quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Beja: para acabar com o esconde-esconde das contas da autarquia



“POR BEJA COM TODOS” PROPÕE AVALIAÇÃO EXTERNA ÀS CONTAS DO MUNICÍPIO E DAS EMPRESAS MUNICIPAIS

O movimento independente e plural “Por Beja Com Todos” considera fundamental para a confiança das pessoas no Município que este tenha uma gestão rigorosa e transparente, pelo que não podem subsistir – e muito menos, serem alimentadas dúvidas -, quanto ao estado das suas contas e das empresa municipais.
Ora, o que se tem passado neste mandato é o melhor exemplo do que nunca devia acontecer – não foi feita uma avaliação, no início do mandato, à situação financeira que não deixasse dúvidas e essa situação tem alimentado o confronto entre a anterior (CDU) e a actual gestões (PS), cada uma das quais lançando para a opinião pública a leitura das números que melhor serve os seus interesses.
Este confronto chegou ao cúmulo da candidatura do PS utilizar como um dos seus principais argumentos da campanha eleitoral o valor de 11 milhões de euros de dívida que terá pago, não sustentado em números oficiais e logo rebatido pela CDU.
Como é possível chegar-se ao fim do mandato, em que o actual Executivo Camarário justificou o incumprimento de algumas promessas eleitorais e atrasou pagamentos com o que apelidou de “pesada herança”, sem ter esta situação cabalmente esclarecida? Isto em nada abona a favor do rigor e da transparência da gestão, que defendemos e as pessoas reclamam. Basta ouvi-las…
Para evitar que esta situação se repita e assegurar que o valor da dívida herdada não será usada como arma de arremesso entre forças políticas, “Por Beja Com Todos” propõe que, logo no início do mandato, seja feita uma AVALIAÇÃO EXTERNA ÀS CONTAS do Município e das empresas municipais, atestada por uma comissão de acompanhamento, constituída por eleitos das diversas forças políticas e aprovada pelos órgãos autárquicos.

A Comissão Dinamizadora (nota de imprensa)

2 comentários:

  1. Concordo. E em Évora deve ser feito o mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Em Évora, há cerca de 4 anos, após as últimas eleições, descobriram-se 'facturas esquecidas' no valor de 5 milhões. Agora, qual será o valor das facturas 'esquecidas'?
    Palpita-me que a surpresa vai ser bem grande, para os que tomarem conta da casa.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.