quarta-feira, 29 de maio de 2013

É por esta e por outras que todos os partidos são cada vez mais iguais.

(clique para ler)

43 comentários:

  1. O Eusébio, como é sabido, sempre foi do PCP,reside em Alcácer do Sal e sempre torceu pelo Vitória de Guimarães...

    ResponderEliminar
  2. O GOVERNO FASCISTA de PASSOS e PORTAS está a DESTRUIR a Função Publica,autênticos FILHOS da PUTA.

    ResponderEliminar
  3. O que será que doeu ao CJ para se sair com mais uma das suas bujardas anti-CDU?

    Será por haver listas de apoiantes entre TODOS os partidos?
    Será por haver figuras nacionais nessas listas, em TODOS os partidos?
    Será por ser o Eusébio, figura de um clube que o CJ não gosta?
    Por ser novidade não é, pois isto repete-se há dezenas de anos, em todos os actos eleitorais.

    Só lamento que o CJ não tenha estado tão atento noutras ocasiões a outras figuras que apoiaram outros figurões da nossa praça (algumas delas, por sinal, bem ridículas…).
    Mas talvez se perceba, sobretudo quando elas envolveram figurões de “partidos amigos”.

    De facto começa a não haver paciência para os Cê Jotas, que observam o mundo através do olho traseiro…

    ResponderEliminar
  4. @02:17
    Olha que a LILI e o CARLOS CASTRO também sempre foram do PS e residiam em Évora, quando apoiaram o Ernesto para a presidencia.

    Isto para não falar do PACO BANDEIRA ou do JAIME ANTUNES dois eborenses de gema!

    ResponderEliminar
  5. @10:25
    O que lhe doeu é a possibilidade da CDU vir conquistar uma autarquia aos "amigos" do PS.

    ResponderEliminar
  6. António Gomes29 maio, 2013 10:38

    ò anónimo das 10.35, julgava que os PCs. não fossem anónimos.
    O Eusébio, até foi um grande jogador de futebol, mas foi sempre um inveterado apoiante do palhaço Cavaco (que me desculpem os palhaços de profissão, profissão que respeito e admiro, por nos darem alegria, neste país triste, governados por aldrabões). A quando das campanha eleitorais, lá estava ele a dar a cara pelo palhaço.
    Ou os eleitores da CDU, esquecem-se facilmente disso.
    Estou convencido que o Eusébio, não lhe trará votos.
    Depois, o comentário, até ia, mais ou menos, quando no último parágrafo tudo foi estragado.
    Não sabia que no PC, havia gente tão ordinária.


    ResponderEliminar
  7. Este Gomes fica sempre muito enxofrado quando beliscam o CJ...

    ResponderEliminar
  8. António Gomes29 maio, 2013 11:03

    Não fico nada, limitei-me a constatar com objectividade o comentário do anónimo das 10,25, e respondi como a mesma objectividade.
    O Eusébio, foi ou não, apoiante do palhaço Cavaco?
    O último parágrafo é ou não é ordinário?
    E depois fico enxofrado quando beliscam, quando beliscam o C.J....
    O senhor comentador das 10:56 é que não é ojectivo.

    ResponderEliminar
  9. Olá bom dia

    Ao colocar aqui este post sabia que ia ser este o resultado - um chorrilho de insultos. Mas achei por bem colocá-lo porque já ando farto de me andarem a zucrinar que "os partidos não são todos iguais.." Ora pois não. Quando toca à "caça aos votos" todos os métodos são válidos e os que ontem criticaram José Ernesto Oliveira por se fazer fotografar ao lado da Lili Caneças ou do Carlos Castro hoje babam-se ao ver este seu militante ao lado do Eusébio. Nada tenho contra um ou outro, apenas quis sublinhar a hipocrisia que reina na política. Tanto se me dá que em Alcácer ganhe o PS ou a CDU (o mesmo em Évora, Beja ou onde for). O que suscitou colocar aqui esta foto e este texto (enviados à comunicação social pela candidatura da CDU à Câmara de Alcácer) foi sublinhar que em política quando os "nossos" fazem uma determinada acção está tudo bem; quando os "outros" praticam a mesma acção venha de lá deus e o diabo...
    Vender ideologia e candidatos a presidente como se de sabonetes se tratasse - usando para isso as técnicas do marketing e da publicidade - tem muito que se lhe diga. E não é uma prática apenas corrente na direita. Será que os partidos - todos eles - são assim tão diferentes como se proclamam, se nem nesta pequenas/grandes coisas se diferenciam?

