terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

30ª Ovibeja já mexe

Ovibeja promove III Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra

A Ovibeja 2013 – que se realiza entre 24 e 28 de Abril – já lançou a 3ª edição do Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra – Prémio Ovibeja.
O concurso, o único de âmbito internacional realizado em Portugal, é uma organização conjunta da ACOS – Agricultores do Sul e da Casa do Azeite - Associação do Azeite de Portugal, e tem como objectivo principal distinguir os Azeites Virgem Extra de excelência, promovendo sobretudo a cultura e a imagem do Azeite de qualidade.
Pelo seu grau de exigência e criteriosa composição do júri internacional, composto por alguns dos mais renomados peritos oriundos dos principais países produtores, que este ano se alargará ainda mais, este concurso é já uma referência ao nível dos vários concursos de Azeite Virgem Extra que se organizam anualmente, não só no País, como no panorama internacional.
Mais uma vez, os organizadores vão estimular a participação alargada de azeites dos principais países produtores europeus, bem como a participação de azeites provenientes de outras geografias, nomeadamente dos novos países produtores da América Latina, como o Chile ou a Argentina, da Austrália ou da Nova Zelândia.
Para mais informações sobre o concurso, contactar a Casa do Azeite através do telefone: 21 384 18 10.(nota de imprensa)

8 comentários:

  1. Mais uma Trapalhada da cãmara.

    CIRCO CHEN expulso do Rossio


    "esqueceram-se" que havia mercado.......VERGONHOSO.

    ResponderEliminar
  2. O MELGAS e o Francisco "esqueceram-se" do mercado....vai daí FORA com o circo ........

    ResponderEliminar
  3. A cãmara está no CAOS.....esta rapaziada,passa por lá....nada faz........e as oposições estão apáticas.

    ResponderEliminar
  4. Èvora caiu no CAOS,um grupo de JOTAS dirige a cãmara,o velho Zé já não manda.

    ResponderEliminar
  5. O MELGAS está guégué.....o CHICO e o Praxedes tomaram conta da autarquia.

    ResponderEliminar
  6. E o Chen, não pede uma indemnização a esses gajos?

    ResponderEliminar
  7. Gomes

    Subsidio.
    São actividades culturais tão ou mais dignas quanto as outras que os recebem - com ou sem atraso - por sistema.

    ResponderEliminar
  8. Amigo, não ponho em causa que as actividades circenses, não sejam cultura.
    O que pretendia era criticar o que se passou.
    Se a Câmara (não sei se merece letra grande), não cumpriu com estipulado com o Circo Chen, o Circo merece ser ressarcido, por tal falta. É o que subsiste no pacto ogrigacional.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.