terça-feira, 5 de março de 2013

O que escrevem os outros: "ainda sobre o «Municipalismo mercenário»"


Já que as eleições autárquicas e os eventuais candidatos parecem estar a mobilizar as atenções de muitos visitantes e leitores do acincotons, deixamos aqui ligação a um post de Joaquim Palminha da Silva, publicado num blogue aqui mesmo ao lado. É mais uma peça para o debate. Um excerto:

"Nas últimas eleições, o PCP-CDU apresentou como candidato à Câmara Municipal um seu militante licenciado em Direito. Perdeu então as eleições, perdão, o PCP nunca perde (!). Todavia, conseguiu a eleição do militante como Vereador. Durante todo este tempo o cidadão desdobrou-se quase diariamente a praticar com zelo e método uma oposição responsável (de acordo com o que suponho ser hábito do PCP), estudando as questões e apresentando às vezes alternativas mais ou menos fiáveis, manteve uma crónica na rádio local e uma outra crónica neste mesmo espaço… Enfim, parece-me a mim, e naturalmente a outros cidadãos, que ele trabalhou com dedicação e seriedade. Todavia, a direcção local do PCP retirou-lhe a candidatura. Retirou-lhe tal e não deu explicação alguma ao eleitorado, aos cidadãos eborenses. Devia dar? – Claro que devia! Tal decisão deixou de ser uma questão interna do PCP!- Precisamos de saber porque foi “castigado” esse ex-candidato. Precisamos de saber que “profissionalismo” especial de “autarca” tem o ex-presidente de Montemor-o-Novo para, assim, sem mais nem menos vir parar a Évora". (Ler todo o post).

74 comentários:

  1. Em 6 anos duplicámos a nossa dívida
    Se estamos em receção, como vamos pagar só os juros usurários.
    Convêm não esquecer que foi a comissão europeia(durão barroso)de premeio que mandou fazer grandes investimentos públicos e apoios á banca.
    Estamos no limiar de horror, como lembrava a Prof Hélia Correia, á bem pouco tempo na UE.
    Todos os digirentes europeus sabem que vão bater na parede, mas pressistem no erro.
    A linha vermelha está prestes a ser ultrapassa e o caos social vem aí.
    Passos Coelho vai ser o grande obreiro do que Socrates começou a implosão social e está a meses com este corta corta de o conseguir.
    Até os militantes destacados do PSD, se insurgem

    ResponderEliminar
  2. CAPOULAS e SERRANO,nunca se interessaram por Èvora,a ambição foi MAIS ALTA,Governantes,Parlamento Europeu ou GESTORES,por isso este jogo entre CAPOULAS e SERRANO,com a Benção de SEGURO,mostra bem a FALTA de AMOR a ÈVORA,estes Senhores QUEREM é PODER.

    ResponderEliminar
  3. O Deputado de Santarem ,quer ir para o Parlamento Europeu,se candidatar a Èvora, é para cumprir poucos meses de MANDATO.

    ResponderEliminar
  4. CAPOULAS e SERRANO NUNCA denunciaram a tragédia na Autarquia,nem um minuto a falar sobre ÈVORA.

    ResponderEliminar
  5. Quero lá saber dos palminhas e quejandos. O que eles querem sabemos nós bem. É mais do mesmo, só que desta vez talvez se lixem. Daí o nervosismo.

    ResponderEliminar
  6. SEGURO já BASTA de MERDA.

    ResponderEliminar
  7. Já estou baralhado!
    Afinal o Mais Évora não tem sido sempre conotado com o PCP?
    Realmente nos últimos tempos verifica-se que o manoelinho já não é o mesmo, paz à sua alma…
    Este sr Palminha, seguidor obediente de José Ernesto até este correr com ele, conseguiu encontrar abrigo nesse blog, com um estatuto permanente de editorialista oficioso e veja-se bem, com caixa de comentários fechada, sem direito ao contraditório.
    Basta ler este artigo para verificarmos que ainda a procissão não saiu da igreja e já vêm os arautos, não sei bem de quem, mas desconfio, virem em defesa dos chorosos enjeitados.
    Isto é o que eu penso, mas como estou realmente baralhado…

    ResponderEliminar
  8. É a realidade do actual pcp que se desmoronou no que era implacável não tolerar ou participar em jogos sucedeu com Andrade Santos e o mesmo bateu com a porta,vamos ver como Eduardo descalça a bota!?

