sábado, 3 de agosto de 2013

Uma proposta diferente para este sábado em Évora



A lua aos Quadradinhos associação em parceria com o MAU (Movimento Alentejo Unido) pretende convidar a população da cidade e visitantes a parar e desfrutar dos locais mais emblemáticos da cidade que muitas vezes servem de passagem apressada sem lhes ser dado o devido valor.
Em pequenas estações de DJ que passarão dos mais diversos tipos de música desde Jazz, Funk, Blues, World Music, Música Portuguesa, House / Drum N' Bass etc., tudo em vinil, esperando assim contribuir para mudar a imagem contemporânea do DJ actual.
Pretendemos mostrar que os Dj's valorizam e pretendem uma simbiose entre música e património onde criam viagens musicais inspiradas no local onde vão actuar, proporcionando assim um final de tarde/inicio de noite agradável e relaxante a quem conseguirem fazer apreciar a boa musica e a beleza dos locais mais emblemáticos da cidade.

Programa:
Dj Fatinch | 18:00H | Jardim Público
Dj Sims | 19:3H0 | Teatro Garcia de Resende
MAU Djs | 22H | Praça do Giraldo

7 comentários:

  1. Esta associação tem ligações/dependência ao partido comunista ou ao PS?

    Se não tiverem têm a minha bênção.

    É difícil neste país surgir alguma coisa que não seja a voz do dono...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E nunca ninguém te disse que gente como tu, que se julga muito independente e autónoma, não passam de marionetas de um "dono" que nem suspeitam existir ou fingem não ver?

      Eliminar
    2. E se enfiasses a tua benção no sítio onde tens mais prazer?

      Eliminar
  2. Contenham-se, por favor. Veja a linguagem utilizada. Este é um sítio público frequentado por muita gente... até menores de espírito..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Finalmente uma autocrítica. Já não era sem tempo.

      Eliminar
  3. No tempo do vinil ( anos 80/90 )as discotecas às 22h30m tinham filas para entrarem e fechavam às 2horas . Estavam sempre cheias ... Xeque Mate ... etc. ... dava prazer meter música e se na altura precisava de um Dj não existia . Vinha-se da rádio local e comecei a meter boa música. Pista sempre cheia !

    Agora é diferente ... tudo dá nick´s ao nome Dj e mete ruído das 2horas ao nascer do sol .

    Lá chega quase tudo pedrado de alcoól e drogas ... só embalam o cérebro nas batidas dos graves ... nem sabem o que é música tal como hoje aparecem do nada cantores e músicos ditos Portugueses que só ruído fazem , as pessoas adoram !


    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  4. Jorge

    Pedrados?
    Eu e os meus amigos e conhecidos, nessa altura chegávamos ao Xeque Mate ou ao Slide "perdidos" em axe e álcool. Embalava-se na batida da bateria dos Deep purple ou na distorção da guitarra do Edie Van Halen.
    Qual o problema agora? Não entendo...
    Coisa geracional e +perfeitamente compreensível.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.