segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Saberão o que é a guerra? Passaram pela Guerra Colonial?



Estas fotos foram tiradas pelo jornalista francês Patrick Chavel que acompanhou Jorge Jardim ao local do massacre acontecido em 16.12.1972 e foram publicadas em http://macua.blogs.com/moambique_para_todos/wiriamu/

Luís Garcia
Belo texto. Retrata a realidade. e assinaste-lo. Agora meia-dúzia de hipócritas que nem o nome dão, vomitam barbaridades.
Saberão o que é a guerra?
Passaram pela Guerra colonial?
Na zona de Nabuamgongo, Angola, no Canacassala, Mata 28 de Maio, penso que em 1970/1971,um grupo de combate (pelotão) de comandos, comandados por um alferes, meu patrício, que também está a passar pelo estertor da morte (há um fulano que com algum gozo, gosta de dizer "cá se fazem, cá se pagam"), fez um massacre de alguns dezenas de pessoas (homens, mulheres e crianças).
Após esse massacre o meu pelotão, após alguns dias, subia na mesma zona um riacho de águas cristalinas.Não o acompanhava, pois outros afazeres, não me permitiram fazer aquela operação.
O pessoal começou a ter sede e de imediato se debruçaram sobre o riacho, onde se dessedentaram e encheram os cantis.
Continuando a marcha, começaram a sentir um cheiro nauseabundo de carne em putrefacção.Pensou-se nalgum animal morto...A marcha prosseguiu e o espanto aconteceu. Sobre o riacho, amontoavam-se corpos já em avançado estado de decomposição.
A água bebida vomitou-se, após os dedos introduzidos na boca, até ao fundo da garganta.
A zona em questão, que bem conheci, era uma zona de aldeamentos clandestinos, onde a população se refugiava, subnutrida e sem grande protecção de guerrilheiros, pois a FNLA que aí dominava, estava em profunda decadência.
Tal massacre teria sido desnecessário. Nós, a chamada tropa fandanga, só mesmo em ataque, atirávamos. Caso isso, não acontecesse, não havia ordem para atirar.
Palavras para quê? 
Para elogiar o Jaime Neves?

António Gomes

21 comentários:

  1. Elogiar o Jaime Neves pelo combatente que foi contra a instalação dum regime comunista pró Soviético. É apenas disso que se trata.

    Apesar do Cunhal se ter refugiado no regaço da ditadura assassina do Estaline (poderia ter escolhido dezenas de países livres e democráticos), elogia-se igualmente o homem por ter combatido o regime fascista em Portugal.

    Todos os homens são imperfeitos.

    ResponderEliminar
  2. O idiota fascistóide já entrou ao serviço.

    ResponderEliminar
  3. Os pedros lombas e paulos Rangels e outros elogiam o homem........os CRIMES são SEMPRE CRIMES e quem os comete CRIMINOSOS........seja de direita ou de esquerda.......Soares condecorou-o.

    ResponderEliminar
  4. BIN LADEM ainda foi considerado combatente da liberdade,lembram-se?

    ResponderEliminar
  5. Sadam aliado do Ocidente ,lembram-se?

    ResponderEliminar
  6. KADAFI.......considerado por Portugal estadista,lembram-se?

    ResponderEliminar
  7. Os camaradas cassetes não gostam do Paulo Rangel ou do Pedro Lomba. Acham-nos fascistas assim como ao Mário Soares.

    É óbvio que a Coreia do Norte é uma democracia.

    Mase estes gajos ainda existem?

    ResponderEliminar
  8. O idiota fascistóide não se cansa de escrever disparates?

    ResponderEliminar
  9. Há os comunistas porreiraços.
    E há a comunalha.

    Os porreiraços são porreiros. Bonacheirões e amigos, embora ceguinhos espiritualmente.

    E há a comunalha. Caninos e raivosos, embora nunca tenham vertido uma lágrima pelos crimes em nome do comunismo.