    ResponderEliminar
  9. Do artigo retive uma confissão de Palminha:
    «já fui ludibriado uma vez com o candidato do PS»…
    Esperemos que um dia nos revele de que forma foi ludibriado, ou se deixou ludibriar.

    É que não era preciso muita inteligência para se perceber que o candidato apoiado pelo PS era verdadeiro aldrabão. Bastava ler o programa com que se apresentou às eleições ou ouvir uma ou duas entrevistas.

    ResponderEliminar
  10. Diz o Dr Palminha que não conhece o Dr Pinto de Sá.
    Porque não convidam o Dr. Palminha para visitar Montemor-o-Novo, aqui mesmo ao lado, e conhecer a obra do Dr. Pinto de Sá?
    Ou será que ao Dr. Palminha não lhe convém conhecer, ou finge não conhecer, para poder dizer mal do PCP mais à vontade?

    E escreve ignorante, invocando altos princípios, sem apresentar um único facto, sem dar o mínimo benefício de dúvida, acusando o PCP de formalismos, alegadamente sem ética, ou por ter o PCP corrigido a mão quando ainda é tempo e é lícito. Como se não fosse responsabilidade inalienável do PCP escolher os seus candidatos, mesmo que contra a opinião do comentador Palminha ou de seja quem for.

    Porque não se insurge o Dr Palminha contra as escolhas do PS, Sócrates e Seguro, manifestamente corruptos, aldrabões, e incompetentes. Contra o Relvas, o Passos, o Catroga, o Cavaco, ... toda uma plêiade de gatunos, dedicados ao roubo do país. Contra a parelha Ernesto/Dieb, que afundaram o concelho em dívida, sem proveito, e alienaram o bem comum, e roubaram o futuro de Évora.

    Que tem o Dr Palminha contra o candidato Pinto de Sá?
    Será porque o Dr. Pinto de Sá é comunista, é honesto, é competente, e tem muitas e boas provas dadas?

    ResponderEliminar
  11. (@14:45 14:38)
    Os secretários
    Tão engraçados
    Escrevem comentários
    Com mil cuidados…

    Fazem a festa, atiram os foguetes e apanham a s canas...
    Ou seja: inventam uma realidade que só existe na sua cabeça, não conseguem raciocinar sem rótulos (sem rótulos, um secretários é com cego sem bengala), e quando ela se revela diferente daquilo que propagandearam, ai Jesus que a realidade está errada.
    Mas não admira. Foi assim, que levaram a câmara à falência e o concelho á estagnação...

    Pobre cidade, com tais secretários!

    ResponderEliminar
  12. OS MONSTROS DE PORTUGAL !

    AI SE PASSOS COELHO FOSSE HONESTO !

    SE Passos Coelho começasse por congelar as contas dos bandidos do seu partido que afundaram o país, era hoje um primeiro ministro que veio para ficar.

    Se Passos Coelho congelasse as contas dos offshore de Sócrates que apenas se conhecem 380 milhões de euros ( falta o resto) era hoje considerado um homem de bem.

    Se Passos Coelho tivesse despedido no primeiro dia da descoberta das falsas habilitações o seu amigo Relvas, era hoje um homem respeitado.

    Se Passos Coelho começasse por tributar os grandes rendimentos dos tubarões, em vez de começar pela classe média baixa, hoje toda a gente lhe fazia um vénia ao passar.

    Se Passos Coelho cumprisse o que prometeu, ou pelo menos tivesse explicado aos portugueses porque não o fez, era hoje um Homem com H grande.

    Se Passos Coelho, tirasse os subsídios aos políticos quando os roubou aos reformados, era hoje um homem de bem. Se Passos Coelho tivesse avançado com o processo de Camarate, era hoje um verdadeiro Patriota.

