segunda-feira, 26 de abril de 2010

Love Story

3 comentários:

  1. Digam-me que alucinei... Cavaco Silva no discurso que fez na assembleia falou como se nunca tivesse sido 1º Ministro, como se não tivesse nada a ver com o estado a que este País chegou, como se não fosse nada com ele? É verdade?
    E Aguiar Branco citou Lenine? Verdade?
    Eu não alucinei? Ninguém me colocou nada na bebida do Jantar?
    Isto aconteceu ontem em Portugal?
    Se não foi alucinação, alguém mais inteligente me pode explicar o que se passa neste país e com estes político?
    Agradecida!
    Lurdes

    ResponderEliminar
  2. A politica levou pós globalização o maior estoiro que a memoria caminhamos para os gestores sem cor politica por pressão económica e social.

    ResponderEliminar
  3. Concordo com o comentador anterior.
    O problema que se coloca é que se nos últimos 3o e tal anos, se questionavam socialistas, sociais democratas, comunistas, lhe chamavam coisas desagradáveis e os responsabilizavam com e sem razão, este é o tempo em que se afirma "são todos iguais".
    Não há distinções fiáveis, não há identificações seguras, o que hoje é amanhã não será, o que hoje representa o governo daqui a pouco representa os interesses dos que pressionam o governo, dos que negoceiam coisas importantes.

    Neste mar de desconfiança generalizada bem podem presidentes da répública e primeiros ministros apelar à confiança no país. Mas isso quer dizer o quê? Que devo ter confiança em mim? No D.Afonso Henriques? Nos que dão provas sucessivas de não serem dignos de confiança?

    Maria Francisca

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.