sábado, 6 de julho de 2013

Évora: o BE convida à discussão sobre o projecto de exploração de ouro na Boa Fé


Amanhã, domingo, dia 7 de Julho, uma delegação do Bloco de Esquerda irá visitar o local onde está prevista a instalação da mina de Ouro da Boa Fé. A delegação será composta pela deputada do BE Helena Pinto, por membros da Coordenadora Distrital de Évora do Bloco de Esquerda e pelos candidatos do BE à Câmara Municipal de Évora.
O ponto de encontro será junto à junta de freguesia nas Casas Novas (Boa Fé) às 10h. Teremos todo o gosto que nos acompanhem nesta visita.
Pela tarde, às 17h30 na Arena de Évora, decorrerá uma Discussão Pública sobre a Mina de Ouro da Boa Fé.
O evento contará com a participação de:
Ana Cardoso Pires (Candidata do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Évora)
António Chambel (Professor Universitário)
Carlos Cruz (Docente)
Helena Pinto (Deputada do Bloco de Esquerda na Assembleia da República)
José Rodrigues dos Santos (Professor Universitário)
Maria Helena Figueiredo (Cabeça de Lista do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Évora) (nota de imprensa do BE)

19 comentários:

  1. Importantissimo este esclarecimento só que o povo está-se cagando. A informação não passou e o povo, tirando os pouquissimos habitués ligados ao BE, não lá vai e nem sabe disso.

    Responsáveis por esta calamidade (parece ser um fato consumado) só há dois: Comunistas de Montemor e Socialistas de Évora.

    ResponderEliminar
  2. Ó burro: FATO é para vestir!

    ResponderEliminar
  3. O povo caga-se, mas às vezes não se caga tanto como alguns julgam que se caga. (Peço desculpa para a terminologia, mas é para acompanhar o "companheiro" das 9.22)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com muita pena minha, vamos lá ver se o povo se marimbou ou não para a sessão. Eu por exemplo, não vou lá mas estou informado da calamidade e sei do que se trata. Foi uma filha de putice que comunistas e socialistas querem fazer nas costas do povo.

      Logo podemos comentar a coisa

      Eliminar
  4. Deviam era juntarem-se à porta das Câmaras de Montemor e Évora e exigir que anulem aquilo que foi feito pela calada da noite mas nas barbas dos municipes.
    A extrema esquerda (e outros que se lhe juntem) terão coragem de fazer uma "eterna" vigilia junto à câmara comunista amiga de Montemor o Novo?

    ResponderEliminar
  5. Dobra a língua cospe fogo do baralho!

    ResponderEliminar
  6. Bom dia

    Desta vez o bloco de Esquerda e os amigos da onça dos munícipes, mais a CGTP e o resto da artilharia pesada vão fazer o frete ao PCP de Montemor. Para não levantar suspeitas, fazem idêntico frete ao PS de Évora. Se fosse o Alvarinho da economia, o Portas ou outro malvado qualquer deste governo, a esquerda mandona e a folclórica rapidamente punham em marcha as propagandas e direcionavam os protestos para junto dos Paços de Concelho de Évora e Montemor, como aliás fazem às portas dos centros de saúde, em Belém ou junto da Embraer.

    Enfim.
    Quando toca a protestar junto dos "seus comparsas" os valores da liberdade ou da democracia, dos direitos ou da justiça, é mentira. É por isso que em Cuba nunca se vêm manifestações contra o regime.
    É por isso que o Socialismo Utópico, Real, Popular, ou como lhe queiram chamar, é um coisa de farsantes.

    ResponderEliminar
  7. Já agora...não foi o insuspeito Pinto de Sá que assinou por baixo esta história com a Colt Resources?

    ResponderEliminar
  8. Pelo nível dos comentários xuxas e pelos ataques reles que fazem ao homem, se percebe o nervosismo que vai por aquelas bandas. Eles bem sabem que o seu podre poder está por um fio…

    ResponderEliminar
  9. Quer dizer...O PS e o PSD são crápulas porque assinaram compromissos com a troika...e o Pinto de Sá que assinou com a Colt Resouces uma calamidade para a região, é o quê exatamente?

    ResponderEliminar
  10. @12:03
    Já a minha avó dizia:
    Nunca respondas a idiotas. Eles conseguem baixar o nível da convesa para o seu nível de compreensão, e aí, devido à experência, são imbatíveis.