    Se Passos coelho reduzisse para valores decimais as fundações e os observatórios, era hoje um homem de palavra. Se Passos Coelho avançasse com uma Lei anti- corrupção de verdade doa a quem doer, com os tribunais a trabalharem nela dia e noite, era já hoje venerado como um Santo.

    ...etc etc etc.

    MAS NÃO !!!!
    PASSOS COELHO É HOJE VISTO COMO UM MENTIROSO, UM ALDRABÃO, UM YES MAN AO SERVIÇO DAS GRANDES EMPRESAS, DA SRª MERKEL, DE DURÃO BARROSO, DE CAVACO SILVA,MANIPULADO A TORTO E A DIREITO PELO MAIOR VIGARISTA DA HISTÓRIA DAS FALSAS HABILITAÇÕES MIGUEL RELVAS, E UM ROBOT DO ROBOT SEM ALMA E CORAÇÃO, VITOR GASPAR.

    ResponderEliminar
  13. Confissão de Palminha:
    «já fui ludibriado uma vez com o candidato do PS»…

    Comentário de anónimo (14:38):
    «Este sr Palminha, seguidor obediente de José Ernesto até este correr com ele...»

    Ora aqui estão duas afirmações que eu gostava de ver esclarecidas.
    Como ludibriou e quem “correu” com quem e porque “correu”?

    É que ao fim de 12 anos de mentiras e trapaças, só consigo ver uma autarquia falida, e ratos a saltar enquanto o barco se afunda...

    ResponderEliminar
  14. Uma coisa parece certa: a hipótese de candidatura de Pinto de Sá (+ Eduardo Luciano + ...) está a deixar as hostes socialistas á beira de um ataque nervos.

    Outra coisa parece muito provável: uma tal candidatura, a concretizar-se reúne boas condições para sair vencedora (e daí o nervosismo!).

    ResponderEliminar
  15. Diz o Dr Palminha que não conhece o Dr Pinto de Sá. E acredito no que diz.

    Mas, pelos vistos, também não conhecia muito bem o Dr José Ernesto. E, mesmo assim, não hesitou em apoiá-lo. Alguma coisa o levou a tomar tal decisão (e não deve ter sido a cor dos olhos ou das gravatas…).
    E também não foi, de certeza, o PROGRAMA eleitoral, pois aquilo não passava de uma gigantesca aldrabice, sem credibilidade nem ponta por onde se pegasse.

    Ora aí está mais uma dúvida que vai ficar por esclarecer.

    ResponderEliminar
  16. «Enfim, parece-me a mim, e naturalmente a outros cidadãos, que ele trabalhou com dedicação e seriedade. Todavia, a direcção local do PCP retirou-lhe a candidatura. Retirou-lhe tal e não deu explicação alguma ao eleitorado, aos cidadãos eborenses. Devia dar? – Claro que devia!»

    Tal como o Dr. Palminha, também gostei do trabalho do Vereador Eduardo Luciano. Não forma como interveio e como tentou sempre dar conhecimento público das suas posições e intervenções. Mas daí não concluo que o PCP lhe tenha retirado apoio. Nem que não vá dar uma explicação ao eleitorado. Também considero que deve dar essa explicação. E acredito que a dará. Quando apresentar publicamente a lista de candidatos. E quem sabe se essa lista não incluirá o Dr. Eduardo Luciano?

    ResponderEliminar
  17. Eta Lamaçal.

    Como a comunalha gosta

    ResponderEliminar
  18. O que vale é que este cartaz deve servir para a campanha que aí vem. À boa maneira soviética em cima do Abilio Fernandes põem a fronha do Pinto Sá e anda que se faz tarde. A cassete é a mesma e, mais ou menos escurinho (como diria o Arménio Carlos), todos mijam para o mesmo lado. E o slogan torna-se verdadeiro: houve mudança na lista.

    ResponderEliminar
  19. 14,50 Portugal é um estado de direito democrático não é Cuba ou Coreia é uma grande diferença,todos da esquerda a direita tem contribuído para o estado deste pais o longo de 30 e tal anos,agora chegaram as facturas das dividas nos próximos 20 anos vão surgir muitos Passos que tem que pagar as contas.