    Obrigado a todos os que contribuiram para esta discussão. Mesmo os que, perdendo as estribeiras, se sabem sem razão e, por isso, se excedem na linguagem. É o assumir de que não têm argumentos senão os do insulto.

    CJ

    ResponderEliminar
  10. @11:03
    E o facto de ter apoiado Cavaco, Freitas do Amaral ou Soares (ou outros que não me lembro) deu-lhe sarna e impede-o de apoiar outros em outras eleições (ainda por cima eleições locais)?

    Afinal, para o BE, parece que só os Pê-esses têm direito a fazer a merda que entendem, a andar aliados efectivamente à direita, a ter até militantes e apoiantes que foram conhecidos activistas do partido fascista, e raramente se ouve uma criticazinha que seja…

    Porque será?

    ResponderEliminar
  11. @11:34
    Pois foi pena que o "amigo" CJ nunca se tivesse mostrado preocupado quando o senhor Dr. Ernesto apareceu abraçado às Lili's e aos Carlos Castros deste triste país.

    E, sobretudo, não me lembro de ter lido uma única observação do CJ quando surgiram os JAIMES ANTUNES pespegados em panfletos e cartazes do PS/Évora. E, ao que se sabe, esse senhor representa (ou representava) interesses obscuros que nada têm a ver com Évora. Ao que sabe, são interesses personificados numa senhora que representa interesses de um outro país, que em tempo foi colónia de Portugal.

    Mas, para o CJ, há sempre dois pesos e duas medidas: quando é feito pelo PS, impõe-se o seu espírito pacato e tolerante. Quando é o PC/CDU aproveita para insinuar e destilar o fel que lhe vai na alma…

    ResponderEliminar
  12. 11, 38

    Claro que não é esse o maior problema. O problema são os métodos de "compra", de sedução e apelo ao voto em que a esquerda e a direita já não se distinguem. As ideias já de pouco valem. O que vale é a embalagem. E quando se acusa os outros de promiscuidade entre a política e o futebol - o que é isto senão, exactamente, isso mesmo?

    ResponderEliminar
  13. CONVERSAS de Merda........quando está em curso uma politica de TERROR e REPRESSAO contra a função publica.

    ResponderEliminar
  14. Clima de Terror na UNIVERSIDADE,CME,Segurança Social......

    ResponderEliminar
  15. Coitado do Eusébio

    http://youtu.be/UQ1eGjioLyk

    Está um palhaço em Belém e depois temos os palhacitos a saltar de Camara em Camara na melhor tradição do PCP/PSD.

    ResponderEliminar
  16. 11:51

    Não seja mentiroso. Alguma vez viu neste blogue ou noutro lado qualquer que eu tenha feito alguma defesa que seja do encontro Ernesto/Caneças/Carlos Castro? Nem me lembro de que em tempo eleitoral se tenham feito fotografar em conjunto - mas pode ter acontecido. Claro que essa atitude, se a houve, é identica a esta - porque é que tenta tapar o sol com a peneira, misturando alhos com bugalhos? Não gostou de que José Ernesto se trivesse fotografado ao lado de Lili Caneças e de Carlos Castro para fins eleitorais e gosta que Vitor Proença se fotografe ao lado de Eusébio? Não gostou que Sócrates se fotografasse ao lado de Figo e gosta que o candidato da CDU a Alcácer se promova ao lado de Eusébio? Está no seu direito e era exactamente essa dualidade de critérios que eu quis destacar. E você é a prova viva e documentada de que eu tinha razão...Se você não existisse e não comentasse este post como o fez ainda poderia pôr-se em dúvida se eu não estaria a exagerar e que, afinal, os partidos nos seus hábitos e métodos talvez não fossem, de facto, todos iguais. Mas não: você veio comprovar, como numa aula prática, que tudo o que eu disse era mesmo assim. Na nossa casa fica bem o que criticámos na casa do vizinho porque o único que interessa é caçar o maior número de votos possíveis, independentemente dos meios usados...
    Prometo não voltar a intervir. Para mim este debate já está feito.