    ResponderEliminar
  11. ou me engano muito ou o Bloco de Esquerda vai continuar a atirar tiros de pólvora seca - palestras, colóquios, cartazes, artigos, etc - sem ter coragem de ir ao amago da QUESTÃO: PUNIR PUBLICAMENTE o partido comunista e o PS e o executivo PPD PSD/ CDS PP de, pela calada da noite terem aniquilado todo um ecossistema.

    ResponderEliminar
  12. O BE está numa fase de levantamento exaustivo dos dados. Na sessão pública fez questão de deixar bem clara que era e é contra a posição tomada pela gestão CDU em Montemor e pelo PS (com o apoio do PSD e CDU) em Évora. Neste momento aguarda-se parecer da APA e decisão final do Governo. O BE não deixará esta questão e bater-se-á até às últimas consequências, mas não dará, ao contrário dos outros, passos em falso.

    ResponderEliminar
  13. Para que fique claro...

    Reunião da Assembleia Municipal de Évora de 26 de Novembro de 2010
    Ponto 5 da Ordem de Trabalhos - Deliberação sobre o Plano de Intervenção em Espaço Rural para o território do Sítio do Monfurado, abrangido pelo concelho de Évora

    Nenhum dos deputados, à excepção da deputada Amália Oliveira do Bloco de Esquerda, levantou questões sobre os possíveis impactos ambientais e sociais da abertura à possibilidade da exploração mineira nesta zona.

    Do PS ouviram-se elogios ao trabalho conjunto entre os municípios de Évora e Montemor-o-Novo.

    Ninguém respondeu de forma objetiva às questões suscitadas pela deputada do BE.

    Procedeu-se, rapidamente, à votação, dado o fraco interesse demonstrado pela maioria dos eleitos à AM.

    Votos Contra: 1 (Bloco de Esquerda)
    Votos a Favor: 37 (18 do PS, 16 da CDU e 3 do PSD)
    Abstenções: 2 (PSD)

    Dúvidas?

    Acta desta reunião pode ser consultada aqui: http://www.evora.net/ame/actas/a2010/a20101126.pdf

    Infelizmente, não encontro online as actas da Assembleia Municipal de Montemor-o-Novo...

    Bruno Martins
    aqui: https://www.facebook.com/brunomsmartins?hc_location=stream

    ResponderEliminar

  14. Dúvidas Bruno?
    Nenhumas.

    Só falta vocês assumirem e condenarem publicamente os responsáveis pela tragédia. Se for preciso, persegui-los atá ao clavário.

    O que me parece é que vocês não querem entrar em rota de colisão com o partido comunista ainda que não se importassem de colidir com o PS - embora fosse suspeito se guerreassem apenas com os socialistas.

    Não vale apena andarem aqui com paninhos quentes, debatezinhos de café, conversas de amigo. Nós já sabemos o que é.
    Queremos agora é ação. Levem a coisa ás instâncias internacionais ambientais, tribunais, etc. Impugnem. Manifestem-se à porta das sedes do PCP, do PS, do PSD. Afixem placards (semelhantes aqueles que fazem para a troika RUA!) à porta das câmaras municipais visadas, etc.
    MAS ACTUEM!
    Como fazem à porta da Embraer, dos centros de saúde, na avenida da Liberdade.


    ResponderEliminar
  15. Persegui-los atá ao clavário? Fosga-se

    ResponderEliminar
  16. o homem queria dizer calvário não?

    ResponderEliminar
  17. prezados senhores:

    Sinto as v/preocupações, e daqui do Norte, com alguma experiência histórica, fiz um artigo corrigindo as premissas do projeto de Impacte Ambiental que minimiza os efeitos secundários, que mandei ao Ministro da Economia em carta ABERTA e também para o Diário de Alentejo e outro jornal regional local,bem como do Jn, do Porto, que espero que publiquem.
    Tenham em atenção naquilo que escrevi, em que proponho também uma contribuição anual de 5% do produto de ouro extraído à boca da mina em cada ano a distribuir pelas Comissões de Moradores e Juntas de FregueSIAS locais, para efeitos compensatórios sociais e culturais, além de outros pormenores técnicos para evitar a propagaçao do Arsénio e óxidos de chumbo e enxofre.
    A luta exige cabeça fria e feita em termos científicos.
    Felicidades para todos nós.
    Um nortenho solidário, António Mesquita

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.