    ResponderEliminar
  20. No estado de falência financeira e organizativa em que o PS vai deixar a CME, a participação de todos será sempre útil e desejável, independentemente do passado de cada um.
    O Dr. Palminha, obviamente, com o seu saber e experiência poderá ter uma importante participação nas suas áreas de conhecimento.
    O tempo é de unir esforços e vontades.
    Se isso não for feito, Évora dificilmente sairá do marasmo em que se encontra.

    ResponderEliminar
  21. Pinto de Sá abandonou a politica para se dedicar a professor de economia da UE não percebo como o colocam a candidato autarquia de Évora pela cdu.

    ResponderEliminar
  22. Para sair do marasmo, a câmara de Évora tem de deixar de ser feudo de interesses secretos e obscuros.
    O funcionamento e a tomada de decisões têm de voltar a ser aberta a todos os cidadãos e completamente transparente.
    Os munícipes têm de voltar a ter acesso à informação e à consulta dos documentos públicos.
    Os Planos Actividades anuais devem ser abertos e discutidos com os cidadãos interessados.
    Os cidadãos devem ser informados com regularidade e precisão onde a gasta a CME o dinheiro dos contribuintes.

    Ou seja:
    - Não precisamos de secretários que se limitam a fazer comunicados para nos enganarem!
    - Precisamos de novos gestores e um novo estilo de gestão: aberto, participado e transparente!

    Acredito que uma lista com Pinto de Sá e Eduardo Luciano, será capaz de implementar esse novo estilo de gestão.

    ResponderEliminar
  23. POBRE ÈVORA NAS MÂOS DA MAFIA DO BLOCO CENTRAL.

    ResponderEliminar
  24. Prestar contas com regularidade daquilo que se promete, deve ser a linha de demarcação com esta gestão demagógica e metirosa do PS!

    ResponderEliminar
  25. CAPOULAS E SERRANO não precisam MAIS da politica já encheram a pança com o CENTRÂO.

    ResponderEliminar
  26. Apelar e tudo fazer para que o eborenses (individualmente ou através das suas organizações) participem EFECTIVAMENTE na vida do município, é outra linha de demarcação da gestão enfeudada a certas organizações secretas e obscuras.

    ResponderEliminar
  27. Colocar o interesse público acima dos interesses particulares e de certos grupos que ninguém escrutina, é outra linha de demarcação sem a qual o coneclho de Évora não sairá do pântano em que o PS o colocou.

    ResponderEliminar
  28. A propósito, a que loja maçónica pertence o putativo candidato SERRANO?

    ResponderEliminar
  29. colocar os interesses ideológicos do partido acima da câmara, foi sempre o que o PCP fez.

    ResponderEliminar
  30. A que loja maçónica obedece o Ernesto?
    E o Capoulas?
    E o Zorrinho?
    E o Serrano?

    Afinal quem manda na CME?

    ResponderEliminar
  31. Quando o maçon que dirige a CME patrocinou a negociata da Silveirinha, a que superiores interesses obedeceu?

    Ao interesse público, ao interesse do Lusitano, ao seu próprio interese, ou ao interesse de outros maçons ligados à especulação imobiliaria?

    ResponderEliminar
  32. Os secretários andam nervosos.
    Já se sente o cheiro da mudança!

    ResponderEliminar
  33. "...Os Planos atividades anuais devem ser abertos e discutidos com os cidadãos interessados..."

    Palpita-me que as elites interessadas que determinada política seja seguida, levem o tempo a puxar o saco do poder num visível jogo de interesses.
    Não me cheira, a política exercida assim.

    De longe o maior problema deste país e da região é o desemprego e consequentemente a desertificação humana.
    Para combater este estado de coisas temos que apostar forte na industrialização, ora apoiando e segurando a industria que já existe na região, ora captando actividades complementares às existentes.
    Como? Desburocratizando drasticamente os processos de licenciamento, facilitação no acesso às infra-estruturas, acções de mediação com todos os interessados, sair para a rua e procurar parcerias e gente interessada em investir aqui.

    O que se quer das candidaturas além da honestidade e do sentido de responsabilidade, é pragmatismo e visão estratégica. E sabe-se que em matéria de atracção e facilitação ao investimento, quando se coloca a burocracia e a ideologia acima do pragmatismo, haverá sempre outro município no país de braços abertos para cativar os interessados

    ResponderEliminar
  34. "...Os Planos atividades anuais devem ser abertos e discutidos com os cidadãos interessados..."