    ResponderEliminar
  10. @10:26
    Nunca discutas com um idiota. Ele é incapaz de argumentar para além do seu nível intlectual de entendimento. E, chegado a esse nível, é imbatível!

    A não ser que queiras experimetar a sensação de ser idiota, nunca discutas com um idiota. Já dizia, a minha avó...

    ResponderEliminar
  11. http://pravdailheu.blogs.sapo.pt/263929.html

    Para que entendam melhor...
    Se é que é possível...

    ResponderEliminar
  12. Sampaio

    Deixa-te de Comunices.

    Todos nós temos alguém da família para relatar como foi lá. Ou porque foi tropa e atirou ou porque era branco e veio de lá a fugir para não sofrer a "sorte" de muitos que por lá ficaram cadáveres.

    Continuo preocupado é com os comunistas convictos que jamais renunciarão os regimes abjectos que foram o Leninismo e o Estalinismo.

    ResponderEliminar
  13. O que me aconteceria a mim se ficasse provado em tribunal que roubara 720 mil euros ao erário público e que tinha falsificado documentos?

    ResponderEliminar
  14. @12:15
    E tu já foste capaz de renunciar os regimes abjectos que bombardeiam e assassinam populações civis, em nome da ganância, da propagação da fé ou da manutenção do império?

    ResponderEliminar
  15. @12:47


    Não militante de coisa nenhuma, provavelmente ao contrário de ti.

    Mas aviso-te já.
    Não gosto de terroristas muito menos os que vem rotulados de pseudo libertadores dos povos

    ResponderEliminar
  16. 12.15
    limitei-me a trazer um relato na 1ª pessoa do que se passou em Wyiriamu.
    Não entendo o alcance do seu comentário.
    Se se sente bem assim, faça o favor de continuar e que tenha bom proveito.
    Os seus comentários são sempre servidos em pequenas doses e são por isso mesmo inócuos.

    ResponderEliminar
  17. Pois é Sampaio

    Estás convencido que és profundo em 3 ou 4 parágrafos que escreves.
    Se és feliz assim, ainda bem.

    ResponderEliminar
  18. Resumindo e concluindo

    O Jaime neves era um filho da puta que lutava contra uns filhos da Puta que queriam cá um regime do gérero Sovietico.

    ResponderEliminar
  19. Mais uma vez fiquei feliz, porque um comentário que fiz, no v/ Blog, foi escolhido para publicação.
    O que escrevi foi verdadeiro.Há quem o testemunhe. A idade que tenho, faz-me agora ter uma consciência mais forte, fruto de uma consciência purbere que, tinha na altura.
    Só estranho que, os comentários que se seguiram a essa publicação, nada tenham a ver com tal publicação.
    Ou a guerra colonial é ainda tabú?
    Agradeçamos ao grande jornalista Joaquim Furtado, que tão bela filha também nos deixou (que me perdoe tal alarvidade machista), o seu belo trabalho sobre tal tema, a não perder hoje na RTP (4.º série)

    ResponderEliminar
  20. Pá , uns diziam ; " é um preto rapaz ainda , não lhe faças mal " .

    Outro diz : " queres ver , se não o mato agora vai matar os meus filhos mais tarde " .

    E assim pegava nas pernas do preto e batia com a cabeça no tronco da árvore até lhe rebetar os miolos .

    Que mal tem ?


    É guerra !!!

    Embora os cobardes tenham fito de África um passar férias ...

    Acabem é com o FASCISMO puro e tenham vergonha agora de serem governados por um preto do FMI e metade de Portugal pertencer a máfias descendentes do PAIGC .

    Olhem o que diz este fascista :

    Diz "nós" , até parece que ele incluído ... BESTA !!!


    """
    Expresso TV

    Ulrich: "Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?"

    """

    Este tipo de homens não pode existir nunca , Hitler não fazia melhor !

    Jorge

    ( ciclista )

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.