quinta-feira, 21 de março de 2013

E se não for no conselho de justiça pode sempre ser num centro de trabalho ao pé de si.

(clique para aumentar)
elias, o sem abrigo. A.Fernandes/JN

33 comentários:

  1. "Especialistas em direito autárquico e constitucional estranharam nesta quarta-feira a decisão do Tribunal Cível de Lisboa que impediu a candidatura de Fernando Seara ao município da capital, admitindo que a sentença seja revogada por uma instância superior."
    (...)
    "Contactado pela Lusa, o constitucionalista Paulo Otero, da Faculdade de Direito de Lisboa, escusou-se a tecer comentários a esta posição do tribunal cível, alegando ter realizado trabalhos sobre a matéria, mas considerou que “em princípio há erro na decisão”, justificando que, “à luz da lei, ele [Fernando Seara] tem o direito de se candidatar”.
    O especialista admitiu que outros tribunais cíveis a analisar a matéria possam decidir de forma diferente."
    (...)
    "Sobre este assunto o especialista em direito constitucional Pedro Bacelar Vasconcelos acredita que “dificilmente haverá uma convergência de vários tribunais nesta interpretação”, que disse “não coincidir” com a sua interpretação sobre a lei da limitação de mandatos.
    Ressalvando desconhecer o teor da decisão do tribunal cível, considerou tratar-se de “um elemento novo que evidentemente poderá não vir a vingar nas instâncias de recurso em que possa vir a ser apreciada”."
    in Público de 21 de Março

    ResponderEliminar
  2. Os cães ladram e a caravana passa.
    Também pode ser: o A Cinco Tons ladra e a caravana passa.
    Ou ainda: o A Cinco Tons ladra e o Pinto de Sá vai ser candidato. E no final: o A Cinco Tons espuma de raiva e despeito e o Pinto de Sá foi eleito Presidente.

    ResponderEliminar
  3. O “A Cinco Tons” (que não sei quem é!) está a mostrar uma face que ainda não conhecia: a face da insídia e da insinuação perversa. O que dirão os outros Tons a este novo Tom.

    ResponderEliminar
  4. O “A Cinco Tons” não tem um registo jornalístico. Nem de perto, nem de longe.

    ResponderEliminar
  5. No Portugalzinho, desde há 900 anos a esta parte, há sempre expedientes para contornar a lei.

    Até os “impolutos”, os mais honestos, os intocáveis, camaradas usufruem da coisa. Quem diria.

    ResponderEliminar
  6. Leis como aquela que pune os clientes por não exigirem facturas, só podem ter um destino: o CAIXOTE DO LIXO.

    Leis absurdas de limitação de mandatos, como aquela que foi parida pelo PS, só pode ter um destino: CONTESTADA E REPUDIADA POR TODOS OS MEIOS.

    Aos cidadãos eleitores que concordem com o absurdo da lei, têm uma boa solução: VOTAR NOS CANDIDATOS EM FUNÇÃO DA DITA LEI.

    A cada eleitor cabe a LIBERDADE de escolha.
    Quem quiser votar com base no critério dos 3 ANOS, vota!
    Quem quiser votar com bases noutros critérios, como competência, honestidade, empenho, capacidade de trabalho, vota.

    Porque carga de água há-de haver um lei que me impede de escolher o candidato que eu acho mais bem preparado para dirigir a Câmara?

    ResponderEliminar
  7. Porque carga de água existem leis?

    Porque carga de água temos que cumprir uma lei que não se goste?

    ResponderEliminar
  8. Há leis e leis absurdas.
    Para as leis absurdas, como as que citei, há uma resposta da sociedade: DESOBEDIÊNCIA CIVIL!

    Por caros socialistas: DEIXEM AS PESSOAS DECIDIR POR SI PRÓPRIAS, SE QUEREM PEDIR FACTURAS OU SE QUEREM VOTAR EM CANDIDATOS COM MAIS DE 3 MANDATOS.

    É às pessoas que cabe decidir e não às centrais dos partidos.

    ResponderEliminar
  9. Há leis e leis absurdas.
    Para as leis absurdas, como as que citei, há uma resposta da sociedade: DESOBEDIÊNCIA CIVIL!

    Por isso caros socialistas: DEIXEM AS PESSOAS DECIDIR POR SI PRÓPRIAS, SE QUEREM PEDIR FACTURAS OU SE QUEREM VOTAR EM CANDIDATOS COM MAIS DE 3 MANDATOS.

    É às pessoas que cabe decidir e não às centrais dos partidos.

    ResponderEliminar
  10. O povo é burro e não sabe escolher, nem distinguir um gato de uma lebre.

    O melhor é acabar com as eleições, e deixar que sejam os gajos que assentam o cu nas comissões centrais dos partidos a tomar conta das ruínas.

    E, já agora, porquê permitir 3 mandatos seguidos?
    Não se viu já, no caso de Évora, que isso é tempo suficiente para atirar com uma autarquia ao charco?

    Não seria melhor um período de 6 meses, à experiecnia, e, depois, logo se via... se se fazia contrato ou ia para a rua.

    Deixem-se de merdas e legalismos bacocos só para defender os vossos interesses pequeninos.

    ResponderEliminar
  11. @13:07

    contrato de trabalho válido!

    Não presta? Sai. Venha outro.

