quarta-feira, 21 de abril de 2010

Que falta fazem os jornais aos homens dos jornais!

O Aníbal é um amigo meu. Não dos mais antigos: até é recente e os tempos de convivência são poucos, mas que é um tipo porreiro, lá isso é. Veio de Lisboa para Avis atrás de uma imagem romântica de Alentejo. Essa imagem já se foi. Mas a realidade, embora diferente da idealizada, dá "para encher um homem". E ele foi ficando.  E lê este blog. E outros, como é normal. Habituado aos jornais, sofre por não ter um jornal para "mandar a notícia". Por isso enviou a mensagem que se segue para quem nos lê. Aqui fica ela. Apetece dizer: vamo-nos a eles (ao almoço, é claro). Um abraço.( E se houver notícia pós-almoço cá estamos para recebê-la).

"Soube há bocado - e não me serve de nada, pois não tenho sítio onde o publicar – que se vai realizar amanhã, quinta-feira, 22 de Abril, um almoço que junta todos os ex-presidentes de câmara do distrito de Portalegre, mais as respectivas famílias. A ideia partiu há cerca de 8 anos do Francisco Manuel Sancho (de Alter) que gostaria de criar uma associação de ex-autarcas e garante que a iniciativa é única no país. O repasto vai ter lugar no Restaurante «O Martinho» (o dono é conhecido por Ventoinha), na Serra de S. Mamede, em Monte Palheiros. Segundo soube, nas outras edições têm participado ex-presidentes das várias forças políticas e, aproveitam o encontro, para discutir de tudo um pouco, mas «sem clivagens políticas»".

Obrigado, Aníbal. Eu também soube de outro almoço reunindo ex-presidentes, e ex-isto e aquilo de todo o Alentejo que está a ser preparado, mas que ainda anda no sigilo dos deuses.  A última notícia que tive era que o repasto (com muito de defesa da regionalização e dos interesses do Alentejo) iria ser feito a bordo de um barco, lá para os lados de Alqueva. Vamos a ver se "a coisa" sai à cena, senão descoso-me...

2 comentários:

  1. Ligeira correcção para os interessados no saudosismo político: o Monte é Paleiros e não Palheiros

    ResponderEliminar
  2. Mas não é só aos homens dos jornais que os jornais fazem falta.
    Em Évora e nas outras cidades fazem falta jornais. Já nas salas de aula da escolas e jardins de infância eles fazem falta. À medida que crescemos precisamos cada vez mais dos jornais. Como elo de ligação entre os muitos mundos que coexistem sem se conhecerem no mesmo espaço e tempo.
    O que acontece na Universidade de Évora quase só os que por lá andam sabem.
    Os problemas com que se deparam as empresaS e empresários é coisa só de alguns. Até as propostas da cultura parecem confinadas a espaços especiais. E por aí fora.

    Aqui ficam os meus votos para que a nova equipa do novo "Registo" saiba estabelecer ligações positivas e úteis às várias partes e a este espaço e tempo.

    Maria Francisca

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.