    Palpita-me que as elites interessadas que determinada política seja seguida, levem o tempo a puxar o saco do poder num visível jogo de interesses.
    Não me cheira, a política exercida assim. (...)

    Se calahar é melhor fazer isso em reuniões SECRETAS, não é?

    ResponderEliminar
  35. @17:32

    Pois, isso é uma coisa que só as elites interessadas no poder podem responder.

    Até um smples jantar em casa de camaradas pode resolver muita borucracia.

    Tudo é muito relativo.

    ResponderEliminar
  36. O Partido Socialista não é solução para Èvora,é a CAUSA do problema,ser o Capoulas o Bravo ou o Serrano,pouco importa,o que se passou nos ultimos 12 anos foi MAU ,para ser a mesma força politica a governar o concelho,TODOS os casos seriam ABAFADOS.

    ResponderEliminar
  37. @ 17:32

    Pois, isso é uma coisa que só as elites interessadas no poder podem responder.

    Até um simples jantar em casa de camaradas pode resolver muita burocracia.

    Tudo é muito relativo.

    ResponderEliminar
  38. «E sabe-se que em matéria de atracção e facilitação ao investimento, quando se coloca a burocracia e a ideologia acima do pragmatismo, haverá sempre outro município no país de braços abertos para cativar os interessados...»

    SABE-SE MUITA COISA. E ATÉ SE SABE QUE A ASNEIRA É LIVRE e a INSINUAÇÃO não paga imposto.
    O amigo Rui gosta muito de dizer “coisas”… Infelizmente tem a cabecita cheia de ideias pré-fabricadas que lhe toldam a ideias e o raciocínio. Felizmente a realidade não condiz com o preconceito. E ainda bem.

    E não me vou alongar, mas se quiser afinar um pouco os seus "preconceitos" recomendo-lhe que analise e estude os investimentos que foram feitos no (ou atraídos) pelo concelho de Évora nas últimas duas décadas...

    ResponderEliminar
  39. Quando o maçon que dirige a CME patrocinou as várias negociatas e falcatruas da “Cerca Três”, a que superiores interesses obedeceu?

    Ao interesse público, ao interesse da especulação imobiliária, ao interesse da esposa, ou ao seu próprio interesse?

    ResponderEliminar
  40. Quando o maçon que dirige a CME patrocinou a negociata da Praça de Touros a que superiores interesses obedeceu?

    Ao interesse público, ao interesse das touradas, ao seu próprio interesse, ou ao interesse dos proprietários de um edifício arruinado?

    ResponderEliminar
  41. O RuiF ainda é daqueles inocentes que acreditam que os investimentos se fazem ou deixam de fazer devido à burocracia e à ideologia?

    Então explique-nos lá, porque é que Évora está a regredir, a perder empresas e a ver o desemprego a crescer como nunca se viu?

    ResponderEliminar
  42. Durante 12 anos o partido socialista geriu os destinos do concelho, com os resultados conhecidos de todos, uma IMENSA DIVIDA, e sem qualquer Obra de interesse para a Cidade, contam-se pelos dedos da mão as iniciativas, ÈVORA MODA, FESTA do PERFUME e Requalificação da Praça de Touros, o resto foi acabar Obras em curso que vinham de 2001 ou já programadas pela anterior gestão. Capoulas, Bravo ou Serrano não são solução, porque não pode passar pelo PS a resolução dos Graves Problemas que o mesmo PS ao longo deste tempo não soube resolver........
    Évora precisa de outros ROSTOS, que com CORAGEM resolvam Problemas e ponham FIM ao regabofe instalado na Autarquia.

    ResponderEliminar
  43. A partir de agora só falo em debate público e na presença de todos as candidaturas em estado palpável ;)

    Felizmente sou daqueles que pensa com os próprios miolos e sei exatamente o que quero e o que não quero.
    Além disso, sei o que cada partido propõe de uma maneira geral - neste caso em Évora, ao que parece há apenas partidos a concorrer - em matéria de economia, investimento, etc.