    CJ

    ResponderEliminar
  17. CJ
    O debate não está feito nem nunca estará. O facto de se afirmar que os partidos não são todos iguais, não implica que não haja ideias, práticas, atitudes, pessoas, adequadas e inadequadas em todos os partidos.
    Não somos de facto todos iguais, o que não implica que todos os bons estejam num lado e todos os maus noutro. Assim, comparar procedimentos eleitorais deste tipo é tão inútil e inconsequente como dizer que todos os partidos afixam cartazes que custam dinheiro, distribuem papeis que servem para ir directamente para o lixo, etc.
    A pergunta é: o que é que distingue os partidos entre si? São principalmente as práticas de convite ao voto? Certamente que não. Continuo a pensar que são os programas de ideias e opções que cada um defende.
    O problema é que nesta azáfama de comunicar "o mais possível", e "o mais fácil possível" esquecemos as ideias e as opções e preferimos a comentar a cor da camisola que cada um leva vestida (deverá ser um pouco mais vermelha , mais ténue, ou mesmo de outra cor que despiste?)

    Resumindo, CJ, o facto de uma candidatura autárquica anunciar o apoio de quem quer que seja (Lili Caneças, Eusébio, ou Eduardo Lourenço) não garante nem diferença nem igualdade em relação a outros partidos. Porque todos têm apoiantes dos muitos tipos.
    A discussão é pois bem oportuna.

    ResponderEliminar
  18. @12:09
    Não treleia o que está escrito.
    O que me incomoda é o CJ denunciar com vemência certos casos e não ver (ou fingir que não vê) outros casos iguais ou ainda piores!

    E, como só o vejo muito atento aos coaso do PCP, e raramente denunciando os casos do PS e tantos que têm havida aqui pela cidade, tirei as minhas conclusões.

    ResponderEliminar
  19. @12:57
    Há coisas que distinguem os partidos, mas parece não haver muita vontade de olhar para essas diferenças.

    E, desde logo, há um aspecto fulcral: o comportamento de cada partido face à CORRUPÇÃO que grassa na administração pública!

    Infelizmente sobre isso parece não haver muita vontade de falar, nem de destrinçar o que têm sido as práticas dos diversos partidos.

    Preferem entreter-se com ‘fait-divers’, como este do Eusébio.

    ResponderEliminar
  20. Negócio do selo Branco!
    Complexo desportivo da Silveirinha!
    Negociata da venda do PIC (ao testa de ferro Jaime Antunes)!
    Negociata dos Centros Comerciais!
    Negociata do Parque de Feiras!
    Negociatas dos alugueres de Pavilhões no Parque Industrial!

    E, tantos outros casos que haveria para falar…
    E que distinguem os Partidos…

    ResponderEliminar
  21. Não convém falar em CORRUPÇÃO, porque isso pode ferir susceptibilidades.
    Sobretudo quando há um polvo imenso (com tentáculos espalhados por todo o lado, incluindo em certos Partidos e organizações secretas) a viver à custa disso...

    ResponderEliminar
  22. Há mais razões para criticar o PCP por coisas destas. Os outros todos não reclamam nenhum tipo de superioridade moral, mas os comunistas sim, aliás a "superioridade moral" dos comunistas é o reflexo da pretensa por direito ou por adopção à classe operária.

    ResponderEliminar
  23. Quando lhe convém, o CJ é incapaz de distinguir entre:
    - obter o apoio eleitoral do honrado Eusébio, por convicção, e de graça para a câmara,
    e
    - pagar o apoio eleitoral dos obscenos Lili e Castro, à custa do município.

    Qualquer pretexto nojento lhe serve para provocar, atirar pedras, e caluniar o PC.
    Defeito visceral?
    Trauma da adolescência?
    Prejuízo familiar ou pessoal?

    Recomenda-se a leitura atenta do Código Deontológico do Jornalista, nomeadamente:
    1
    O jornalista deve relatar os factos com rigor e exactidão e interpretá-los com rigor.
    8
    O jornalista deve rejeitar o tratamento discriminatório das pessoas em função da cor, raça, credos, nacionalidade ou sexo.
    10
    ... O jornalista não deve valer-se da sua condição profissional para noticiar assuntos em que tenha interesse.
    e considerando que
    5
    ... O jornalista deve recusar actos que violentem a sua consciência.
    conclui-se que o CJ, ou não tem consciência, ou tem gosta de se violentar.

    ResponderEliminar
  24. @13:59
    Isso é conversa de encher para camuflar a corrupção e proteger os corruptos que levaram este país ao charco!

