terça-feira, 30 de abril de 2013

José Ernesto comunicou à Câmara e à Assembleia Municipal renúncia de mandato a partir de 1 de Maio


O presidente da Câmara Municipal de Évora, o socialista José Ernesto Oliveira, vai renunciar ao mandato por razões pessoais e de saúde, com efeitos a partir de 01 de maio, revelou hoje o próprio à agência Lusa.
A apresentação da renúncia ao mandato foi o único ponto da ordem de trabalhos da reunião extraordinária de Câmara, realizada hoje, antes de uma sessão ordinária da Assembleia Municipal, esta noite, em que o autarca vai também dar conhecimento da sua decisão.
José Ernesto Oliveira adiantou à Lusa que renuncia ao mandato por razões de ordem pessoal e de saúde a partir de 01 de maio.
O cargo de presidente da Câmara de Évora será assumido pelo atual vice-presidente, Manuel Melgão.
José Ernesto Oliveira, que divulga publicamente a renúncia em conferência de imprensa, marcada para terça-feira de manhã, está a cumprir o terceiro e último mandato à frente da Câmara de Évora, um antigo bastião comunista. (LUSA)

12 comentários:

  1. Vais tarde, incompetente!

    ResponderEliminar
  2. Correcção:
    Em vez de
    "Antigo bastião comunista"
    deveria escrever-se
    "Actual bastião de incompetentes e gatunos"
    e
    "Actual coutada do bloco central"
    ---
    Adeus ó vai-te embora.
    Já vais atrasado.
    Vai roubar prá tua rua!

    ResponderEliminar
  3. António Gomes30 abril, 2013 11:22

    Ontem visitou-me um casal amigo de longa data que, visita Évora lá de anos a anos. São ambos algarvios e residem em Lisboa.
    Aproveitaram o feriado de 25 de Abril e mais uma vez rumaram ao Alentejo, sendo que Évora, cidade de sua eleição foi visitada. Matámos saudades e falámos de tudo, e como as palavras são como as cerejas, lá surgiu Évora.E para mim não foi espanto quando quando lhe ouvi: "O que fizeram a Évora que está num desleixo que, causa arrepios?"
    Como já disse muitas vezes, não sou de Évora, não vivo em Évora, mas vou lá quase todas as semanas, pelo que lhe respondi: "Toda a gente diz que a culpa é do executivo camarário presidido por Ernesto de Oliveira".

    ResponderEliminar
  4. José Ernesto e Melgão,levaram-nos para o desastre....80 MILHÔES de DIVIDAS.

    ResponderEliminar
  5. Vai levar décadas a recuperação de èvora,o estado de destruição é tamanho,dividas,negociatas,burocracia,desorganização,é elevado o preço a pagar pelos Eborenses pela Imconpetência,de josé ernesto e melgão e o seu projecto de "excelência" para o concelho,o partido socialista ARRUINOU Évora.

    ResponderEliminar
  6. Não esquecer Fernanda Ramos,Libório e Claudia,responsaveis deste Desastre.

    ResponderEliminar
  7. E Capoulas Santos.

    ResponderEliminar
  8. Sujidade,Desleixo,Negociata,Burocracia,autoritarismo....estas são as marcas da gestão de "excelência".

    ResponderEliminar
  9. INCOMPETÊNCIA.....DESLEIXO.......NEGOCIATAS......COMPADRIO........

    ResponderEliminar
  10. onde param as vozes - com MONARCA PINHEIRO à cabeça, que tanto vilipendiaram, de maneira ignominiosa, na área do insulto pessoal, a gestão CDU?

    Satisfeitos agora?

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.