    ResponderEliminar
  12. Ainda não percebi qual é o problema da LIBERDADE de escolha?

    Em primeiro lugar:
    Porque não pode cada partido estabelecer a regras que entender para apresentação de candidatos. Se só com um mandato, se com dois ou com os mandatos que muito bem entender.

    Em segundo lugar:
    Porque não deixam a escolha seguinte (a votação) ao livre arbítrio dos eleitores?
    Os que quiserem escolher os candidatos pelo número de mandatos, não estão impedidos de o fazer, pois não?

    Então seria muito simples: os que acham esse o método de escolha mais adequado, recusem-se a votar em candidatos com mais de X mandatos (conforme o n.º X que vos pareça infalível). E ponto final.
    Os eleitores que acharem que devem ser outros os métodos de escolha, pois que o façam.

    Quem tem medo, afinal, da LIBERDADE DE ESCOLHA?

    ResponderEliminar
  13. @14:32
    E os próprios candidatos também são livres de estabelecer limites temporais para os seus mandatos. Ninguém os obriga a recandidatar-se se não quiserem.

    Por exemplo, lembro-me bem duma entrevista do nosso Presidente da Câmara onde nos disse que só faria dois mandatos (8 anos), porque foi o tempo que a mulher lhe concedeu.

    E, como se viu, foi mais uma promessa cumprida!...

    ResponderEliminar
  14. Liberdade

    é cumprir as leis

    ResponderEliminar
  15. Coitados... Custa-me ver o sofrimento... Não têm outra escolha... Se não for o Pinto de Sá, ficam sem nada...
    Dão pena!
    Ponham o Pinto de Sá lá, para que depois quando o aparelho mandar vire costas a Évora e emigre para outro lado. Deixará o povo de Évora, como deixou o de Montemor...

    ResponderEliminar
  16. Têm mais escolhas, mas esta dá mais garantias de vitória. Eu vou votar nele e espero que ganhe.

    ResponderEliminar
  17. @15:04
    Isso já dizia o Salazar!
    Quem se opunha à ditadura também era acusado de não cumprir a leis...

    ResponderEliminar
  18. 15:08
    O sofrimento de que eu me vou apercebendo por aqui (pelo menos a julgar pelo nível dos ataques á pessoa...) é o dos secretários do PS. Parecem cães a uivar antes de um tremor de terra.

    Alguma coisa eles pressentrem. E não deve ser coisa boa para eles. Senão, não se incomodavam nem nos incomodavam com os uivos...

    ResponderEliminar
  19. É confrangedor ver o desespero dos comunistas em tentarem eleger Pinto de Sá! Como se não tivessem mais candidatos elegíveis! Eles lá sabem! E esta sofreguidão só prova uma coisa: o PCP de Évora está, literalmente, de rastos!

    ResponderEliminar
  20. Social-facismo em portugal NAO. Mandem os comunistas do "democratico" PCP
    para a Coreia do Norte

    ResponderEliminar
  21. Social-facismo em portugal NAO. Mandem os comunistas do "democratico" PCP
    para a Coreia do Norte

    ResponderEliminar
  22. Quando há medo da LIBERDADE (de escolha dos cidadãos) algo vai mal no reino da Dinamarca...

    ResponderEliminar
  23. Porque será que os Pê-esses de Évora estão cada vez mais parecidos com Salazar.

    Será porque entre os seus líderes há dois membros da antiga União Nacional salazarenta?

    Será porque esses senhores (actuais membros da Assembleia Muncipal de Évora) ainda pôem e dispõem (vereadores e candidatos a presidentes) conforme querem?

    ResponderEliminar
  24. Pinto de Sá pede primeiro desculpa aos Montemorenses pela sacanagem que lhes fizeste e vem depois apresentar-te aos de Évora!

    Ainda assim...fora da lei!

    ResponderEliminar
  25. A julga pelos comentários do cretino, o PS deve andar à procura de um atrasado mental para candidato.

    ResponderEliminar
  26. Social-facismo em portugal NAO. Mandem os comunistas do "democratico" PCP
    para a Coreia do Norte

    ResponderEliminar
  27. @22:30
    Os únicos fascistas/socialistas que conheço são o Capoulas e o Troncho.
    Pertenceram ao partido único de Salazar/Caetano e agora pertencem ao Partido Socialista dos pedreiros do avental.

    ResponderEliminar
  28. Deixem o gajo de Montemor em paz.
    Não tratem mal as pessoas de fora.

    ResponderEliminar
  29. Os PC's até gostavam deste blog mas não vão perdoar a dissidência.
    Estão nervosos... É só malta a sair dos sindicatos.

    ResponderEliminar
  30. A boyada do PS anda com o rabinho muito aperdatinho, com medo da candidatura de Pinto de Sá. Porque será?

    ResponderEliminar
  31. @00:31 Malta a sair dos sindicatos?
    Iso deve ser impressão tua. Ouvi dizer que até já há Directores de Departamento (nomeados recentemente pelo Ernesto) a aderir ao sindicato.
    Eles lá sabem porquê?...

    ResponderEliminar
  32. Eles lá sabem a que chulos entregam parte do ordenado.
    Eles lá sabem de quem se devem defender.
    Eles lá sabem o que andam a fazer.

    Ou então são como os do PS estão com medo da candidatura do Pintão Sázão, esse grande salta pocinhas.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.