos. O que me dá que pensar é, se as tristes declarações já estavam disponíveis na net (pelo menos desde 7 de Fevereiro, como mostra a imagem do post publicado aqui no A Cinco Tons), por que razão a direcção bloquista só actua agora depois de rebentar o escândalo público?

    Tanto mais que o SOS Racismo é dirigido por destacados bloquistas e que o comunicado dessa associação é assinado pelo menos por um conhecido bloquista (Mamadou Ba, até não há muito dirigente nacional do Bloco; a outra, Marta Pereira, não conheço), que certamente não terão deixado de tentar resolver primeiro o problema "a bem" antes da desagradável denúncia pública, que aparece quase como uma solução de último recurso.

    Dá a impressão de que as coisas não estão mal. Só estão mal quando o escândalo rebenta.

    Não sei se foi exactamente assim, mas as dúvidas são muitas. O que não posso é dizer que me surpreenda, num partido que vive da sua imagem mediática.

    ResponderEliminar
  7. @14:16
    "Cuidado com estes comentários"
    Pois, pois.
    O que é preciso é dividir a esquerda, para a direita reinar.

    ResponderEliminar
  8. 18:58
    o que é preciso é entender o que é a esquerda.
    Não se pode dividir aquilo que não é.
    É tão fácil um partido dizer-se disto ou daquilo. É tão chique ser da esquerda caviar. O problema é a prática, a praticazinha.... Essa é que os lixa.

    Carvalho

    ResponderEliminar
  9. Carvalho

    Já percebi: tu és o grande Inquisidor que diz quem é o quê. Que bom gosto te faça, mas já agora deixa-me que te diga: os inquisidores nunca têm um final feliz.E pelo que tenho lido de ti nem presente, nem final feliz: apenas repetes a voz do teu dono ideológico.

    (Da próxima vez manda o caviar pelo correio. Era gente da tua banda que o consumia nos banquetes orgíacos da rússia dos "sovietes". Mas eu também mereço).

    Sobreiro

    ResponderEliminar
  10. sedes de campanha e o cacete

    as sedes normais não servem?
    este país não se encherga duma vez por todas?

    Não votarei em ninguem. Com toda a cagança

    ResponderEliminar
  11. São dois, vão com os bois. Só vem à sede quem quer, ninguém é obrigado.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.