quinta-feira, 14 de março de 2013

Autárquicas: Vitor Proença "trocado" de Santiago do Cacém para Alcácer do Sal


Nas próximas eleições autárquicas o PCP parece estar a ser useiro e vezeiro na passagem de autarcas que atingiram o limite de mandatos para cabeças de lista a outras Câmaras. Depois de Pinto Sá, em Évora e João Rocha em Beja, aí está o anúncio de mais uma "transferência": Vitor Proença passa de Santiago do Cacém para Alcácer do Sal. Será que o PCP está reduzido a tão poucas alternativas que tem que jogar sempre com as mesmas cartas do baralho?

32 comentários:

  1. Já não é só falta de imaginação!
    É mesmo falta de confiança nos outros.

    Também se pode dar o caso de querem usar o estratagema de abdicarem (caso ganhem) a meio dos mandatos para fazer surgir 2ªs figuras que nunca seriam eleitas se fossem cabeças de cartaz. Parece-me ser esta a táctica.

    ResponderEliminar
  2. o comentário em cima é meu


    Rui M F

    ResponderEliminar
  3. A hipótese da CDU reconquistar algumas câmaras (nomeadamente Évora e Beja) está a deixar muita gente nervosa. Olá se está...

    ResponderEliminar
  4. ... quando as galinhas tiverem dentes talvez isso aconteça...

    ResponderEliminar
  5. Carlos Pinto de Sá, Eduardo Luciano e Dores Correia. Será esta a composição da lista da CDU em Évora.

    ResponderEliminar
  6. Ahh então sempre é verdade aquilo da doutora que aqui escreve.

    ResponderEliminar
  7. O nevosismo que tomou conta dos secretários ernestinos nos últimos tempos, e a dificuldade em encontrar uma pessoa que esteja disposta a dar a cara pela herança que o PS vai deixar em Évora, são a prova provada que a Câmara de Évora vai mudar de liderança, nas próximas eleições.

    Agora só falta saber quem estará em melhores condições para lhes suceder. O resto é conversa!...

    ResponderEliminar
  8. Está mais do que esclarecido que o limite de mandatos, estabelecido na lei, se refere a três mandatos na mesma câmara.
    Mas os mentecaptos de serviço ao anti-comunismo, continuam a martelar que "o PCP parece estar a ser useiro e vezeiro na passagem de autarcas que atingiram o limite de mandatos para cabeças de lista a outras Câmaras".

    A própria lei é idiota, porque
    - retira ao eleitorado o poder de decidir, portanto é anti democrática,
    - isenta os tribunais da obrigação de vigiar e incriminar os políticos corruptos,
    - promove a impunidade e rotatividade dos corruptos,
    - afasta os bons autarcas que os eleitores entendam reeleger,
    - institui a falácia de que a mudança para pior é melhor do que manter um bom governo.

    Essa lei foi aprovada com os votos dos partidos que se dizem defensores dos altos princípios republicanos, mas que na prática, há trinta anos, se revelam ser associações criminosas, únicos responsáveis pela ruína nacional.

    ResponderEliminar
  9. «Carlos Pinto de Sá, Eduardo Luciano e Dores Correia»

    Bons nomes para liderar a gestão da CME.
    E, de uma penada, lá vai mais um dos tontos argumentos esgrimidos pelos secretários do PS: a alegada divisão do PCP, provocada pela escolha de Pinto de Sá.

    Vão ter de inventar MENTIRAS NOVAS!
    E, ao fim de 12 a anos a inventá-las, se calhar já lhes falta a imaginação...

    ResponderEliminar
  10. O que os números mostram na análise abaixo é que, se o BE se tivesse coligado com o PCP, teria sido possível travar a política do PS/PSD, nas eleições de 2009. Travar a política de assalto ao erário municipal. Travar a política ruinosa da direita.

    Tudo indica que, nestas eleições, mais uma vez, o BE se sente mais motivado para apoiar a política da gatunagem.

    ResponderEliminar
  11. E porque é que o PCP não se podia coligar com o BE? Tem algum estatuto moral ou de princípio diferente? Se dessem o 3º vereador ao BE acho que eles aceitariam.

    ResponderEliminar
  12. 14:51

    Andam desesperados... e à espera de tacho. Mas o tiro dos dinoussauros vai-lhes sair pela culatra, ai vai vai.

    ResponderEliminar
  13. E eis que o BE começa a meter medo. O BE é o único partido que quer a unidade da esquerda. Foi o BE que pediu reunião com o PCP, que na sua posição sectária, decidiu demarcar-se. O BE não viu, nem vê o PCP como inimigo político. Mas existem diferenças, especialmente na visão da democracia. A batalha autárquica vai ser limpa pela parte do BE. Pelo BE apenas se discutirão ideias para o município... Não verão da parte do BE insultos gratuitos ou calúnias. Debate limpo, transparente e democrático. Os votos são do povo, não são de ninguém em particular. Um abraço e procurem ter mais calma, que o ódio faz mal às vísceras...

    ResponderEliminar
  14. O BE quer unidade de esquerda e arranjos com o PCP porque, de outra forma, não arranja tachos!

