sexta-feira, 31 de maio de 2013

Vila de Frades (Vidigueira) palco d'As Estações de Haydn, este sábado


Vila de Frades, histórica localidade do concelho de Vidigueira, irá receber o próximo concerto da 9.ª edição do Festival Terras Sem Sombra, a 1 de Junho, pelas 21h30, na igreja matriz de S. Cucufate. A soprano Carmen Romeu, o barítono Luís Rodrigues e o tenor Mário João Alves – figuras de referência da cena musical ibérica –, a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Coro do Teatro Nacional de S. Carlos interpretarão, sob a batuta do famoso maestro Donato Renzetti, a oratória Die Jahreszeiten (As Estações), de Franz Joseph Haydn. Realizado em co-produção com o Teatro Nacional de São Carlos, este espectáculo inaugura uma nova fase da vida do Festival.
Segundo Paolo Pinamonti, director artístico do Terras sem Sombra, trata-se de focar a verdadeira essência do projecto, que se centra num diálogo entre música, património e natureza: “nesta oratória evoca-se com grande virtuosismo – desde o canto dos pássaros e o coaxar das rãs, até ao lavrador que semeia, do toque do sino e do zumbido dos insectos, até ao pastor que toca uma melodia numa cana ou à canção da roda de fiar – o equilíbrio perfeito, entre o homem e o Mundo, numa sintonia idílica”.
José António Falcão, director-geral do Terras sem Sombra, justifica a escolha de Vidigueira como palco primordial para um momento musical sem dúvida singular: “As Estações de Haydn adquirem aqui um significado muito especial; encontramo-nos numa zona de excepcional riqueza agrícola, e especialmente vinícola, em que a interacção do homem com a terra modelou, ao longo de muitos séculos, uma paisagem notável. A villa romana de S. Cucufate, que deu lugar, na Idade Média, a um mosteiro famoso, é extraordinária prova disso, tal como o património religioso que chegou aos nossos dias”.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.