sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Cada vez mais a caminho do desastre: as previsões da CE para Portugal


A taxa de desemprego deve chegar os 17,3% este ano e baixar apenas para 16,8% em 2014, estimou hoje a Comissão Europeia, que agrava significativamente as suas expectativas para o mercado de trabalho português.
Segundo as novas estimativas de Bruxelas, a taxa de desemprego deve superar os 16,4% de média anual estimada para este ano ainda recentemente pela ‘troika’ e pelo Governo na sexta avaliação do Programa de Assistência Económica e Financeira.
Estes dados apontam agora para um agravamento para os 17,3% a acontecer já este ano em taxa média anual, após os resultados piores que o esperado para os números do ano passado.
As autoridades esperavam que a taxa de desemprego se ficasse pelos 15,5% em 2012, mas acabou por terminar o ano nos 15,8%.
Agora, após agravarem para quase o dobro a previsão de recessão para este ano (de -1% para -1,9% do PIB), Bruxelas diz também que o desemprego vai atingir novo máximo histórico e que a situação pode piorar.
A situação económica e a deterioração no mercado de trabalho acabam por alimentar um ciclo que deve ter consequências ainda para as contas públicas portuguesas.
Em 2014 a estimativa já não é de 15,9% mas sim de 16,8%, um valor superior ao pior receio das autoridades portuguesas já para este ano.
Bruxelas estima que a destruição de emprego tenha atingido os 4,3% em 2012, que destrua mais 2,7% este ano para crescer moderadamente na ordem dos 0,5% no próximo ano.(LUSA)

3 comentários:

  1. 2+1=3?

    O camarada Pulido Valente pode-se recandidatar a Beja?

    ResponderEliminar
  2. O Moita Flores também pode e é do PSD

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.