    Não quero é ferir susceptibilidades e não me referi em ninguém em especial e muito menos ao PCP.
    Parece é que anda gente demasiado nervosa; só não sei se é por medo de voltarem a perder, se é por medo de perder desta vez.

    ResponderEliminar
  44. caso o Pinto de Sá (cuja obra eu admiro) venha para a candidatura em Évora, o PCP (aqui) será apenas mais um igual aos outros...

    ResponderEliminar
  45. obra do Pinto de SÁ?

    ResponderEliminar
  46. Capoulas,Bravo ou Serrano será mais do mesmo,foram APOIANTES do Desastre dos ultimos 12 anos,80 MILHÕES de DIVIDAS,a autarquia no CAOS,FALTA de Materiais,ruas ESBURACADAS e SUJAS,uma CIDADE parada e sem Vida,ATENTADOS ao PATRIMÒNIO,limitaram-se a concluir obras em curso ou programadas,NADA fizeram,tirando o ÈVORA MODA;FESTA DO PERFUME e a requalificação da praça de touros,POR FAVOR chega de PS na cãmara de Èvora.

    ResponderEliminar
  47. "Votai Sá Pinto o fora da Lei"

    ResponderEliminar
  48. Fora-da-lei são as negociatas com os amigalhaços que levaram a CME à falência.

    ResponderEliminar
  49. @18:06
    Já sabia que não eras bem acabado da tola. Mas ainda és mais parvo do que eu pensava.

    Isso de estar a meio da ponte, a caminho do PS, tolda-te o espírito... e não te deixa ver aquilo que é evidente: a falência da CME e a pouca probabilidade dos responsáveis por essa gestão ruinosa voltarem a enganar os eborenses.

    ResponderEliminar
  50. Estamos FARTOS destes politicos,já foram Administradores de Hospitais,ministros,deputados,Gestores........Hoje estão RICOS,vivem em grandes mansões,quintas,carros topo de gama,BASTA.........ÈVORA está FARTA desta gente.

    ResponderEliminar
  51. @19.34

    Já me tinhas dito.

    lol

    ResponderEliminar
  52. Pinto de Sá e Luciano fazem a dupla perfeita.
    O de Sá tenta ganhar, se perder desaparece para acabar o curso de Professor.
    Se ganhar fica uns tempos até dizer que está arrumado e o Luciano fica na corda bamba o resto da vida.
    Entretanto não sabem o que fazer à Jesuina.

    ResponderEliminar
  53. A Jesuína?

    Arranjam-lhe um lugar qualquer em Vendas Novas, Arraiolos ou Mora

    ResponderEliminar
  54. Os secretários
    Tão engraçados
    Escrevem comentários
    Com mil cuidados…

    ResponderEliminar
  55. Uma coisa é incontestável: o PS levou o país à bancarrota e a CME para lá caminha.
    São uns artistas das falências.

    ResponderEliminar
  56. Já agora uma perguntinha: o que é que fazem ao esqueleto do ti Abílio. Fica no armário ou ainda vai para a Assembleia Municipal rejuvenescer o partido?

    ResponderEliminar
  57. O Abílio?

    Vai-se candidatar a qualquer coisa, para depois desistir e entrar um camarada qualquer aprendiz para a vida da luta.

    ResponderEliminar
  58. Os secretários andam nervosos e com o rabinho muiiiiiiiiito apertado.
    Já não cabe nem um feijanito!

    ResponderEliminar
  59. Palpita-me que o RuiMF está em trânsito para o PS, seguindo o caminho do camarada Daniel Oliveira.

    ResponderEliminar
  60. @22:50
    Entrei depois e saí antes do Daniel Oliveira.

    Estou com os 8 pés fora da política partidária e sinto-me muito bem assim. Os partidos do centro-esquerda, tal como existem não me satisfazem e nem merecem o meu esforço por eles.

    Mas isto não invalida que não possa dar o meu contributo na medida das minhas possibilidades a candidaturas autárquicas ou projectos politicos de outro âmbito.
    Por exemplo, dei o meu contributo pela ultima candidatura do Manuel Alegre e voltaria a da-lo novamente.
    O meu trânsito será sempre de acordo com a minha consciência e convicção e nunca por solidariedade partidária.