    ResponderEliminar
  15. 14:32

    Não se confirma, já investigámos. O primeiro é certo, o segundo também, mas o terceiro nome não corresponde. Mas posso garantir-lhe que será uma mulher (a lei assim obriga!).

    cj

    ResponderEliminar
  16. O BE quer tachos? Até parece que o BE anda a trazer candidatos requentados... lol lol lol... essa está boa!

    ResponderEliminar
  17. Espero que o BE assim como a CDU contribuam com boas soluções para resolver a situação gravíssima em que se encontra a CME.

    Do PS pouco ou nada espero, pois nunca me apercebi que os incendiários pudessem ser bons bombeiros. E o que o PS tem feito em Évora é trabalho de incendiário.

    ResponderEliminar
  18. O BE vai fazer batalha limpa? Como com a candidata que tem? A Sra. Já demonstrou que é o protótipo da arruaça e do compadrio.

    ResponderEliminar
  19. oh fascistoide
    conheces a senhora da onde?

    ResponderEliminar
  20. Bela jogada do BE

    vai concerteza desviar votos do PCP.

    ResponderEliminar
  21. É esse o objectivo!

    ResponderEliminar
  22. João Rocha, Vitor Proença, Pinto Sá...

    Sem dúvida alguma que Évora precisa de uma grande vassourada, o Dr. José Ernesto foi a pior coisa que aconteceu naquela cidade no pós 25 de Abril. Mas não será seguramente com este "caixeiro-viajante" da política. O Dr. Pinto de Sá até pode ter feito um bom trabalho em Montemor, não sei, apenas sei que lá também há quem o conteste. Mas Pinto de Sá não é um "vizinho" de Évora, é um estranho que já cumpriu os mandatos que a lei prevê na sua terra natal. O governo local de Évora deve ser exercido por quem lá vive e vive a cidade, é assim que eu e muitos portugueses entendemos o poder local.

    O que se está a passar com a "dança das cadeiras" destes profissionais da política apenas incrementa o desprestígio da já muito desprestigiada classe política portuguesa: Pinto de Sá NÃO É um professor universitário (tão pouco concluiu o doutoramento), é um político profissional, tal como Cavaco Silva. A docência universitária foi, em ambos os casos, apenas uma mera formalidade para aquisição das necessárias “competências” para melhor poderem estar na política (os portugueses validam muito os títulos como “doutor”, “engenheiro”, etc…). A “profissionalização” da política, nacional e local, tem fortemente contribuído para a degradação das democracias ocidentais e, em particular, das da Europa do Sul.

    ResponderEliminar
  23. 1,41 é a realidade e o pcp já entrou no jogo com a força toda, será que o pcp não tem outras caras nas mesmas cidades com valor!?

    ResponderEliminar
  24. @01:41
    Confessas que não conheces o Pinto de Sá, mas chamas-lhe um "caixeiro-viajante", com "grau académico", um "profissional da política", um "estrangeiro" em Évora!
    Desempregado, sem formação académica, sem curriculum, desligado da política, residente em Évora, ... o perfil ideal, do teu agrado, deve ser o Beato Salú.

    ResponderEliminar
  25. A candidatura do Pinto de Sá assusta muita gente. Porque sabem que é uma candidatura com fortes probabilidades de vitória. Basta ver os comentários que pululam pelos blogs para perceber isso.

    ResponderEliminar
  26. Por falar em Pinto...Quem paga as dívidas de Montemor já que o homem saiu como um rato sem dar cavaco a quem o elegeu?

    ResponderEliminar
  27. O medo da candidatura de Pinto de Sá está a deixar os secretários à beira de um ataque nervos.
    Sabem que se Pinto de Sá for eleito acaba-se o regabofe e pantominice e quem quiser ficar na câmara tem de dar o litro, ser COMPETENTE e TRABALHAR.

    ResponderEliminar
  28. Vai «desviar» votos do PCP, do PS e do PSD! Não vai «desviar votos» vai CONSEGUIR VOTOS! para uma acção politica pautada pela transparencia, pela democracia, pela inteligência (capacidade para inteligir: compreender ou apreender a realidade através do pensamento ou raciocínio objectivo) e pela criatividade (aptidão para formular ideia originais, capacidade de resolução de problemas).
    AE

    ResponderEliminar
  29. Quem? A candidata do BE? Só podes estar a brincar.

    ResponderEliminar
  30. @14:42
    Espero que a candidata do BE tenha muitos votos. Será o sinal da mudança que a CME precisa.

    Estamos fartos de manobras e negociatas comandadas a partir das lojas do "avental"...

    ResponderEliminar
  31. Espero que a candidata do BE tenha muitos votos, para que o PS possa conquistar a Câmara para mais um mandato e continuar o brilhante trabalho dos últimos 12 anos.

    ResponderEliminar
  32. @15:00
    É pá, se os eleitores voltarem a dar a vitória ao PS, depois do descalabro de 12 anos, que levaram a câmara á falência, então só posso concluir que são masoquistas e que gostam de ver a cidade a afundar (ou a arder, como no tempo do imperador maldito...).
    E, nesse caso, merecem continuar a caminho da "excelência". Ou seja: merecem-se uns aos outros.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.