quinta-feira, 16 de maio de 2013

Hospital de Évora: sai Filomena Mendes, entra Manuel Carvalho


O cirurgião Manuel Carvalho vai acumular a direção clínica e a presidência do conselho de administração do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), revelou hoje à agência Lusa a Administração Regional de Saúde (ARS).
O Governo aprovou hoje, em Conselho de Ministros, a nomeação dos membros do novo conselho de administração daquela unidade hospitalar, que passa a ser composto por quatro elementos (até agora tinha cinco).
Contactada pela Lusa, a ARS do Alentejo revelou que o diretor clínico Manuel Carvalho vai passar a assumir também o cargo de presidente do conselho de administração.
O cirurgião vai substituir Maria Filomena Mendes, a presidente do conselho de administração do HESE cujo mandato terminou a 31 de dezembro do ano passado, mas que continuava em funções a aguardar esta decisão do Conselho de Ministros.
Enquanto diretor clínico, Manuel Carvalho já integrava esse conselho, tal como outros dois elementos hoje nomeados: o enfermeiro-diretor José Manuel Chora e o vogal Carlos António Gomes.
Na composição escolhida pelo Governo para este novo mandato, com a duração de três anos, renovável, apenas surge um novo membro, o vogal José Fernando Ventura.
Em comunicado, o Conselho de Ministros divulgou que, no âmbito deste processo, foi ouvida a Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública, que se pronunciou favoravelmente sobre estas nomeações.
A anterior presidente Maria Filomena Mendes, demógrafa e professora universitária, regressa à Universidade de Évora.(LUSA)

11 comentários:

  1. Depois de Outubro Paulo Jaleco assume a direcção clínica?

    ResponderEliminar
  2. Carlos Júlio por favor diz qualquer coisita...


    Beja: Tribunal indefere Providência contra João Rocha

    Inês Patola - 10/05/2013 - 11:00 - Imprimir

    --------------------------------------------------------------------------------

    O Movimento Revolução Branca viu indeferida a Providência Cautelar contra a candidatura de João Rocha à Câmara de Beja.


    O Tribunal Judicial de Beja indeferiu a Providência Cautelar que o Movimento Revolução Branca interpôs contra a candidatura de João Rocha, pela CDU, à presidência da Câmara Municipal de Beja nas próximas eleições autárquicas.

    Recorde-se que o Movimento Revolução Branca avançou com providências cautelares em vários locais por entender que algumas candidaturas não obedeciam à lei de limitação de mandatos e que no caso de João Rocha por ter cumprido vários mandatos, entre 1979 e 2012, na Câmara de Serpa estaria impossibilitado de se candidatar em Beja.

    ResponderEliminar
  3. Dezenas de Enfermeiros vão ser despedidos,por estes Psdocas de MERDA.

    ResponderEliminar
  4. Boys do PSD eum vira casaca do PS.

    ResponderEliminar
  5. com o carvalho e o chora,POBRE dos doentes.

    ResponderEliminar
  6. O robalo escolheu mais do mesmo,psds e pSs.......UM BLOCO CENTRAL DOS INTERTESSES.

    ResponderEliminar
  7. @19:02
    Isso não interessa mesmo nada!
    Fosse a decisão ao contrário e já teríamos para aí uns 10 posts a tecer loas à bondade da lei da limitação de mandatos.
    Assim vão tentar passar entre os pingos da chuva para ver se ninguém nota.
    Mas a verdade é que este blog se está a transformar numa boa merda. E uma merda cuja parcialidade é cada vez óbvia.

    ResponderEliminar
  8. Confirma-se o que já tinha aqui escrito há mais de dois meses. O candidato do PSD à Câmara é o novo director clinico do hospital, mas só será nomeado depois das eleições. Dos cinco administradores ontem só nomearam quatro. Até lá Manuel Carvalho assegura os lugares de presidente da administração e director clinico. O PSD esqueceu-se do enfermeiro Liberado, que até já tinha andado por aqui a receber parabéns, e manteve o catavento do Chora, que está sempre bem com todos desde que seja no poleiro. Como nem as moscas mudaram está visto que vamos continuar a trabalhar sem material e sem pessoal, a merda do costume.

    ResponderEliminar
  9. Chora é do PS mas sabe mamar na teta do PSD.

    ResponderEliminar
  10. Com esta ESCUMALHA o Hpspital não vai lá.

    ResponderEliminar
  11. É preciso outro governo. Este já não consegue piorar.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.