domingo, 3 de março de 2013

Partidos? Somos Todos Cidadãos!



Ontem estive em Lisboa.
A intenção era simples, participar na Manifestação, juntar-me às centenas de milhar de pessoas que como eu, estão fartas deste descaminho absurdo que nos condena à miséria. Depressa entendi no entanto que não era isso que se estava a passar, que não se tratava de um simples protesto. Ao contrário de muitas outras manifestações em que participei, nesta, apesar de algumas palavras de ordem, de uns quantos bombos aqui e ali, havia um silêncio introspectivo, como se os participantes se tivessem juntado para meditar em conjunto, na vida que todos levamos, no desespero, na falta de esperança que nos assalta. Todos de rosto fechado, sombrio, todos ou quase, contemplando a sua ausência de futuro, todos a viverem o momento que antecede o salto da revolta. Na rua do Ouro, de tempos a tempos entoava-se a Grândola e a Rua do Ouro cheia ecoava esse grito de liberdade, depois umas palavras de ordem que rapidamente surgiam e de novo se esfumavam no silêncio soturno das gentes. No Terreiro do Paço, um palco, com gente em cima, a falar, a tentar puxar pelo entusiasmo, números avançados, algumas palmas, algumas palavras de ordem mas, naquela praça cheia de gente, apenas um momento contava, era por ele que ali estávamos, então às dezoito e trinta, cantou-se a Grândola, e aí, toda a gente, novos e velhos, todos, cantamos com a alma na voz. depois alguém timidamente, começou a cantar o Hino Nacional e aos poucos todos se irmanaram.. Ontem não foi uma manifestação! Foi o primeiro dia do resto das nossas vidas...

7 comentários:

  1. Outros tempos outras vontades , e agora ?

    Hoje dia 03/03/2013 , o que mudou desde ontem ?

    NADA !!!

    Vão papar com eles até 2015 caso não apareça um louco qualquer em fase terminal e estoire a bomba , mesmo assim eles tem duplos .


    Abram os olhos e aparem as pestanas , depois de tudo e desde o ano 2000 que a história marca gente fraca , uns o pantano outro a país de tanga , a seguir um não eleito pelo povo e depois dois eleitos pelo povo , e ??

    São sempre os mesmos !!!

    talvez pela história já feita , Seguro é eleito um dia , mas a comitiva dele é igual a 99% a de Sòcrates , será que depois só 1 % muda algo na continuidade de um partido ?

    ... votem sempre nos mesmos !

    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar
  2. Que se lixe "que se lixe a troika".

    Ir para a rua a toque do PCP e dos bloquistas neocomunista?
    Ah mas jamé. Jamé!

    ResponderEliminar
  3. Olha este sabe falar francês. Também tocas piano?

    ResponderEliminar
  4. Estamos FARTOS:TRONCHOS;FERNANDAS,SERRANOS;DIAMANTINOS,Zorrinhos,Raimundos,Capoulas..........

    ResponderEliminar
  5. Raimundos,Capoulas....

    ResponderEliminar
  6. A TRALHA velha está na Hora de ir embora.

    ResponderEliminar
  7. ESGOTARAM na politica.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.