    Em vez de falar de coisas sérias e apontar os verdadeiros culpados da bancarrota para onde o país caminha a passos largos, é bom entreter a populaça com 'fait divers' e outras questiúnculas, como a pretensa superioridade moral (*)

    (*) denunciar a CORRUPÇÃO instalada, ou desmascarar as organizações secretas que, como um polvo, tudo controlam, incluindo certos partidos que há 30 anos se alternam no roubo da pátria, isso tá quieto!
    No fundo é conversa que só serve para paralisar e manter o actual estado de coisas...

    ResponderEliminar
  25. O senhor CJ tem uma visão muito selectiva.
    E, além disso, fica sempre bem mandar umas bocas contra o PCP. É moderno e mostra finesse...
    Ao contrário, criticar o PS e apontar-lhe as nódoas, é arcaico, incomoda o Polvo e gera muitos anticorpos…
    E a vida não tá p’ra isso…

    ResponderEliminar
  26. António Gomes29 maio, 2013 16:39

    Agora o PC, aceita um Eusébio, já caquético, que sempre esteve ao lado do palhaço Cavaco, só para ganhar,uns votozinhos. Ou o victor Proença, tem as qualidades e consegue, convencer o eleitoral, com o seu programa para Alcácer, pois caso, assim, não seja, nem o santo Eusébio, o salva.
    Como dizia alguém, atrás, o PC que sempre se arrogou da sua superioridade moral, desce, assim, tão baixo?
    Não me admira, que ainda, vejamos o Eusébio, apoiar uma candidatura, do PS, PSD ou CDS, algures, numa autarquia deste país.
    Depois o que dirá o PC?

    ResponderEliminar
  27. Não tenho procuração para defender o CJ mas se ele desse um título a uma crónica de alguém do PC como ontem fez com a crónica da vereadora do PS na Câmara de Évora, Cláudia Pereira, "A modos que autocrítica? Esta senhora tem responsabilidades no espaço público" o que não seria, aqui d'el rei... O pessoal do PCP acha que está imune a qualquer crítica. A verdade que eu tenho visto é que neste blogue (até em demasia) bate-se à esquerda e à direita. Não é por falta de varapau nas costas que alguém se pode rir do parceiro ao lado.

    farto-me de rir com isto

    ResponderEliminar
  28. já agora e no seguimento:

    curioso é um anónimo vir para aqui, anónimamente, exigir o cumprimento do código deontológico dos jornalistas, não é verdade ó anónimo das 14/35?

    farto-me de rir com isto

    ResponderEliminar
  29. O Eusébio está no direito de apoiar quem quiser.
    A candidatura está no direito de aceitar os apoios que entender.
    O CJ está no direito de comentar, de achar ridículo, de entender que o apoio do Eusébio é inconsequente e a aceitação desse apoio contra producente.
    O que o CJ faz profissionalmente, é julgado, analisado e a bem da verdade, (e por diversas vezes, mto justamente) premiado.
    Pretender que um Blogue seja um local de trabalho, e um blogger jornalista, é confundir a beira da estrada com a estrada da Beira...
    Qualquer dia veremos queixas na ordem dos médicos porque há dentistas a comer torrão de Alicante...
    Com franqueza!

    ResponderEliminar
  30. Portanto, quando o jornalista CJ tira o chapéu de jornalista, vão-se também os neurónios onde guarda os princípios éticos e deontológicos, e assim, armado com a pena do jornalista, fica livre para distorcer a realidade, e sistematicamente caluniar o querido ódio de estimação.

    Uma ética de tirar e pôr, como o chapéu.

    É baixo. É feio. É notório.

    ResponderEliminar
  31. 20.02
    Caluniou quem?
    o quê?
    de que forma?
    A fotografia é uma montagem?
    O apoio não aconteceu?
    Onde reside a calúnia?
    Não lhe agrada o post?
    Paciência!
    Explique lá qual a realidade que o CJ distorceu?
    Acha que noticiar o apoio de Eusébio é uma calúnia?
    Ou sentiu-se incomodado coma notícia?

    ResponderEliminar
  32. «O CJ está no direito de comentar, de achar ridículo...»

    E os comentadores estão no direito de achar a opinião do CJ selectiva, parcial e, muitas vezes, facciosa.

    E até fizeram o favor de lhe indicar vários situações e casos concretos, bem piores que o apoio do Eusébio à CDU. Situações onde, por mero acaso, o CJ nunca se sentiu incomodado nem teve necessidade de considera que esses apoios podiam ser "inconsequentes e a aceitação desses apoios contra producentes".

    Mas, enfim, cada um tirará as suas conclusões.

    ResponderEliminar
  33. Quando é que a comunalha apresenta queixa no ministério público a denunciar a negociata da Silveirinha?