    ResponderEliminar
  61. Os sectários andam nervosos!
    Andam pois.

    ResponderEliminar
  62. Os sec(re)tários andam nervosos!
    Andam pois.

    Assim é que está bem.

    ResponderEliminar
  63. O Dadinho nem se importava de garantir um lugar para servir café nas reuniões do comité central.

    Tal como o Sá Pinto, as sobras fora da lei. Até a cara Estalinista dele mete ânsias.
    Quase apostava que vai ficar abaixo da votação do sacristão Dadinho nas ultimas autárquicas.

    ResponderEliminar
  64. ...os Talibans da JS estão borrados de medo! Vá rapazes, toca a criar heterónimos e a inventar depoimentos!
    O Pinto de Sá, blá, blá, blá.

    ResponderEliminar
  65. Quem é o Pinto de Sá, que desiste de Montemor para dar lugar a um camarada que não foi eleito?

    O tipo conhece Évora?
    Que Eborenses o conhecem?

    ResponderEliminar
  66. "desiste de Montemor para dar lugar a um camarada que não foi eleito".
    Explica lá isso melhor. Tanto quanto sei,o Pinto de Sá foi substituido pelo vice presidente que, naturalmente, foi eleito nas mesmas eleições que ele. Ai essa cabecinha...

    ResponderEliminar
  67. Na ânsia de inventar argumentos, os secretários talibans nem as pensam. Não percebem, os tristes, que o único argumento que importa aos eborenses é o de saber quem reúne melhores condições para tirar a CME do marasmo em que se encontra.

    Não percebem que, com argumentos estapafúrdios, só dão razão àqueles que lhes apontam o nervosismo e o receio de perderem o tachito...

    Não percebem que, com argumentos desses, a sensação de nervosismo começa a aproximar-se de sensação de desespero.

    ResponderEliminar
  68. O partido comunista lança os foguetes, apanha as canas, faz a festa e executa o bluf. Boa máquina propagandistica sem dúvida. As testemunhas de Jeová ficam a anos-luz.

    Os eborenses irão querer candidatos que a lei obriga a não candidatarem-se, mas que por conveniência do partido no poder, fecha-se os olhos? Que tem o tribunal constitucional a dizer em relação a isto? Partidos como o CDS ou o Bloco de Esquerda conseguirão em conjunto lutar na justiça contra este atropelo?

    A situação do candidato de Montemor por Évora foi premeditada.
    O partido sugere a desistencia do cargo a meio do mandato, para dar lugar a uma figura de segundo plano, que ascende assim sem ter sido submetida a votação como 1ª escolha. Haverá maneira mais expedida de favorecer a carreira política de alguém desconhecido?
    Nesta situação, a lei deveria obrigar a eleições antecipadas ou caso não houvesse tempo, o governo nomearia uma pessoa temporária.

    A ditadura da maioria absoluta como a de Montemor dá nestas coisas. Os candidatos podem andar a brincar ao "pula pula" e ao "salta pocinhas" com o abenegado eleitorado.

    ResponderEliminar
  69. Sociais-facistas em Evora, NUNCA MAIS!
    Vão para a Coreia do Norte camaradas, em Evora NUNCA MAIS terao poder.

    ResponderEliminar
  70. O secretário cretino teve mais um almoço bem regado.
    Aproveita agora porque o tachito e a garrafita, à custa dos otários, está-se quase a acabar.

    ResponderEliminar
  71. Comunismo= Social fascismo

    ResponderEliminar
  72. secretário xuxa = cretino

    ResponderEliminar
  73. lolol

    Tudo secretário
    Cumunalha Paranóica

    lolol

    ResponderEliminar
  74. O Dr Pinto passou a perna aos Montemorenses...e apresenta-se em Évora!

    lolol

    Deve ser uma bela fisga deve.
    Mas já deu para ver a jogada do partido comunista. Caso ganhe, o Pinto desiste para o Dadinho, que conseguiria finalmente chegar ao trono sem ser submetido a nova derrota.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.