quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

O Facebook não foi criado para desagradar ao Papa nem à religião católica

A rede social Facebook eliminou a página onde eram convocados gays e lésbicas para se beijarem publicamente durante a visita do Papa a Barcelona, no próximo domingo, dia 7, às 9 da manhã, na Praça da Catedral. O grupo tinha já mais de mil presenças confirmadas. O Facebook não gostou e acabou com a iniciativa. A convocatória, essa, mantém-se. Ler Aqui.

7 comentários:

  1. E alguns a pensar que a internet era sinónimo de Liberdade...

    ResponderEliminar
  2. OS GAYS DEVERIAM SER TODOS ENRABADOS POR UM FERRO EM BRASA

    AS LESBICAS TODAS NAS PRISOES A TRANSAR COM OS PRESOS

    ResponderEliminar
  3. E fez muito bem! Anormais como os mariconços e fufas têm é que ser ignorados caso insistam em comportamentos anormais e exibicionistas em público. PQP

    ResponderEliminar
  4. A homossexualidade é uma orientação sexual que não se escolhe, sente-se.
    Cuidado anónimos das 21:39 e 23:41 nunca se sabe quando podemos ter um filho homossexual e concerteza não gostariam de ter um filho vosso enrabado com um ferro em brasa ou a transar contra a sua vontade com presos nem sequer sabem se vão ter um filho preso que não quer transar com um homossexual.
    A psicanálise também explica este tipo de comentários com o recalcamento de desejos libidinais homossexuais não assumidos pela estrututa superegoica de uma personalidade rígida.

    Maria

    ResponderEliminar
  5. A intolerância é triste!
    São olhos tapados que não se querem abrir, escolhas que não se querem enfrentar.
    Porque é mais fácil dizer que o outro não faz parte do nosso grupo na ilusão que o grupo de que fazemos parte é o melhor.

    Henrique

    ResponderEliminar
  6. ........A homossexualidade é uma orientação sexual que não se escolhe, sente-se........

    Será??? Ou será que ela é proporcionada pelas familias que tratam os filhos como flores de estufa?
    Muitas fufas são fufas derivado aos pais que não as deixam contactar com rapazes.
    Só com raparigas.

    ResponderEliminar
  7. Não vou tecer considerações sobre o que é ou não é a homossexualidade.

    Quero apenas lamentar o tipo de comentários que andam por aqui, a coberto do mais cobarde anonimato.

    Gostava mesmo de vir um dia a saber que tais "pessoas" têm pais gays, ou irmãos ou tios ou primos, etc., etc. (tanto homens como mulheres). Ou quem sabe, os próprios são daqueles exemplares de gays casados, com filhos, considerados de grande exemplo para a siociedade, mas às escondidas pintam a manta e são piores que muitos gays assumidos, vale tudo, até orgias. Sei que em Évora existem dezenas de indivíduos desses. Se um dia alguém abre a boca cai o Carmo e a Trindade.

    E o pior é que há agora um sector das novas gerações que pensam como as tristes figuras que fizeram os comentários, o que é bastante preocupante.

    E como não quero acabar com um ferro em brasa no "respectivo", opto também pelo anonimato.

    ResponderEliminar