    Será que têm tomates para dar a cara?

    ResponderEliminar
  34. @21:58
    Quando tu deixares de ser um xuxa cretino!

    (ou então quando tu souberes o nome do figurão do PS que beneficiou com a negociata...)

    ResponderEliminar
  35. Os comunas já andam de Eusébio ao colo, contratam a xungaria da TVI para as suas festas de domingo, é só promiscuidade entre a politica/o futebol/a construção civil. O que distingue estes comunas dos do CDS ou do PSD ou do PS? É tudo a mesma xungaria. Xungus, xungus, xungus.

    ResponderEliminar
  36. Só dois exemplos, devidamente comentados:

    Em 25/10/2011 esta estupidez:
    http://acincotons.blogspot.pt/2011/10/sera-atras-do-ouro-que-vem-pinto-de-sa.html
    como se as minas de Monfurado não fossem no concelho de Montemor, e do interesse do respectivo Presidente.

    Em 07/05/2013 esta idiotice:
    http://acincotons.blogspot.pt/2013/05/geriatria.html
    como se a idade dos candidatos fosse sinónimo de incompetência (não referindo a experiência e qualidade dos candidatos), e a juventude fosse a panaceia para todos os problemas.

    ResponderEliminar
  37. mais alguns.

    http://acincotons.blogspot.pt/2013/04/que-se-chama-isto-vindo-de-uma-camara.html
    a câmara de évora nunca respeitou qualquer protocolo com os agentes culturais.

    http://acincotons.blogspot.pt/2011/07/ao-cuidado-da-exma-vereadora-da-cultura.html
    uma carta à vereadora da cultura da Câmara de ÉVora.

    Sempre assinei o que escrevi. Nunca me escondi no anonimato, como é hábito dos seres rastejantes. Nada do que escrevo tem um destinatário: são apenas reflexões, olhares. Se alguns, rastejando no anonimato, preferem atacar o mensageiro que o façam. É mais um sinal de que cada vez percebem menos a floresta, tão fixados que estão na árvore. O tempo passou por eles e não perceberam que a história já está numa estação diferente e eles, sem se aperceberem, sairam no apeadeiro errado.

    Boa noite "amigo". Não se perca nessa "estação" deserta, onde já nem o comboio passa.

    CJ

    ResponderEliminar
  38. Fica sempre bem mandar umas bocas e soltar uns lugares comuns contra o PCP. Vai a favor da onda, é 'moderno' e mostra 'finesse'...
    Ao contrário, criticar a corrupção e o Polvo (que também se proclama actual e moderno, apesar de ser mais velho que o matusalém...) gera muitos anticorpos…
    E a vida não tá p’ra isso…

    ResponderEliminar
  39. @23:05
    Tanto trabalho para apresentar esses exemplos (*), não valia a pena.

    (*) a transcrição de uma 'Nota de Imprensa' da CME e uma 'carta' a uma personagem menor da CME.

    Ainda pensei que se tratasse de alguma crítica concreta aos apoios do Jaime Antunes (testa de ferro da senhora Santos), ou aos apoios da Lili Caneças e do Carlos Castro (pagos por todos nós).

    Mas isso tá quieto...

    ResponderEliminar
  40. No título, o jornalista atira lama a todos os partidos, e na foto atinge directamente o PCP/CDU.
    Sem apontar uma única razão substancial para a critica.
    O objectivo do post é colar os defeitos, indefinidos, dos outros partidos, ao PCP/CDU.
    Este post, título e fotografia, é um exemplo académico de como se manipula a informação, para caluniar e desinformar.
    É o jornalismo vendido e interesseiro, ao serviço da mentira e do engano.

    ResponderEliminar
  41. Coisa em que o autor parece ter-se tornado especialista: insinuar e enxovalhar, com base em preconceitos e lugares comuns, que considera inquestionáveis e, por isso, julga não haver necessidade de apresentar uma razão válida para se justificar.
    Felizmente que o mundo não é a preto e branco e as “verdades absolutas e inquestionáveis” são cada vez mais incertezas condicionais e passageiras.

    ResponderEliminar
  42. 9:04 e 9:48
    ó homem acalme-se. Você é o exemplo claro da mais pura ignorância: então não vê que foram os serviços do seu partido que enviaram a foto e o texto? Que o divulgaram? Que o quiseram amplificado? Santa paciência! Contratem novos assessores que os que vos aconselham já estão a ficar gastos.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.